Aleteia
La fête du jour

Terça-feira, 15 de agosto
São Manuel Morales

Mártir (†1926)

Depois da ditadura de Porfírio Diaz (1876-1911), houve um período de revoluções e guerras civis, tornando muito difícil a vida dos mexicanos e da Igreja no México. Em 1917, uma nova Constituição foi promulgada e nela havia dispositivos claramente anticlericais e antirreligiosos. Durante esse período da história mexicana, houve uma violenta perseguição contra o clero e contra os leigos católicos. Um desses leigos, e que pagou com a própria vida, foi Manuel Morales. Nascido em 1898 em Mesillas, Manuel viveu seu cristianismo com empenho. Engajado nas atividades de apostolado da paróquia, Manuel – casado e pai de três filhos – era membro da Associação Católica da Juventude Mexicana e presidente da Liga Nacional de Defesa da liberdade religiosa, uma organização que buscava obter, pela via pacífica, a ab-rogação das leis condenatórias promulgadas pelo regime antirreligioso de então. É assim que no dia 15 de agosto de 1926, Manuel, ao saber que seu pároco havia sido preso, reuniu um grupo de jovens para tentar a sua libertação. Enquanto estava em reunião com os jovens discutindo as medidas possíveis para a libertação do padre, um destacamento de soldados entrou na sala e alguém gritou: “Manuel Morales!”. Corajosamente ele se apresentou e disse: “Sou eu, estou à vossa disposição!”. Nesse mesmo instante foi insultado e começou a receber golpes violentos por parte dos soldados; em seguida, foi levado para fora da cidade, junto com seu pároco e outros dois jovens, para serem fuzilados. O pároco começou a pedir clemência pela vida de Manuel, dizendo que ele era casado e tinha três filhos. Diante das súplicas do pároco, Manuel disse: “Senhor pároco, eu morro, mas Deus não morre; ele se ocupará de minha mulher e dos meus filhos”. Antes de ser fuzilado, levantou a cabeça e exclamou: “Viva Cristo Rei e Nossa Senhora de Guadalupe!”. No dia 21 de maio de 2000, São João Paulo II canonizou um grupo de 25 mártires da Igreja mexicana e dentre esses, figurava o jovem Manuel Morales.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Ao Senhor,o grande Rei, vinde todos, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Já vem brilhante aurora
o sol anunciar.
De cor reveste as coisas,
faz tudo cintilar.

Ó Cristo, Sol eterno,
vivente para nós,
saltamos de alegria,
cantando para vós.

Do Pai Ciência e Verbo,
por quem se fez a luz,
as mentes, para vós,
levai, Senhor Jesus.

Que nós, da luz os filhos,
solícitos andemos.
Do Pai eterno a graça
nos atos expressemos.

Profira a nossa boca
palavras de verdade,
trazendo à alma o gozo
que vem da lealdade.

A vós, ó Cristo, a glória
e a vós, ó Pai, também,
com vosso Santo Espírito,
agora e sempre. Amém.

Salmo .....................................66(67)

Sabei que esta salvação de Deus já foi comunicada aos pagãos (At 28,28).

Que Deus nos dê a sua graça e sua bênção,
e sua face resplandeça sobre nós!
Que na terra se conheça o seu caminho
e a sua salvação por entre os povos.

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,
que todas as nações vos glorifiquem!

Exulte de alegria a terra inteira,
pois julgais o universo com justiça;
os povos governais com retidão,
e guiais, em toda a terra, as nações.

Que as nações vos glorifiquem, ó Senhor,
que todas as nações vos glorifiquem!

A terra produziu sua colheita:
o Senhor e nosso Deus nos abençoa.
Que o Senhor e nosso Deus nos abençoe,
e o respeitem os confins de toda a terra!

Glória ao Pai...

Leitura breve 1Jo 4,14-15
Nós vimos, e damos testemunho, que o Pai enviou o seu Filho como Salvador do mundo. Todo aquele que proclama que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece com ele, e ele com Deus.

Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga, meu escudo e proteção: em vós espero!
Minha rocha, meu abrigo e Salvador.

BENEDICTUS
O Senhor fez surgir um poderoso Salvador,
como falara pela boca de seus santos e profetas.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos a Jesus Cristo que, pelo seu sangue derramado, conquistou o povo da nova Aliança; e supliquemos humildemente:

R. Lembrai-vos, Senhor, do vosso povo!

Cristo, nosso Rei e Redentor, ouvi o louvor da vossa Igreja, no princípio deste dia,
– e ensinai-a a glorificar continuamente a vossa majestade. R.

Cristo, nossa esperança e nossa força, ensinai-nos a confiar em vós,
– e nunca permitais que sejamos confundidos. R.

Vede nossa fraqueza e socorrei-nos sem demora,
– porque sem vós nada podemos fazer. R.

Lembrai-vos dos pobres e abandonados, para que este novo dia não seja um peso para eles,
– mas lhes traga conforto e alegria. R.

(Intenções livres)
Pai nosso ...

Oração
Deus todo-poderoso, autor da bondade e beleza das criaturas, concedei que em vosso nome iniciemos, alegres, este dia e que o vivamos no amor generoso e serviçal a vós e a nossos irmãos e irmãs. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

Se não vos converterdes, e não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus...

É dessa maneira que alguém se torna pequeno, como aquela criança que Jesus chamou. De fato, uma criança não é tomada pelo pensamento da grandeza, pela ideia de nobreza, de riqueza ou de algum desses presumíveis bens, que, tais não são. Eis porque ocorre ver crianças que, em tenra idade, até três ou quatro anos, são similares àquelas de baixa condição - ainda que se as considere de nobre estirpe; e as crianças que parecem ricas, não amam mais do que aquelas que são pobres. Portanto, se o discípulo de Jesus aceita, guiado pela razão, aquilo que as crianças experimentam simplesmente em base à sua idade, quer dizer, a superação das paixões [...], então se abaixou como a criança que mostrou Jesus, não se exaltando pela sua glória, não se inchando pela riqueza, nem pela roupa, e não se sentindo grande pela sua nobre estirpe.

Orígenes
Asceta e teólogo (185?-253).

Oração da tarde

Prestai ouvido, Senhor, à nossa súplica;
possa chegar a vós nosso clamor!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó grande Autor da terra,
que, as águas repelindo,
do mundo o solo erguestes,
a terra produzindo,

de plantas revestida,
ornada pelas flores,
e dando muitos frutos,
diversos em sabores.

Lavai as manchas da alma
na fonte, pela graça.
O pranto em nossos olhos
as más ações desfaça.

Seguindo as vossas leis,
lutemos contra o mal,
felizes pelo dom
da vida perenal.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, dileto Filho,
unidos pelo Espírito
na luz de eterno brilho.

Salmo ...............................130(131)

Aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração (Mt 11,29).

Senhor, meu coração não é orgulhoso,
nem se eleva arrogante o meu olhar;
não ando à procura de grandezas,
nem tenho pretensões ambiciosas! –

Fiz calar e sossegar a minha alma;
ela está em grande paz dentro de mim,
como a criança bem tranquila, amamentada
no regaço acolhedor de sua mãe.

Confia no Senhor, ó Israel,
desde agora e por toda a eternidade!

Glória ao Pai...

Leitura Rm 12,9-12
O amor seja sincero. Detestai o mal, apegai-vos ao bem. Que o amor fraterno vos una uns aos outros com terna afeição, prevenindo-vos com atenções recíprocas. Sede zelosos e diligentes, fervorosos de espírito, servindo sempre ao Senhor, alegres por causa da esperança, fortes nas tribulações, perseverantes na oração.

Vossa palavra, ó Senhor, permanece eternamente.
Vossa verdade é para sempre.

MAGNIFICAT
Exulte meu espírito em Deus, meu Salvador!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Invoquemos a Deus, esperança do seu povo; e aclamemos com alegria:

R. Senhor, sois a esperança do vosso povo!

Nós vos damos graças, Senhor, porque nos enriquecestes em tudo, por Jesus Cristo,
– com o dom da palavra e do conhecimento. R.

Concedei a vossa sabedoria aos que governam as nações,
– para que o vosso conselho ilumine seus corações e seus atos. R.

Vós, que tornais os artistas capazes de exprimir a vossa beleza, por meio da sua sensibilidade e imaginação,
– fazei de suas obras uma mensagem de alegria e de esperança para o mundo. R.

Vós, que não permitis sermos tentados acima de nossas forças,
– fortalecei os fracos e levantai os caídos. R.

(Intenções livres)

Vós, que, por vosso Filho, prometestes aos seres humanos ressuscitarem para a vida eterna no último dia,
– não esqueçais para sempre os que já partiram deste mundo. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. Lucas 1,39-56.
Naqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se apressadamente para a montanha, em direção a uma cidade de Judá.
Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel.
Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo
e exclamou em alta voz: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.
Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?
Na verdade, logo que chegou aos meus ouvidos a voz da tua saudação, o menino exultou de alegria no meu seio.
Bem-aventurada aquela que acreditou no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito da parte do Senhor».
Maria disse então:
«A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.
Porque pôs os olhos na humildade da sua serva: de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações.
O Todo-poderoso fez em mim maravilhas, Santo é o seu nome.
A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que O temem.
Manifestou o poder do seu braço e dispersou os soberbos.
Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes.
Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias.
Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia,
como tinha prometido a nossos pais, a Abraão e à sua descendência para sempre».
Maria ficou junto de Isabel cerca de três meses e depois regressou a sua casa.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement