Aleteia
La fête du jour

Terça Feira, 22 de Agosto
Nossa Senhora Rainha

Invocação Mariana

Invocação Mariana

    Comemoração: 22 de agosto

A festa litúrgica de Nossa Senhora Rainha foi instituída pelo Papa Pio XII e também é conhecida como festa do “Reinado de Maria”. No dia 11 de Outubro de 1954, Pio XII coroou Nossa Senhora na Basílica de Santa Maria Maior, em Roma, Itália, e promulgou a Encíclica “Ad Caeli Reginam” (A Rainha do Céu). A carta é um tratado sobre a realeza e a dignidade de Maria.
Na Encíclica, a data da festa foi estabelecida para o dia 31 de maio, mês de Maria. Atualmente, porém, a celebração acontece oito dias após a festa da Assunção de Nossa Senhora: assim, fica manifesta a íntima ligação entre a Assunção de Maria e sua coroação no céu. Na Encíclica o papa deixa claro, que “os Teólogos da Igreja, extraindo sua doutrina” consultaram os escritos e sermões de vários Santos, bem como testemunhos da Tradição antiga. Em todos esses casos os santos e a Tradição “referem-se à Santíssima Mãe Virgem Rainha de todas as coisas criadas, Rainha do mundo, Senhora do universo”. A celebração do Reinado de Nossa Senhora tem sua origem na festa de Cristo - Rei do Universo, ou, festa do “Reinado de Cristo”. Como Jesus Cristo é Rei, sua mãe terrena, pura e imaculada, também é Rainha. Não se trata de um reino deste mundo, mas de um reinado eterno, universal, segundo a vontade de Deus.
São Luís Maria Grignon de Monfort, em seu Tratado da Verdadeira Devoção à Virgem Maria, escreveu no número 38: “Maria é a rainha do Céu e da terra, por graça, como Cristo é Rei por natureza e por conquista”.
Na festa de Nossa Senhora Rainha de 2012, o Papa Bento XVI declarou: “... esta realeza da Mãe de Deus se faz concreta no amor e no serviço a seus filhos, em seu constante velar pelas pessoas e suas necessidades”.
O reinado de Nossa Senhora se faz visível concretamente, para nós que ainda caminhamos neste mundo, através da intercessão, proteção e orientação concedidas por ela para nos conduzir ao Seu Filho.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Vinde, adoremos o Cristo Rei,
que colocou a coroa sobre sua mãe!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém

Hino
Filha de reis, estirpe de Davi,
como é gloriosa a luz em que fulguras!
Sobre as regiões celestes elevada,
Virgem Maria, habitas nas alturas.
No coração, ó Virgem, preparaste,
para o Senhor dos céus, habitação.
E no sagrado templo do teu seio
Deus toma um corpo e faz-se nosso irmão,

perante quem o mundo se ajoelha
a quem a terra adora, reverente,
a quem pedimos venha em nosso auxílio,
radiosa luz, que as trevas afugente.

Tal nos conceda o Pai de toda a luz
e o Filho que por nós de ti nasceu,
com o Espírito, Sopro que dá vida,
reinando pelos séculos, no céu.
Salmo  ..........................................100(101)

Se me amais, guardai os meus mandamentos (Jo 14,15).

Eu quero cantar o amor e a justiça,
cantar os meus hinos a vós, ó Senhor!
Desejo trilhar o caminho do bem,
mas quando vireis até mim, ó Senhor?

Viverei na pureza do meu coração,
no meio de toda a minha família.
Diante dos olhos eu nunca terei
qualquer coisa má, injustiça ou pecado.

Detesto o crime de quem vos renega;
que não me atraia de modo nenhum!
Bem longe de mim, corações depravados,
nem nome eu conheço de quem é malvado.

Farei que se cale diante de mim
quem é falso e às ocultas difama seu próximo;
o coração orgulhoso, o olhar arrogante
não vou suportar e não quero nem ver.

Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos;
que eles estejam bem perto de mim!
Aquele que vive fazendo o bem
será meu ministro, será meu amigo.

Na minha morada não pode habitar
o homem perverso e aquele que engana;
aquele que mente e que faz injustiça
perante meus olhos não pode ficar.

Em cada manhã haverei de acabar
com todos os ímpios que vivem na terra;
farei suprimir da cidade de Deus
a todos aqueles que fazem o mal.

Glória ao Pai...

Leitura breve                                                                  Is 61,10
Transbordo de alegria no Senhor, minha alma se regozija no meu Deus, porque me vestiu com vestes de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como o noivo que se adorna com o diadema, como a noiva que se enfeita com as joias.

A alegria cantará sobre meus lábios,
E a minh'alma libertada exultará.

BENEDICTUS
Excelsa Rainha do mundo, Maria, ó Virgem perpétua, gerastes o Cristo, Senhor de todos, Deus Salvador.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar os quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos a Deus, que por meio de seu Filho trouxe ao mundo vida e esperança; e peçamos humildemente:

R. Senhor, ouvi-nos!

Senhor, Pai de todos os seres humanos, que nos fizestes chegar ao princípio deste dia,
– dai-nos viver unidos a Cristo para louvor da vossa glória. R.

Conservai e aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade,
– que derramastes em nossos corações. R.

Fazei que os nossos olhos estejam sempre voltados para vós,
– para correspondermos com generosidade e alegria ao vosso chamado. R.

Defendei-nos das ciladas e seduções do mal,
– e protegei os nossos passos de todo tropeço. R.
(Intenções livres)

Pai nosso...

Oração
Ó Deus, que fizestes a Mãe do vosso Filho nossa Mãe e Rainha, dai-nos, por sua intercessão, alcançar o Reino do céu e a glória prometida aos vossos filhos e filhas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Vinde, adoremos o Cristo Rei,

que colocou a coroa sobre sua mãe!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,

como era no princípio, agora e sempre.

Amém

Hino

Filha de reis, estirpe de Davi,
como é gloriosa a luz em que fulguras!
Sobre as regiões celestes elevada,
Virgem Maria, habitas nas alturas.

No coração, ó Virgem, preparaste,
para o Senhor dos céus, habitação.
E no sagrado templo do teu seio
Deus toma um corpo e faz-se nosso irmão,

perante quem o mundo se ajoelha
a quem a terra adora, reverente,
a quem pedimos venha em nosso auxílio,
radiosa luz, que as trevas afugente.

Tal nos conceda o Pai de toda a luz
e o Filho que por nós de ti nasceu,
com o Espírito, Sopro que dá vida,
reinando pelos séculos, no céu.

Salmo  ..........................................100(101)   

Se me amais, guardai os meus mandamentos (Jo 14,15). 

Eu quero cantar o amor e a justiça,
cantar os meus hinos a vós, ó Senhor!
Desejo trilhar o caminho do bem,
mas quando vireis até mim, ó Senhor?

Viverei na pureza do meu coração,
no meio de toda a minha família.
Diante dos olhos eu nunca terei
qualquer coisa má, injustiça ou pecado.

Detesto o crime de quem vos renega;
que não me atraia de modo nenhum!
Bem longe de mim, corações depravados,
nem nome eu conheço de quem é malvado.

Farei que se cale diante de mim
quem é falso e às ocultas difama seu próximo;
o coração orgulhoso, o olhar arrogante
não vou suportar e não quero nem ver.

Aos fiéis desta terra eu volto meus olhos;
que eles estejam bem perto de mim!
Aquele que vive fazendo o bem
será meu ministro, será meu amigo.

Na minha morada não pode habitar
o homem perverso e aquele que engana;
aquele que mente e que faz injustiça
perante meus olhos não pode ficar.

Em cada manhã haverei de acabar
com todos os ímpios que vivem na terra;
farei suprimir da cidade de Deus
a todos aqueles que fazem o mal.

Glória ao Pai...

Leitura breve                                                                  Is 61,10

Transbordo de alegria no Senhor, minha alma se regozija no meu Deus, porque me vestiu com vestes de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como o noivo que se adorna com o diadema, como a noiva que se enfeita com as joias.

A alegria cantará sobre meus lábios, 
E a minh'alma libertada exultará.

 

BENEDICTUS

Excelsa Rainha do mundo, Maria, ó Virgem perpétua, gerastes o Cristo, Senhor de todos, Deus Salvador.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar os quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces

Adoremos a Deus, que por meio de seu Filho trouxe ao mundo vida e esperança; e peçamos humildemente:

R. Senhor, ouvi-nos!

Senhor, Pai de todos os seres humanos, que nos fizestes chegar ao princípio deste dia,
– dai-nos viver unidos a Cristo para louvor da vossa glória. R.

Conservai e aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade,
– que derramastes em nossos corações. R.

Fazei que os nossos olhos estejam sempre voltados para vós,
– para correspondermos com generosidade e alegria ao vosso chamado. R.

Defendei-nos das ciladas e seduções do mal,
– e protegei os nossos passos de todo tropeço. R.

(Intenções livres)

Pai nosso...

Oração

Ó Deus, que fizestes a Mãe do vosso Filho nossa Mãe e Rainha, dai-nos, por sua intercessão, alcançar o Reino do céu e a glória prometida aos vossos filhos e filhas. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação do dia

Eis que conceberás e darás à luz um filho...

Veneráveis irmãos, segundo a tradição e a sagrada liturgia, o principal argumento em que se funda a dignidade régia de Maria é sem dúvida a maternidade divina. Na verdade, do Filho que será dado à luz pela Virgem, afirma-se na Sagrada Escritura: "chamar-se-á Filho do Altíssimo e o Senhor Deus dar-lhe-á o trono de Davi, seu pai; reinará na casa de Jacó eternamente, e o seu reino não terá fim"; ao mesmo tempo em que Maria é proclamada “a Mãe do Senhor”. Daqui se segue logicamente que Maria é rainha, por ter dado a vida a um Filho, que no próprio instante da sua concepção, mesmo como homem, era rei e senhor de todas as coisas, pela união hipostática da natureza humana com o Verbo. Por isso muito bem escreveu São João Damasceno: “Tornou-se verdadeiramente senhora de toda a criação, no momento em que se tornou Mãe do Criador”. E assim o arcanjo Gabriel pode ser chamado o primeiro arauto da dignidade real de Maria.
Contudo, nossa Senhora deve proclamar-se Rainha, não só pela sua maternidade divina, mas ainda pela parte singular que Deus queria que tivesse na obra da salvação. “Que pode haver - escrevia nosso predecessor de feliz memória, Pio XI - mais doce e suave do que pensar que Cristo é nosso Rei, não só por direito de natureza, mas ainda por direito adquirido, isto é, pela redenção?” Repensem todos os homens, esquecidos do quanto custamos ao nosso Redentor e recordem todos: “Não fostes remidos com ouro ou prata, bens corruptíveis..., mas pelo precioso sangue de Cristo, cordeiro imaculado e incontaminado”. “Não pertencemos, portanto a nós mesmos, pois Cristo ‘a alto preço’, ‘nos comprou’ ”.
Procurem, pois todos, e agora com mais confiança, aproximar-se do trono da misericórdia e da graça, para pedir à nossa Rainha e Mãe socorro na adversidade, luz nas trevas, conforto na dor e no pranto; e, o que é mais, esforcem-se por se libertar da escravidão do pecado, e prestem ao cetro régio de tão poderosa Mãe a homenagem duradoura da devoção filial. Frequentem as multidões de fiéis os seus templos e celebrem-lhe as festas; ande nas mãos de todos a piedosa coroa do terço; e reúna a recitação dele - nas igrejas, nas casas, nos hospitais e nas prisões - ora pequenos grupos, ora grandes assembleias, para cantarem as glórias de Maria. Honre-se o mais possível o seu nome, mais doce do que o néctar e mais valioso que toda a pedra preciosa; ninguém ouse o que seria prova de alma vil - pronunciar ímpias blasfêmias contra este nome santíssimo, ornado de tanta majestade e venerável pelo carinho próprio de mãe; nem se atreva ninguém a dizer nada que seja irreverente.
Com vivo e diligente cuidado todos se esforcem por copiar nos sentimentos e nos atos, segundo a própria condição, as altas virtudes da Rainha do céu e nossa Mãe amantíssima.

Papa Pio XII
Carta Encíclica “Ad Caeli Reginam”, 33-34; 46-47 (1954)

MEDITAÇÃO DO DIA

 

Eis que conceberás e darás à luz um filho...

 

Veneráveis irmãos, segundo a tradição e a sagrada liturgia, o principal argumento em que se funda a dignidade régia de Maria é sem dúvida a maternidade divina. Na verdade, do Filho que será dado à luz pela Virgem, afirma-se na Sagrada Escritura: "chamar-se-á Filho do Altíssimo e o Senhor Deus dar-lhe-á o trono de Davi, seu pai; reinará na casa de Jacó eternamente, e o seu reino não terá fim"; ao mesmo tempo em que Maria é proclamada “a Mãe do Senhor”. Daqui se segue logicamente que Maria é rainha, por ter dado a vida a um Filho, que no próprio instante da sua concepção, mesmo como homem, era rei e senhor de todas as coisas, pela união hipostática da natureza humana com o Verbo. Por isso muito bem escreveu São João Damasceno: “Tornou-se verdadeiramente senhora de toda a criação, no momento em que se tornou Mãe do Criador”. E assim o arcanjo Gabriel pode ser chamado o primeiro arauto da dignidade real de Maria.

Contudo, nossa Senhora deve proclamar-se Rainha, não só pela sua maternidade divina, mas ainda pela parte singular que Deus queria que tivesse na obra da salvação. “Que pode haver - escrevia nosso predecessor de feliz memória, Pio XI - mais doce e suave do que pensar que Cristo é nosso Rei, não só por direito de natureza, mas ainda por direito adquirido, isto é, pela redenção?” Repensem todos os homens, esquecidos do quanto custamos ao nosso Redentor e recordem todos: “Não fostes remidos com ouro ou prata, bens corruptíveis..., mas pelo precioso sangue de Cristo, cordeiro imaculado e incontaminado”. “Não pertencemos, portanto a nós mesmos, pois Cristo ‘a alto preço’, ‘nos comprou’ ”.

Procurem, pois todos, e agora com mais confiança, aproximar-se do trono da misericórdia e da graça, para pedir à nossa Rainha e Mãe socorro na adversidade, luz nas trevas, conforto na dor e no pranto; e, o que é mais, esforcem-se por se libertar da escravidão do pecado, e prestem ao cetro régio de tão poderosa Mãe a homenagem duradoura da devoção filial. Frequentem as multidões de fiéis os seus templos e celebrem-lhe as festas; ande nas mãos de todos a piedosa coroa do terço; e reúna a recitação dele - nas igrejas, nas casas, nos hospitais e nas prisões - ora pequenos grupos, ora grandes assembleias, para cantarem as glórias de Maria. Honre-se o mais possível o seu nome, mais doce do que o néctar e mais valioso que toda a pedra preciosa; ninguém ouse o que seria prova de alma vil - pronunciar ímpias blasfêmias contra este nome santíssimo, ornado de tanta majestade e venerável pelo carinho próprio de mãe; nem se atreva ninguém a dizer nada que seja irreverente.

Com vivo e diligente cuidado todos se esforcem por copiar nos sentimentos e nos atos, segundo a própria condição, as altas virtudes da Rainha do céu e nossa Mãe amantíssima.

 

Papa Pio XII
Carta Encíclica “Ad Caeli Reginam”, 33-34; 46-47 (1954)

 

Oração para esta tarde

Maria, alegra-te, ó cheia de graça,
o Senhor é contigo!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Sob o peso dos pecados,
oprimidos, te invocamos.
Junto a ti, do céu Rainha,
um refúgio procuramos.

Tu, da vida eterna porta,
ouve o povo em seu clamor.
Restitui a esperança
que a mãe Eva nos tirou.

Ó Princesa e mãe do Príncipe,
pela tua intercessão,
dá-nos ter a vida eterna,
e no tempo a conversão.

Quando oras, ó santíssima,
os eleitos também oram.
O Senhor, por tuas preces,
dá a graça aos que lhe imploram.

Ó Rainha e Mãe de todos,
dos teus filhos ouve a voz,
e, depois da vida frágil,
a paz reine sobre nós.

Honra e glória ao Pai, ao Filho
e ao Espírito também,
que de glória te vestiram
no esplendor dos céus. Amém.
Salmo .......................................... 136(137),  1-6
Este cativeiro do povo deve-se entender como símbolo do nosso cativeiro espiritual (Sto. Hilário).

Junto aos rios da Babilônia
nos sentávamos chorando,
com saudades de Sião.
Nos salgueiros por ali
penduramos nossas harpas.

Pois foi lá que os opressores
nos pediram nossos cânticos;
nossos guardas exigiam
alegria na tristeza:
'Cantai hoje para nós
algum canto de Sião!'

Como havemos de cantar
os cantares do Senhor
numa terra estrangeira?
Se de ti, Jerusalém,
algum dia eu me esquecer,
que resseque a minha mão!

Que se cole a minha língua
e se prenda ao céu da boca,
se de ti não me lembrar!
Se não for Jerusalém
minha grande alegria!

Glória ao Pai...

Leitura breve                                             Gl 4,4-5
Quando se completou o tempo previsto, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sujeito à Lei, a fim de resgatar os que eram sujeitos à Lei e para que todos recebessem a filiação adotiva.

Maria, alegra-te, ó cheia de graça; O Senhor é contigo!
És bendita entre todas as mulheres da terra
e bendito é o fruto que nasceu do teu ventre!

MAGNIFICAT
Sois feliz porque crestes, Maria, na palavra que Deus vos falou: para sempre com Cristo reinais.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Proclamemos a grandeza de Deus Pai todo-poderoso: Ele quis que Maria, Mãe de seu Filho, fosse celebrada por todas as gerações. Peçamos humildemente:

R. Cheia de graça, intercedei por nós!

Deus, autor de tantas maravilhas, que fizestes a Imaculada Virgem Maria participar em corpo e alma da glória celeste de Cristo,
– conduzi para a mesma glória os corações de vossos filhos e filhas. R.

Vós, que nos destes Maria por Mãe, concedei, por sua intercessão, saúde aos doentes, consolo aos tristes, perdão aos pecadores,
– e a todos a salvação e a paz. R.

Vós, que fizestes de Maria a cheia de graça,
– concedei a todos a abundância da vossa graça. R.

Fazei, Senhor, que a vossa Igreja seja, na caridade, um só coração e uma só alma,
– e que todos os fiéis perseverem unânimes na oração com Maria, Mãe de Jesus. R.

Vós, que coroastes Maria como rainha do céu,
– fazei que nossos irmãos e irmãs falecidos se alegrem eternamente em vosso reino, na companhia dos santos. R.
(Intenções livres)

Pai nosso ...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa mãe de Deus, para que sejamos dignos da promessa de Cristo. Amém

Oração da tarde

Maria, alegra-te, ó cheia de graça, 
o Senhor é contigo!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,

como era no princípio, agora e sempre.

Amém.

Hino

Sob o peso dos pecados,
oprimidos, te invocamos.
Junto a ti, do céu Rainha,
um refúgio procuramos.

Tu, da vida eterna porta,
ouve o povo em seu clamor.
Restitui a esperança
que a mãe Eva nos tirou.

Ó Princesa e mãe do Príncipe,
pela tua intercessão,
dá-nos ter a vida eterna,
e no tempo a conversão.

Quando oras, ó santíssima,
os eleitos também oram.
O Senhor, por tuas preces,
dá a graça aos que lhe imploram.

Ó Rainha e Mãe de todos,
dos teus filhos ouve a voz,
e, depois da vida frágil,
a paz reine sobre nós.

Honra e glória ao Pai, ao Filho
e ao Espírito também,
que de glória te vestiram
no esplendor dos céus. Amém.

Salmo .......................................... 136(137),  1-6   

Este cativeiro do povo deve-se entender como símbolo do nosso cativeiro espiritual (Sto. Hilário). 

Junto aos rios da Babilônia
nos sentávamos chorando,
com saudades de Sião.
Nos salgueiros por ali
penduramos nossas harpas.

Pois foi lá que os opressores
nos pediram nossos cânticos;
nossos guardas exigiam
alegria na tristeza:
'Cantai hoje para nós
algum canto de Sião!'

Como havemos de cantar
os cantares do Senhor
numa terra estrangeira?
Se de ti, Jerusalém,
algum dia eu me esquecer,
que resseque a minha mão!

Que se cole a minha língua
e se prenda ao céu da boca,
se de ti não me lembrar!
Se não for Jerusalém
minha grande alegria!

Glória ao Pai...

Leitura breve                                             Gl 4,4-5
Quando se completou o tempo previsto, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sujeito à Lei, a fim de resgatar os que eram sujeitos à Lei e para que todos recebessem a filiação adotiva.

Maria, alegra-te, ó cheia de graça; O Senhor é contigo! 
És bendita entre todas as mulheres da terra 
e bendito é o fruto que nasceu do teu ventre! 

MAGNIFICAT

Sois feliz porque crestes, Maria, na palavra que Deus vos falou: para sempre com Cristo reinais.

A minha alma engrandece ao Senhor

e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;

pois ele viu a pequenez de sua serva,

desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas

e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,

chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,

dispersou os orgulhosos;

derrubou os poderosos de seus tronos

e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,

e despediu, sem nada, os ricos.

Acolheu Israel, seu servidor,

fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,

em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Proclamemos a grandeza de Deus Pai todo-poderoso: Ele quis que Maria, Mãe de seu Filho, fosse celebrada por todas as gerações. Peçamos humildemente:

R. Cheia de graça, intercedei por nós! 

Deus, autor de tantas maravilhas, que fizestes a Imaculada Virgem Maria participar em corpo e alma da glória celeste de Cristo,
– conduzi para a mesma glória os corações de vossos filhos e filhas. R.

Vós, que nos destes Maria por Mãe, concedei, por sua intercessão, saúde aos doentes, consolo aos tristes, perdão aos pecadores,
– e a todos a salvação e a paz. R.

Vós, que fizestes de Maria a cheia de graça,
– concedei a todos a abundância da vossa graça. R.

Fazei, Senhor, que a vossa Igreja seja, na caridade, um só coração e uma só alma,
– e que todos os fiéis perseverem unânimes na oração com Maria, Mãe de Jesus. R.

Vós, que coroastes Maria como rainha do céu,
– fazei que nossos irmãos e irmãs falecidos se alegrem eternamente em vosso reino, na companhia dos santos. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

ANTÍFONA MARIANA

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.

A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.

Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.

Rogai por nós Santa mãe de Deus, para que sejamos dignos da promessa de Cristo. Amém

Evangelho do dia

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Em verdade vos digo: Um rico dificilmente entrará no reino dos Céus.
É mais fácil passar um camelo pelo fundo duma agulha do que um rico entrar no reino de Deus».
Ao ouvirem estas palavras, os discípulos ficaram muito admirados e disseram: «Quem poderá então salvar-se?».
Jesus olhou para eles e respondeu: «Aos homens isso é impossível, mas a Deus tudo é possível».
Então Pedro tomou a palavra e disse-Lhe: «Nós deixámos tudo para Te seguir. Que recompensa teremos?».
Jesus respondeu: «Em verdade vos digo: No mundo renovado, quando o Filho do homem vier sentar-Se no seu trono de glória, também vós que Me seguistes vos sentareis em doze tronos para julgar as doze tribos de Israel.
E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou terras, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna.
Muitos dos primeiros serão os últimos e muitos dos últimos serão os primeiros».

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement