Aleteia
La fête du jour

Sexta-feira, 30 de junho de 2017
Santos Protom√°rtires da Igreja de Roma

Mártires (†304)

A celebra√ß√£o de hoje se refere aos primeiros m√°rtires da Igreja de Roma, que foram vitimados pela persegui√ß√£o de Nero. Essa persegui√ß√£o teria sido motivada pelo inc√™ndio de Roma, ocorrido por volta do ano 64. Assim nos refere um autor da √©poca, o romano pag√£o Corn√©lio T√°cito no XV livro da sua obra intitulada Annales: ‚ÄúHaja vista que circulassem rumores que o inc√™ndio de Roma fora doloso, Nero apresentou como culpados ‚Äď e punindo-os com penas sever√≠ssimas ‚Äď aqueles que, odiados pelas suas abomina√ß√Ķes, eram chamados pelo povo de ‚Äėcrist√£os‚Äô‚ÄĚ. A ferocidade que se abateu sobre os ‚Äėpresum√≠veis‚ÄĚ incendi√°rios, foi terr√≠vel. H√° narra√ß√Ķes de crist√£os crucificados e, besuntados de piche, postos a arder sobre a cruz, servindo de tochas humanas para iluminar os caminhos do jardim da colina √ďpia; outros relatos falam de mulheres e crian√ßas crist√£s revestidas com peles de animais e trucidados por bestas ferozes na arena do circo romano. Dizia-se que o horror havia sido tamanho, que o pr√≥prio povo romano, ao perceber que a crueldade servia apenas a satisfa√ß√£o de um indiv√≠duo ‚Äď o imperador Nero - ¬†apresentou um sentido de horror e piedade para com os m√°rtires crist√£os. Apesar de toda a viol√™ncia e a matan√ßa, revelou-se verdadeiro o c√©lebre ditado: ‚Äúo sangue dos m√°rtires √© sementeira de novos crist√£os‚ÄĚ. De fato, como se sabe, a comunidade crist√£ romana n√£o s√≥ sobreviveu, como tornou-se forte e luminosa para todas as demais igrejas.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

√Č suave o Senhor: Bendizei o seu nome!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
Como era no princípio, agora e sempre.
Amém.
Hino
Deus, que criastes a luz,
sois luz do céu radiosa.
O firmamento estendestes
com vossa m√£o poderosa.

A aurora esconde as estrelas,
e o seu clar√£o vos bendiz.
A brisa espalha o orvalho,
a terra acorda feliz.

A noite escura se afasta,
as trevas fogem da luz.
A estrela d'alva fulgura,
sinal de Cristo Jesus.

√ď Deus, sois dia dos dias,
sois luz da luz, na Unidade,
num só poder sobre os seres,
numa só glória, Trindade.

Perante vós, Salvador,
a nossa fronte inclinamos.
A vós, ao Pai e ao Espírito
louvor eterno cantamos.
C√Ęntico Tb 13,8-11.13-14ab.15-16ab
Mostrou-me a cidade santa, Jerusalém, brilhando com a glória de Deus (Ap 21,10-11).

‚Äď Dai gra√ßas ao Senhor, v√≥s todos, seus eleitos;
celebrai dias de festa e rendei-lhe homenagem.
‚Äď Jerusal√©m, cidade santa, o Senhor te castigou,
por teu mau procedimento, pelo mal que praticaste.
‚Äď D√° louvor ao teu Senhor, pelas tuas boas obras,
para que ele, novamente, arme, em ti, a sua tenda.

‚Äď Re√ļna em ti os deportados, alegrando-os, sem fim!
ame em ti todo infeliz pelos séculos afora!

= Resplenderás, qual luz brilhante, até os extremos desta terra;
vir√£o a ti na√ß√Ķes de longe, dos lugares mais distantes,
invocando o santo nome, trazendo dons ao Rei do céu.
‚Äď Em ti se alegrar√£o as gera√ß√Ķes das gera√ß√Ķes
e o nome da Eleita durar√° por todo o sempre.
‚Äď Ent√£o, te alegrar√°s pelos filhos dos teus justos,
todos unidos, bendizendo ao Senhor, o Rei eterno.
‚Äď Haver√£o de ser ditosos todos quantos te amarem,
encontrando em tua paz sua grande alegria.

= √ď minh'alma, vem, bendize ao Senhor, o grande Rei,
pois será reconstruída sua casa em Sião,
que para sempre há de ficar pelos séculos, sem fim.

Glória ao Pai...

Leitura breve Gl 2,19b-20

Com Cristo, eu fui pregado na cruz. Eu vivo, mas não eu, é Cristo que vive em mim. Esta minha vida presente, na carne, eu a vivo na fé, crendo no Filho de Deus, que me amou e por mim se entregou.

Lanço um grito ao Senhor, Deus Altíssimo, este Deus que me dá todo bem.
BENEDICTUS
A grande multidão dos mártires de Cristo persistia no amor e na fraterna união, pois a eles animava a mesma fé e o mesmo espírito.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da m√£o de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança
e o juramento a Abra√£o, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que est√° na remiss√£o de seus pecados;

pela bondade e compaix√£o de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte est√£o sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Cheios de confiança em Deus, que ama e protege todos aqueles que redimiu por seu Filho Jesus Cristo, façamos nossa oração; e digamos:

R. Confirmai, Senhor, o que em nós realizastes!

Deus de misericórdia, dirigi nossos passos nos caminhos da santidade,
‚Äď para pensarmos somente o que √© verdadeiro, justo e digno de ser amado. R.

Por amor do vosso nome, n√£o nos abandoneis para sempre,
‚Äď mas lembrai-vos, Senhor, da vossa alian√ßa. R.

De coração contrito e humilde, sejamos acolhidos por vós,
‚Äď pois n√£o ser√£o confundidos aqueles que em v√≥s esperam. R.

Vós, que, em Cristo, nos chamastes para uma missão profética,

‚Äď dai-nos a gra√ßa de proclamarmos sem temor as maravilhas do vosso poder. R.

(Inten√ß√Ķes livres)
Pai nosso ...

Oração
√ď Deus, que consagrastes com o sangue dos m√°rtires os fecundos prim√≥rdios da Igreja de Roma, dai que sua coragem no combate nos obtenha uma for√ßa inabal√°vel e a alegria da vit√≥ria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Esp√≠rito Santo.

Se queres, tu tens o poder de purificar-me!

S√£o grandes a prud√™ncia e a f√© desse leproso que se aproxima do Cristo. N√£o interrompe seu discurso, nem passa for√ßando caminho por entre a multid√£o de ouvintes, mas aguarda o momento oportuno: aproxima-se quando Cristo desce do monte. E n√£o lhe suplica de qualquer maneira, mas com muito fervor, prostrando-se aos seus p√©s, com f√© sincera e com uma justa opini√£o sobre ele. Com efeito, n√£o lhe diz: ‚ÄúSe tu suplicasses a Deus‚ÄĚ; ou ainda: ‚ÄúSe pedisses a ele‚ÄĚ; mas: ‚ÄúSe queres, podes curar-me‚ÄĚ (Mc 1,40). [...] Mas o Senhor, tendo muitas vezes falado com humildade de muitas coisas que n√£o eram adequadas √† sua gl√≥ria, o que disse aqui para confirmar a opini√£o daqueles que olhavam admirados para seu poder? ‚ÄúEu quero, fica limpo‚ÄĚ. [...] N√£o o disse sem faz√™-lo, mas, imediatamente √†s suas palavras, ocorre o fato. [...] O Senhor, com efeito, n√£o havia vindo somente para curar os corpos, mas tamb√©m para conduzir as almas ao amor da sabedoria. [...] Por isso, ap√≥s ter curado o corpo, lhe ordenou de n√£o diz√™-lo a ningu√©m, mas de se apresentar ao sacerdote e fazer sua oferta. [...] [...] Lhe ordenou de n√£o dizer a ningu√©m, para nos ensinar a fugir da ambi√ß√£o e da vangl√≥ria. Certamente ele sabia que o leproso curado n√£o teria se calado, mas teria falado a todos de seu benfeitor, todavia fez aquilo que p√īde para impedi-lo. Em outras circunst√Ęncias Jesus ordenou de n√£o exaltar a sua Pessoa, mas de dar gl√≥ria a Deus; assim, enquanto no caso de leproso curado nos ensina a n√£o nos colocarmos em evid√™ncia e a fugirmos da vangl√≥ria, outras vezes, em vez disso, nos exorta a sermos gratos e memores dos benef√≠cios recebidos: em todo caso, nos ensina a prestar a Deus todo o louvor.

São João Crisóstomo
Bispo e teólogo bizantino († 407).

 

Oração da tarde

Glória, louvor e honra ao Cordeiro de Deus, pelos séculos dos séculos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Onze horas havendo passado,
chega a tarde e o dia termina;
entoemos louvores a Cristo,
que é imagem da glória divina.

J√° passaram as lutas do dia,
o trabalho por vós contratado;
dai aos bons oper√°rios da vinha
dons de glória no Reino esperado.

√ď Senhor, aos que agora chamais
e que ireis premiar no futuro,
por salário, dai força na luta,
e, na paz, um repouso seguro.

Glória a vós, Cristo, Rei compassivo,
glória ao Pai e ao Espírito também.
Unidade e Trindade indivisa,
Deus e Rei pelos séculos. Amém.
Salmo 144(145) 13b-21

Justo és tu, Senhor, aquele que é e que era, o Santo (Ap 16,5).

‚Äď O Senhor √© amor fiel em sua palavra,
é santidade em toda obra que ele faz.
‚Äď Ele sustenta todo aquele que vacila
e levanta todo aquele que tombou.

‚Äď Todos os olhos, √≥ Senhor, em v√≥s esperam
e vós lhes dais no tempo certo o alimento;
‚Äď v√≥s abris a vossa m√£o prodigamente
e saciais todo ser vivo com fartura.

‚Äď √Č justo o Senhor em seus caminhos,
é santo em toda obra que ele faz.
‚Äď Ele est√° perto da pessoa que o invoca,
de todo aquele que o invoca lealmente.

‚Äď O Senhor cumpre os desejos dos que o temem,
ele escuta os seus clamores e os salva.
‚Äď O Senhor guarda todo aquele que o ama,
mas dispersa e extermina os que são ímpios.

= Que a minha boca cante a glória do Senhor
e que bendiga todo ser seu nome santo
desde agora, para sempre e pelos séculos.

Glória ao Pai...

Leitura breve Rm 8,1-2
Não há mais condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus. Pois a lei do Espírito que dá a vida em Jesus Cristo te libertou da lei do pecado e da morte.
O Cristo morreu pelos nossos pecados. Foi morto na carne, mas vive no Espírito

MAGNIFICAT
Amaram a Cristo na vida, imitaram o Cristo na morte, reinar√£o para sempre com ele.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gera√ß√Ķes h√£o de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abra√£o e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Aclamemos a Cristo Jesus, esperança daqueles que conhecem o seu nome; e peçamos confiantes:

R. Kyrie, eleison! ou (Senhor, tende piedade de nós!)

Cristo Jesus, vós conheceis a fragilidade da nossa natureza, sempre inclinada para o pecado;
‚Äď fortalecei-a com a vossa gra√ßa. R.

Tende compaix√£o da nossa fraqueza humana, sempre propensa ao mal;
‚Äď por vossa miseric√≥rdia, dai-nos o vosso perd√£o. R.

Vós aceitais, benigno, a penitência para reparar a ofensa;
‚Äď afastai de n√≥s os castigos que merecemos pelos nossos pecados. R.

Vós, que perdoastes a pecadora arrependida e carregastes nos ombros a ovelha desgarrada,
‚Äď n√£o nos recuseis a vossa miseric√≥rdia. R.

(Inten√ß√Ķes livres)

Vós, que, pelo sacrifício da cruz, abristes as portas do céu,
‚Äď acolhei na eternidade todos aqueles que nesta vida esperaram em v√≥s. R.

Pai nosso...

ANT√ćFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. Mateus 8,1-4.
Ao descer Jesus do monte, seguia-O uma grande multid√£o.
Veio ent√£o prostrar-se diante d‚ÄôEle um leproso, que Lhe disse: ¬ęSenhor, se quiseres, podes curar-me¬Ľ.
Jesus estendeu a m√£o e tocou-o, dizendo: ¬ęEu quero: fica curado¬Ľ. E imediatamente ficou curado da lepra.
Disse-lhe Jesus: ¬ęN√£o digas nada a ningu√©m; mas vai mostrar-te ao sacerdote e apresenta a oferta que Mois√©s ordenou, para que lhes sirva de testemunho¬Ľ.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement