Aleteia
La fête du jour

Sexta-feira, 9 de junho
São José de Anchieta

Missionário e Fundador (†1597)

São José de Anchieta, nasceu em Tenerife, no arquipélago das Canárias, em 1534. Em 1551 ingressou na Companhia de Jesus. Anchieta padecia de tuberculose óssea desde jovem e isto lhe causou uma escoliose, agravada durante o noviciado jesuíta. Tal doença foi determinante para que deixasse os estudos religiosos e viajasse para o Brasil. Anchieta abriu os caminhos do sertão, aprendendo a língua tupi, catequizando e ensinando latim aos índios. Escreveu a primeira gramática sobre uma língua do tronco tupi: a “Arte da Gramática da língua mais falada na Costa do Brasil”, publicada em 1595. O religioso não apenas educava e catequizava os indígenas, assim como os defendia dos abusos de colonizadores portugueses que queriam com frequência escravizá-los e tomar-lhes as mulheres e as crianças. Passou por Itanhaém e Peruíbe, sul de São Paulo, na quaresma que antecedeu sua ida à aldeia de Iperoig, em missão de preparo para o Armistício com os Tupinambás de Ubatuba (Armistício de Iperoig). Em 1563, intermediou as negociações de paz entre os portugueses e os indígenas reunidos na Confederação dos Tamoios, oferecendo-se como refém dos tamoios de Iperoig, enquanto Manuel da Nóbrega voltava para São Vicente para negociar a paz entre indígenas e portugueses. Durante o tempo que morou entre os gentios, compôs o “Poema à Virgem”. Segundo a tradição, teria escrito nas areias da praia e memorizado o poema que somente mais tarde escreveu em papel. Ainda segundo a tradição, foi também durante o cativeiro que Anchieta teria levitado diante

 

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Glorioso é o Nome do Senhor por toda terra.
Vinde, adoremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Santo: erguestes a cruz na selva escura;
Herói: plantastes nossa velha aldeia;
Mestre: ensinastes a doutrina pura;
Poeta: escrevestes versos sobre a areia!

Golpeia a cruz a foice inculta e dura;
Invade a vila multidão alheia;
Morre a voz santa entre a distância e a altura;
Apaga o poema a onda espumejante e cheia…

Santo, herói, mestre e poeta: — Pela glória
que destes a esta Terra e a sua História,
Pela dor que sofremos sempre nós.

Pelo bem que quisestes a este povo,
O novo Cristo deste Mundo Novo,
Padre S. José de Anchieta, orai por nós!
Salmo 99 (100)

O Senhor ordena aos que foram salvos que cantem o hino de vitória (Sto. Atanásio).

= Aclamai o Senhor, ó terra inteira,
servi ao Senhor com alegria,
ide a ele cantando jubilosos!

= Sabei que o Senhor, só ele, é Deus,
Ele mesmo nos fez, e somos seus,
nós somos seu povo e seu rebanho.

= Entrai por suas portas dando graças,
e em seus átrios com hinos de louvor;
dai-lhe graças, seu nome bendizei!

= Sim, é bom o Senhor e nosso Deus,
sua bondade perdura para sempre,
seu amor é fiel eternamente!

Glória ao Pai...

Leitura breve Ef 4,29-32
Nenhuma palavra perniciosa deve sair dos vossos lábios, mas sim alguma palavra boa, capaz de edificar oportunamente e de trazer graça aos que a ouvem. Não contristeis o Espírito Santo com o qual Deus vos marcou como com um selo para o dia da libertação. Toda a amargura, irritação, cólera, gritaria, injúrias, tudo isso deve desaparecer do meio de vós, como toda a espécie de maldade. Sede bons uns para com os outros, sede compassivos; perdoai-vos mutuamente, como Deus vos perdoou por meio de Cristo.

Fazei-me cedo sentir, ó Senhor, vosso amor!

BENEDICTUS

Ide ao mundo e ensinai a todos os povos,
batizando-os em nome do Pai e do Filho
e do Espírito Santo. Aleluia.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos a Cristo, que por sua cruz trouxe a salvação do gênero humano; e rezemos, dizendo:

R. Mostrai-nos, Senhor, vossa misericórdia!

Cristo, sol nascente e luz sem ocaso, iluminai os nossos passos,
– e, desde o amanhecer, afastai de nós toda inclinação para o mal. R.

Vigiai sobre nossos pensamentos, palavras e ações,
– para que vivamos todo este dia de acordo com a vossa vontade. R.

Desviai o vosso olhar dos nossos pecados,
– e apagai todas as nossas transgressões. R.

Pela vossa cruz e ressurreição,
– dai-nos a consolação do Espírito Santo. R.

(Intenções livres)
Pai nosso ...

Oração
Derramai, Senhor, sobre nós a vossa graça, a fim de que, a exemplo de São José de Anchieta, apóstolo do Brasil, sirvamos fielmente ao Evangelho, tornando-nos tudo para todos, e nos esforcemos em ganhar para vós nossos irmãos no amor de Cristo. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo.

 

Meditação da manhã

Filho de Davi, Filho de Deus

Numerosos judeus, e mesmo alguns pagãos que partilhavam da sua esperança, reconheceram em Jesus os traços fundamentais do messiânico “filho de Davi”, prometido por Deus a Israel. Jesus aceitou o título de Messias a que tinha direito, mas não sem reservas, uma vez que esse título era compreendido, por numerosos dos seus contemporâneos, segundo um conceito demasiado humano, essencialmente político. Jesus acompanha as suas palavras com numerosos “milagres, prodígios e sinais” (At 2,22), os quais manifestam que o Reino está presente nele. Comprovam que ele é o Messias anunciado. Os sinais realizados por Jesus testemunham que o Pai o enviou. Convidam a crer nele. Aos que se dirigem a ele com fé, concede-lhes o que pedem. Assim, os milagres fortificam a fé naquele que faz as obras do seu Pai: testemunham que ele é o Filho de Deus. Mas também podem ser “ocasião de queda”. Eles não pretendem satisfazer a curiosidade nem desejos mágicos. Apesar de os seus milagres serem tão evidentes, Jesus é rejeitado por alguns; chega mesmo a ser acusado de agir pelo poder dos demônios. Ao libertar certos homens dos males terrenos da fome, da injustiça da doença e da morte – Jesus realizou sinais messiânicos; no entanto, ele não veio para abolir todos os males deste mundo, mas para libertar os homens da mais grave das escravidões, a do pecado, que os impede de realizar a sua vocação de filhos de Deus e é causa de todas as servidões humanas.

Catecismo da Igreja Católica (nn. 439.547-549)

Oração da tarde

Nós somos o sal da terra!
Cantemos ao Senhor que é nossa força!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Por ti Mãe, o pecador está firme na esperança,
caminhar para o Céu, lar da bem-aventurança!
Ó Morada de Paz! Canal de água sempre vivo,
jorrando água para a vida eterna!

Esta ferida do peito, ó Mãe, é só tua,
somente tu sofres com ela, só tu a podes dar.
Dá-me acalentar neste peito aberto pela lança,
para que possa viver no Coração do meu Senhor!

Entrando no âmago amoroso da piedade Divina,
este será meu repouso, a minha casa preferida.
No sangue jorrado redimi meus delitos,
e purifiquei com água a sujeira espiritual!

Cântico Ap 15, 3-4

– Como são grandes e admiráveis vossas obras,
ó Senhor e nosso Deus onipotente!
– Vossos caminhos são verdade, são justiça,
ó Rei dos povos todos do universo!

(R. São grandes vossas obras, ó Senhor!)

= Quem, Senhor, não haveria de temer-vos,
e quem não honraria o vosso nome?
Pois somente vós, Senhor, é que sois santo! (R.)

= As nações todas hão de vir perante vós,
e prostradas haverão de adorar-vos,
pois vossas justas decisões são manifestas! (R.)
-
Glória ao Pai...

Leitura breve Rm 15,1-3
Nós que temos convicções firmes devemos suportar as fraquezas dos menos fortes e não buscar a nossa própria satisfação. Cada um de nós procure agradar ao próximo para o bem, visando a edificação. Com efeito, Cristo também não procurou a sua própria satisfação, mas, como está escrito: Os ultrajes dos que te ultrajavam caíram sobre mim.

Jesus Cristo nos amou. E em seu sangue nos lavou. Fez-nos reis e sacerdotes para Deus.

MAGNIFICAT

Virão muitos do Oriente e do Ocidente sentar-se à mesa com Abraão no Reino eterno.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Deus, que ouve benignamente os desejos dos humildes e sacia de bens os famintos; e peçamos com fé:

R. Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia!

Senhor, Pai de bondade, nós vos pedimos por todos os membros sofredores de vossa Igreja,
– pelos quais vosso Filho Jesus Cristo ofereceu no madeiro da cruz o sacrifício vespertino. R.

Libertai os prisioneiros, dai a vista aos cegos,
– e protegei os órfãos e as viúvas. R.

Dai aos fiéis a vossa força,
– para que possam resistir às tentações do demônio. R.

Vinde, Senhor, em nosso auxílio, quando chegar a hora de nossa morte,
– para perseverarmos na vossa graça e partirmos deste mundo em paz. R.

(Intenções livres)

Conduzi à luz em que habitais nossos irmãos e irmãs que morreram,
– para que vos possam contemplar eternamente. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos da promessa de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo S. Marcos 12,35-37. 
Naquele tempo, Jesus ensinava no templo, dizendo: «Como podem os escribas dizer que o Messias é filho de David?
O próprio David afirmou, sob a ação do Espírito Santo: ‘Disse o Senhor ao meu Senhor: Senta-Te à minha direita, até que Eu faça dos teus inimigos escabelo dos meus pés’.
O próprio David Lhe chama ‘Senhor’. Como pode ser seu filho?». E a numerosa multidão escutava com prazer o que Jesus dizia.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement