Aleteia
La fête du jour

terça-feira 29 agosto
Martírio de São João Batista   

Martírio de São João Batista   

Martírio de São João Batista

 

 

 

A “Decapitação de João Batista” é um dia santo observado por várias denominações cristãs e comemora o martírio de São João Batista.
Os evangelhos sinóticos relatam a decapitação de João Batista por Herodes Antipas (Mateus 14,1-12; Marcos 6,14-29 e Lucas 9,7-9); e de acordo com esses evangelhos, Herodes mandara prender São João pois ele o havia repreendido pelo fato de ter se divorciado ilegitamente de sua esposa (Fasélia - Phasaelis) e ter tomado como amante a Herodíades, esposa de seu irmão Herodes Filipe I. No aniversário de Herodes, a filha de Herodíades (tradicionalmente chamada de Salomé) dançou perante o rei e seus convidados. Sua dança agradou tanto Herodes que, bêbado, ele prometeu a ela qualquer coisa que desejasse, limitando a promessa em metade de seu reino. Quando a filha perguntou à mãe o que deveria pedir, Herodíades sugeriu que ela pedisse a cabeça de João Batista numa bandeja. Mesmo chocado com o pedido, Herodes relutantemente concordou e mandou executar João na prisão. O historiador judeu Flávio Josefo também relata, em suas “Antiguidades Judaicas”, que Herodes mandou matar João, afirmando que ele o fez “pois a grande influência que João tinha sobre o povo poderia colocar em suas [de João] mãos o poder e a vontade de levantar uma rebelião, (pois o povo parecia pronto para fazer o que quer ele pedisse), [assim Herodes] pensou que o melhor seria eliminá-lo”. Ele afirma ainda que muitos dos judeus acreditavam que o desastre militar que sobreveio a Herodes pelas mãos de Aretas, seu sogro (pai de Fasélia), fora uma vingança por seu comportamento no caso de João.
A comemoração litúrgica da Decapitação de São João Batista é quase tão antiga quanto a comemoração de seu nascimento, que é uma das festas mais antigas, se não a mais antiga, a serem introduzidas nas liturgias do oriente e do ocidente para homenagear um santo.
A Igreja Católica Romana celebra a festa em 29 de agosto, assim como a Igreja Luterana e a Igreja Anglicana, incluindo aí diversas províncias nacionais da Comunhão Anglicana. A Igreja Ortodoxa e as Igrejas Católicas Orientais também celebram em 29 de agosto, só que no calendário Juliano, utilizado, entre outras, pelas Igrejas Ortodoxas Russa, Macedônica e Sérvia, e que corresponde ao dia 11 de setembro no calendário gregoriano. Nessas igrejas, esse dia é sempre observado como um dia de jejum rigoroso. Em algumas culturas ortodoxas mais piedosas, o povo se recusa a comer num prato, usar facas ou comer alimentos de formato redondo neste dia. A Igreja Apostólica Armênia celebra a decapitação de São João Batista no sábado da Semana de Páscoa.
A Igreja Ortodoxa Síria, a Igreja Ortodoxa Malancara e a Igreja Católica Siro-Malancar comemoram o martírio de João em 7 de janeiro.
Em 29 de agosto de 2012, durante uma audiência pública televisionada no palácio de verão de Castel Gandolfo, o papa Bento XVI defendeu que a descoberta da cabeça fragmentada de São João Batista pela segunda vez atesta a veneração milenar da santidade da relíquia, que data da era apostólica. Além disso, o pontífice também se lembrou da festa que comemora o translado desta relíquia para o novo santuário na Basílica dA “Decapitação de João Batista” é um dia santo observado por várias denominações cristãs e comemora o martírio de São João Batista.
Os evangelhos sinóticos relatam a decapitação de João Batista por Herodes Antipas (Mateus 14,1-12; Marcos 6,14-29 e Lucas 9,7-9); e de acordo com esses evangelhos, Herodes mandara prender São João pois ele o havia repreendido pelo fato de ter se divorciado ilegitamente de sua esposa (Fasélia - Phasaelis) e ter tomado como amante a Herodíades, esposa de seu irmão Herodes Filipe I. No aniversário de Herodes, a filha de Herodíades (tradicionalmente chamada de Salomé) dançou perante o rei e seus convidados. Sua dança agradou tanto Herodes que, bêbado, ele prometeu a ela qualquer coisa que desejasse, limitando a promessa em metade de seu reino. Quando a filha perguntou à mãe o que deveria pedir, Herodíades sugeriu que ela pedisse a cabeça de João Batista numa bandeja. Mesmo chocado com o pedido, Herodes relutantemente concordou e mandou executar João na prisão. O historiador judeu Flávio Josefo também relata, em suas “Antiguidades Judaicas”, que Herodes mandou matar João, afirmando que ele o fez “pois a grande influência que João tinha sobre o povo poderia colocar em suas [de João] mãos o poder e a vontade de levantar uma rebelião, (pois o povo parecia pronto para fazer o que quer ele pedisse), [assim Herodes] pensou que o melhor seria eliminá-lo”. Ele afirma ainda que muitos dos judeus acreditavam que o desastre militar que sobreveio a Herodes pelas mãos de Aretas, seu sogro (pai de Fasélia), fora uma vingança por seu comportamento no caso de João.
A comemoração litúrgica da Decapitação de São João Batista é quase tão antiga quanto a comemoração de seu nascimento, que é uma das festas mais antigas, se não a mais antiga, a serem introduzidas nas liturgias do oriente e do ocidente para homenagear um santo.
A Igreja Católica Romana celebra a festa em 29 de agosto, assim como a Igreja Luterana e a Igreja Anglicana, incluindo aí diversas províncias nacionais da Comunhão Anglicana. A Igreja Ortodoxa e as Igrejas Católicas Orientais também celebram em 29 de agosto, só que no calendário Juliano, utilizado, entre outras, pelas Igrejas Ortodoxas Russa, Macedônica e Sérvia, e que corresponde ao dia 11 de setembro no calendário gregoriano. Nessas igrejas, esse dia é sempre observado como um dia de jejum rigoroso. Em algumas culturas ortodoxas mais piedosas, o povo se recusa a comer num prato, usar facas ou comer alimentos de formato redondo neste dia. A Igreja Apostólica Armênia celebra a decapitação de São João Batista no sábado da Semana de Páscoa.
A Igreja Ortodoxa Síria, a Igreja Ortodoxa Malancara e a Igreja Católica Siro-Malancar comemoram o martírio de João em 7 de janeiro.
Em 29 de agosto de 2012, durante uma audiência pública televisionada no palácio de verão de Castel Gandolfo, o papa Bento XVI defendeu que a descoberta da cabeça fragmentada de São João Batista pela segunda vez atesta a veneração milenar da santidade da relíquia, que data da era apostólica. Além disso, o pontífice também se lembrou da festa que comemora o translado desta relíquia para o novo santuário na Basílica de San Silvestro in Capite, em Roma.

e San Silvestro in Capite, em Roma.

A “Decapitação de João Batista” é um dia santo observado por várias denominações cristãs e comemora o martírio de São João Batista.

Os evangelhos sinóticos relatam a decapitação de João Batista por Herodes Antipas (Mateus 14,1-12; Marcos 6,14-29 e Lucas 9,7-9); e de acordo com esses evangelhos, Herodes mandara prender São João pois ele o havia repreendido pelo fato de ter se divorciado ilegitamente de sua esposa (Fasélia - Phasaelis) e ter tomado como amante a Herodíades, esposa de seu irmão Herodes Filipe I. No aniversário de Herodes, a filha de Herodíades (tradicionalmente chamada de Salomé) dançou perante o rei e seus convidados. Sua dança agradou tanto Herodes que, bêbado, ele prometeu a ela qualquer coisa que desejasse, limitando a promessa em metade de seu reino. Quando a filha perguntou à mãe o que deveria pedir, Herodíades sugeriu que ela pedisse a cabeça de João Batista numa bandeja. Mesmo chocado com o pedido, Herodes relutantemente concordou e mandou executar João na prisão. O historiador judeu Flávio Josefo também relata, em suas “Antiguidades Judaicas”, que Herodes mandou matar João, afirmando que ele o fez “pois a grande influência que João tinha sobre o povo poderia colocar em suas [de João] mãos o poder e a vontade de levantar uma rebelião, (pois o povo parecia pronto para fazer o que quer ele pedisse), [assim Herodes] pensou que o melhor seria eliminá-lo”. Ele afirma ainda que muitos dos judeus acreditavam que o desastre militar que sobreveio a Herodes pelas mãos de Aretas, seu sogro (pai de Fasélia), fora uma vingança por seu comportamento no caso de João.

A comemoração litúrgica da Decapitação de São João Batista é quase tão antiga quanto a comemoração de seu nascimento, que é uma das festas mais antigas, se não a mais antiga, a serem introduzidas nas liturgias do oriente e do ocidente para homenagear um santo.

A Igreja Católica Romana celebra a festa em 29 de agosto, assim como a Igreja Luterana e a Igreja Anglicana, incluindo aí diversas províncias nacionais da Comunhão Anglicana. A Igreja Ortodoxa e as Igrejas Católicas Orientais também celebram em 29 de agosto, só que no calendário Juliano, utilizado, entre outras, pelas Igrejas Ortodoxas Russa, Macedônica e Sérvia, e que corresponde ao dia 11 de setembro no calendário gregoriano. Nessas igrejas, esse dia é sempre observado como um dia de jejum rigoroso. Em algumas culturas ortodoxas mais piedosas, o povo se recusa a comer num prato, usar facas ou comer alimentos de formato redondo neste dia. A Igreja Apostólica Armênia celebra a decapitação de São João Batista no sábado da Semana de Páscoa.

A Igreja Ortodoxa Síria, a Igreja Ortodoxa Malancara e a Igreja Católica Siro-Malancar comemoram o martírio de João em 7 de janeiro.

Em 29 de agosto de 2012, durante uma audiência pública televisionada no palácio de verão de Castel Gandolfo, o papa Bento XVI defendeu que a descoberta da cabeça fragmentada de São João Batista pela segunda vez atesta a veneração milenar da santidade da relíquia, que data da era apostólica. Além disso, o pontífice também se lembrou da festa que comemora o translado desta relíquia para o novo santuário na Basílica de San Silvestro in Capite, em Roma.

 

 

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração para esta manhã

Tudo o que respira louve ao Senhor!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém

Hino

Logo ao nascer não trazes mancha, 
João Batista, severo asceta, 
mártir potente, do ermo amigo, 
grande Profeta. 

De trinta frutos uns se coroam. 
A fronte de outros o dobro cinge; 
Tua coroa, dando três voltas, 
os cem atinge. 

Assim cingido de tanto mérito, 
retira as pedras do nosso peito, 
torto caminho, chão de alto e baixo, 
torna direito. 

Faze que um dia, purificados, 
vindo a visita do Redentor, 
possa em noss’alma, que preparaste, 
seus passos pôr. 

A vós, Deus Único, o céu celebra, 
Trino em pessoas canta também. 
Mas nós na terra, impuros, pedimos 
perdão. Amém.

Salmo ....................................................................................62(63)2-9                                                        Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (1Ts 5,5)

Sois vós, ó Senhor, o meu Deus! 
Desde a aurora ansioso vos busco! 
A minh'alma tem sede de vós,
minha carne também vos deseja,
como terra sedenta e sem água!
Venho, assim, contemplar-vos no templo,
para ver vossa glória e poder.
Vosso amor vale mais do que a vida:
e por isso meus lábios vos louvam.
Quero, pois, vos louvar pela vida,
e elevar para vós minhas mãos!
A minh'alma será saciada,
como em grande banquete de festa;
cantará a alegria em meus lábios,
ao cantar para vós meu louvor!

Penso em vós no meu leito, de noite,
nas vigílias suspiro por vós!
Para mim fostes sempre um socorro;
de vossas asas à sombra eu exulto!
Minha alma se agarra em vós;
com poder vossa mão me sustenta.
Glória ao Pai...

Leitura breve                                                Is 49,1b-2 
O Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome; fez de minha palavra uma espada afiada, protegeu-me à sombra de sua mão e fez de mim uma flecha aguçada, escondida em sua aljava. 

Enviastes mensageiros a João e ele deu testemunho da verdade. 
Foi um facho que arde e ilumina. 

BENEDICTUS
O amigo do Esposo, que espera para ouvi-lo, é tomado de alegria ao ouvir a voz do Esposo: eis a minha alegria, alegria sem limites.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos, 

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança 

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo, 

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino, 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar os quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados 

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz. 

Glória ao Pai...

Preces
Invoquemos a Cristo, que enviou João Batista como precursor, para preparar os seus caminhos; e digamos com toda confiança: 

R. Cristo, sol nascente, iluminai os nossos caminhos! 

Vós fizestes João Batista exultar de alegria no seio de Isabel; 
fazei que sempre nos alegremos com a vossa vinda a este mundo. R. 

Vós nos indicastes o caminho da penitência pela palavra e pela vida de João Batista; 
convertei nossos corações para a justiça do vosso Reino. R. 

Vós quisestes ser anunciado pela voz de um homem; 
enviai pelo mundo inteiro mensageiros do vosso evangelho. R. 

Vós quisestes ser batizado por João no rio Jordão, para que se cumprisse toda a justiça; 
fazei-nos trabalhar com empenho para estabelecer a justiça do vosso Reino.  R. 

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, quisestes que São João Batista fosse o precursor do nascimento e da morte do vosso Filho; como ele tombou na luta pela justiça e a verdade, fazei-nos também lutar corajosamente para testemunhar a vossa palavra. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Tudo o que respira louve ao Senhor!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,

como era no princípio, agora e sempre.

Amém

Hino

Logo ao nascer não trazes mancha,
João Batista, severo asceta,
mártir potente, do ermo amigo,
grande Profeta.

De trinta frutos uns se coroam.
A fronte de outros o dobro cinge;
Tua coroa, dando três voltas,
os cem atinge.

Assim cingido de tanto mérito,
retira as pedras do nosso peito,
torto caminho, chão de alto e baixo,
torna direito.

Faze que um dia, purificados,
vindo a visita do Redentor,
possa em noss’alma, que preparaste,
seus passos pôr.

A vós, Deus Único, o céu celebra,
Trino em pessoas canta também.
Mas nós na terra, impuros, pedimos
perdão. Amém.

Salmo ....................................................................................62(63)2-9                                                        Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (1Ts 5,5)

Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!
Desde a aurora ansioso vos busco!
A minh'alma tem sede de vós,
minha carne também vos deseja,
como terra sedenta e sem água!

Venho, assim, contemplar-vos no templo,
para ver vossa glória e poder.
Vosso amor vale mais do que a vida:
e por isso meus lábios vos louvam.

Quero, pois, vos louvar pela vida,
e elevar para vós minhas mãos!
A minh'alma será saciada,
como em grande banquete de festa;
cantará a alegria em meus lábios,
ao cantar para vós meu louvor!

Penso em vós no meu leito, de noite,
nas vigílias suspiro por vós!
Para mim fostes sempre um socorro;
de vossas asas à sombra eu exulto!
Minha alma se agarra em vós;
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai...

Leitura breve                                                Is 49,1b-2
O Senhor chamou-me antes de eu nascer, desde o ventre de minha mãe ele tinha na mente o meu nome; fez de minha palavra uma espada afiada, protegeu-me à sombra de sua mão e fez de mim uma flecha aguçada, escondida em sua aljava.

Enviastes mensageiros a João e ele deu testemunho da verdade. 
Foi um facho que arde e ilumina. 

BENEDICTUS

O amigo do Esposo, que espera para ouvi-lo, é tomado de alegria ao ouvir a voz do Esposo: eis a minha alegria, alegria sem limites.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar os quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces

Invoquemos a Cristo, que enviou João Batista como precursor, para preparar os seus caminhos; e digamos com toda confiança:

R. Cristo, sol nascente, iluminai os nossos caminhos! 

Vós fizestes João Batista exultar de alegria no seio de Isabel;
fazei que sempre nos alegremos com a vossa vinda a este mundo. R. 

Vós nos indicastes o caminho da penitência pela palavra e pela vida de João Batista;
convertei nossos corações para a justiça do vosso Reino. R. 

Vós quisestes ser anunciado pela voz de um homem;
enviai pelo mundo inteiro mensageiros do vosso evangelho. R. 

Vós quisestes ser batizado por João no rio Jordão, para que se cumprisse toda a justiça;
fazei-nos trabalhar com empenho para estabelecer a justiça do vosso Reino.  R. 

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração

Ó Deus, quisestes que São João Batista fosse o precursor do nascimento e da morte do vosso Filho; como ele tombou na luta pela justiça e a verdade, fazei-nos também lutar corajosamente para testemunhar a vossa palavra. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

E Deus permitiu que tal acontecesse

    “Dá-me agora mesmo num prato a cabeça de João Batista.” E Deus permitiu que tal acontecesse, não lançou um raio do alto dos céus para devorar aquele rosto insolente; não ordenou à terra que se abrisse e engolisse os convivas daquele horroroso banquete. Deus dava assim a mais bela coroa ao justo e deixava uma consolação magnífica aos que, no futuro, viessem a ser vítimas de injustiças semelhantes. Escutemo-lo, pois, todos nós que, apesar da nossa vida honesta, temos de suportar os malvados: […] o maior dos filhos nascidos de mulher (cf. Lc 7,28) foi levado à morte a pedido de uma jovem fútil, de uma mulher perdida; e foi-o por ter defendido a lei divina. Que estas considerações nos façam suportar corajosamente os nossos próprios sofrimentos. […]
    Mas, repara no tom moderado do evangelista, que procura até circunstâncias atenuantes para este crime. A propósito de Herodes, nota que agiu “por causa do juramento e dos convidados” e que “ficou consternado”; e a propósito da jovem, observa que tinha sido “instigada pela mãe”. […]
    Aprendamos, também nós, a não odiar os malvados, a não criticar as faltas do próximo, ocultando-as tão discretamente quanto possível, a acolher a caridade na nossa alma. Porque, acerca desta mulher impudica e sanguinária, o evangelista falou com toda a moderação possível; […] tu, porém, não hesitas em tratar o teu próximo com malvadez. […]
    Não é assim que se comportam os santos; pelo contrário, eles choram pelos pecadores, em vez de os amaldiçoarem. Façamos como eles; choremos por Herodíades e pelos que a imitam. Porque vemos hoje muitos banquetes do gênero do de Herodes, nos quais não se condena à morte o precursor, mas se destroem os membros de Cristo.

São João Crisóstomo (345-407)
Homilias sobre S. Mateus, n.º 48

Oração para esta tarde

Jesus Cristo sofreu por nós nos mártires
Bendigamos e celebremos o seu Nome!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Predecessor fiel da graça,
bondoso anjo da verdade, 
clarão de Cristo, ele anuncia 
a Luz da eterna claridade. 

Das profecias a preconização 
que ele cantara, austero e forte, 
com vida e atos confirmou 
pelo sinal da santa morte. 

Quem para o mundo ia nascer 
ele precede, ao vir primeiro, 
mostrando Aquele que viria 
dar o batismo verdadeiro. 

E cuja morte inocente, 
que a vida ao mundo conquistou, 
fora predita pelo sangue 
que João Batista derramou. 

Ó Pai clemente, concedei-nos 
seguir os passos de São João, 
para fruirmos para sempre 
o dom de Cristo, em profusão.
Salmo ...................................................................................................114(116)                                                                                  Não temas diante deles, pois contigo eu estou, assim diz o Senhor.

Eu amo o Senhor, porque ouve
o grito da minha oração. 
Inclinou para mim seu ouvido,
no dia em que eu o invoquei. 

Prendiam-me as cordas da morte,
apertavam-me os laços do abismo; 
invadiam-me angústia e tristeza: † 
eu então invoquei o Senhor:
‘Salvai, ó Senhor, minha vida!’ 

O Senhor é justiça e bondade,
nosso Deus é amor-compaixão. 
É o Senhor quem defende os humildes:
eu estava oprimido, e salvou-me. 
Ó minh'alma, retorna à tua paz,
o Senhor é quem cuida de ti! 

Libertou minha vida da morte, † 
enxugou de meus olhos o pranto
e livrou os meus pés do tropeço. 
Andarei na presença de Deus,
junto a ele na terra dos vivos.

Glória ao Pai...

Leitura breve                                             At 13,23-25
Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus. Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. Estando para terminar sua missão, João declarou: Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele, do qual nem mereço desamarrar as sandálias. 

O amigo do Esposo se alegra, ouvindo a voz do Esposo. 
Eis minha perfeita alegria! 

MAGNIFICAT
O Messias não sou eu, fui mandado à sua frente; é preciso que ele cresça; eu, porém, que diminua.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. 

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome! 
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o temem; 

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

Glória ao Pai...

Preces
João Batista foi escolhido por Deus para anunciar à humanidade a chegada do reino de Cristo. Por isso, oremos com alegria, dizendo: 

R. Dirigi, Senhor, os nossos passos no caminho da paz! 

Vós, que chamastes João Batista desde o ventre materno para preparar os caminhos de vosso Filho, 
chamai-nos para seguir o Senhor com a mesma fidelidade com que João o precedeu. R. 

Assim como destes a João Batista a graça de reconhecer o Cordeiro de Deus, fazei que vossa Igreja também o anuncie, 
e que os homens e as mulheres do nosso tempo o reconheçam. R. 

Vós, que inspirastes a vosso profeta ser necessário ele diminuir para que Cristo crescesse, 
ensinai-nos a ceder lugar aos outros, para que vossa presença se manifeste em cada um de nós. R. 

Vós, que quisestes proclamar a justiça mediante o martírio de João, 
tornai-nos testemunhas incansáveis da vossa verdade. R. 

Lembrai-vos de todos aqueles que já partiram desta vida, 
recebei-os no reino da luz e da paz. R. 
(Intenções livres)

Pai nosso ...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

Jesus Cristo sofreu por nós nos mártires

Bendigamos e celebremos o seu Nome!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,

como era no princípio, agora e sempre.

Amém.

Hino

Predecessor fiel da graça,
bondoso anjo da verdade,
clarão de Cristo, ele anuncia
a Luz da eterna claridade.

Das profecias a preconização
que ele cantara, austero e forte,
com vida e atos confirmou
pelo sinal da santa morte.

Quem para o mundo ia nascer
ele precede, ao vir primeiro,
mostrando Aquele que viria
dar o batismo verdadeiro.

E cuja morte inocente,
que a vida ao mundo conquistou,
fora predita pelo sangue
que João Batista derramou.

Ó Pai clemente, concedei-nos
seguir os passos de São João,
para fruirmos para sempre
o dom de Cristo, em profusão.

Salmo ...................................................................................................114(116)                                                                                  Não temas diante deles, pois contigo eu estou, assim diz o Senhor.

Eu amo o Senhor, porque ouve
o grito da minha oração.
Inclinou para mim seu ouvido,
no dia em que eu o invoquei.

Prendiam-me as cordas da morte,
apertavam-me os laços do abismo;
invadiam-me angústia e tristeza: †
eu então invoquei o Senhor:
‘Salvai, ó Senhor, minha vida!’

O Senhor é justiça e bondade,
nosso Deus é amor-compaixão.
É o Senhor quem defende os humildes:
eu estava oprimido, e salvou-me.
Ó minh'alma, retorna à tua paz,
o Senhor é quem cuida de ti!

Libertou minha vida da morte, †
enxugou de meus olhos o pranto
e livrou os meus pés do tropeço.
Andarei na presença de Deus,
junto a ele na terra dos vivos.

Glória ao Pai...

Leitura breve                                             At 13,23-25
Conforme prometera, da descendência de Davi Deus fez surgir para Israel um Salvador, que é Jesus. Antes que ele chegasse, João pregou um batismo de conversão para todo o povo de Israel. Estando para terminar sua missão, João declarou: Eu não sou aquele que pensais que eu seja! Mas vede: depois de mim vem aquele, do qual nem mereço desamarrar as sandálias.

O amigo do Esposo se alegra, ouvindo a voz do Esposo. 
Eis minha perfeita alegria! 

MAGNIFICAT

O Messias não sou eu, fui mandado à sua frente; é preciso que ele cresça; eu, porém, que diminua.

A minha alma engrandece ao Senhor

e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;

pois ele viu a pequenez de sua serva,

desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas

e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,

chega a todos que o temem;

demonstrou o poder de seu braço,

dispersou os orgulhosos;

derrubou os poderosos de seus tronos

e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,

e despediu, sem nada, os ricos.

Acolheu Israel, seu servidor,

fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,

em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
João Batista foi escolhido por Deus para anunciar à humanidade a chegada do reino de Cristo. Por isso, oremos com alegria, dizendo:

R. Dirigi, Senhor, os nossos passos no caminho da paz! 

Vós, que chamastes João Batista desde o ventre materno para preparar os caminhos de vosso Filho,
chamai-nos para seguir o Senhor com a mesma fidelidade com que João o precedeu. R. 

Assim como destes a João Batista a graça de reconhecer o Cordeiro de Deus, fazei que vossa Igreja também o anuncie,
e que os homens e as mulheres do nosso tempo o reconheçam. R. 

Vós, que inspirastes a vosso profeta ser necessário ele diminuir para que Cristo crescesse,
ensinai-nos a ceder lugar aos outros, para que vossa presença se manifeste em cada um de nós. R. 

Vós, que quisestes proclamar a justiça mediante o martírio de João,
tornai-nos testemunhas incansáveis da vossa verdade. R. 

Lembrai-vos de todos aqueles que já partiram desta vida,
recebei-os no reino da luz e da paz. R. 

(Intenções livres)

Pai nosso ...

ANTÍFONA MARIANA

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.

A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.

Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.

Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

Evangelho do dia

Naquele tempo, o rei Herodes mandara prender João e algemá-lo no cárcere, por causa de Herodíades, a mulher do seu irmão Filipe, que ele tinha tomado por esposa.
João dizia a Herodes: «Não podes ter contigo a mulher do teu irmão».
Herodíades odiava João Baptista e queria dar-lhe a morte, mas não podia,
porque Herodes respeitava João, sabendo que era justo e santo, e por isso o protegia. Quando o ouvia, ficava perturbado, mas escutava-o com prazer.
Entretanto, chegou um dia oportuno, quando Herodes, no seu aniversário natalício, ofereceu um banquete aos grandes da corte, aos oficiais e às principais personalidades da Galileia.
Entrou então a filha de Herodíades, que dançou e agradou a Herodes e aos convidados. O rei disse à jovem: «Pede-me o que desejares e eu to darei».
E fez este juramento: « Dar-te-ei o que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino».
Ela saiu e perguntou à mãe: «Que hei-de pedir?». A mãe respondeu-lhe: «Pede a cabeça de João Baptista».
Ela voltou apressadamente à presença do rei e fez-lhe este pedido: «Quero que me dês sem demora, num prato, a cabeça de João Baptista».
O rei ficou consternado, mas por causa do juramento e dos convidados, não quis recusar o pedido.
E mandou imediatamente um guarda, com ordem de trazer a cabeça de João. O guarda foi à cadeia, cortou a cabeça de João
e trouxe-a num prato. A jovem recebeu-a e entregou-a à mãe.
Quando os discípulos de João souberam a notícia, foram buscar o seu cadáver e deram-lhe sepultura.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement