Aleteia
La fête du jour

Sexta-feira, 14 de julho
São Camilo de Léllis

Sacerdote e fundador

Camilo nasceu em 25 de maio de 1550 na região italiana dos Abruzos. Era o segundo filho de uma família nobre, seus pais chamavam-se João de Lellis e Camila de Compelis. Foi uma criança vivaz e irrequieta, e aos treze anos ficou órfão de mãe. Seguindo a carreira do pai, enveredou pela vida militar e começou a conviver com soldados, aprendendo seu linguajar e os seus passatempos, como os jogos de cartas e dados. A morte improvisa do pai e uma dolorosa úlcera na perna o obrigaram a se retirar por um tempo da vida militar e a se internar num hospital em Roma. Quando estava parcialmente restabelecido, considerou em se tornar um soldado mercenário. Após um período a serviço militar em alguns países, Camilo foi dispensado. Viciado nos jogos, perdeu todos os seus bens e foi acolhido num mosteiro de frades Capuchinhos. O contato com os religiosos foi providencial, pois seu coração começou a mudar. A doença na perna o fez voltar ao hospital, agora, no entanto, Camilo começava a ter olhos para os outros doentes. Pôs-se a servir seus companheiros de sofrimento de modo tão diligente, que os responsáveis pelo hospital o promoveram a responsável dos serviços do hospital. A partir daí, Camilo teve a inspiração de chamar um grupo de amigos para se consagrarem a Cristo crucificado e se dedicarem inteiramente ao serviço dos doentes. Era o ano de 1582. Esse grupo deu origem a atual Ordem religiosa dos Camilianos, atuante em vários países, inclusive no Brasil. São Camilo continuou servindo aos doentes e, enquanto Superior do grupo, foi fundando novas casas pela Itália. Em 1607, abandonou o cargo de superior para se dedicar apenas à assistência aos doentes. A úlcera que tinha na perna nunca o abandonou. Em 1614, após complicações renais e gástricas, São Camilo entregava a alma ao bom Deus. Seu corpo está sepultado na igreja de Santa Maria Madalena, na cidade de Roma.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

É suave o Senhor: bendizei o seu santo nome!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Deus, que criastes a luz,
sois luz do céu radiosa.
O firmamento estendestes
com vossa mão poderosa.

A aurora esconde as estrelas,
e o seu clarão vos bendiz.
A brisa espalha o orvalho,
a terra acorda feliz.

A noite escura se afasta,
as trevas fogem da luz.
A estrela d’alva fulgura,
sinal de Cristo Jesus.

Ó Deus, sois dia dos dias,
sois luz da luz, na Unidade,
num só poder sobre os seres,
numa só glória, Trindade.

Perante vós, Salvador,
a nossa fronte inclinamos.
A vós, ao Pai e ao Espírito
louvor eterno cantamos.

Cântico .........Hab 3,2-4.13a.15-19

Erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima (Lc 21,28).

– Eu ouvi vossa mensagem, ó Senhor,
e enchi-me de temor.
– Manifestai a vossa obra pelos tempos
e tornai-a conhecida.

– Ó Senhor, mesmo na cólera, lembrai-vos
de ter misericórdia!
– Deus virá lá das montanhas de Temã,
e o Santo, de Farã.

– O céu se enche com a sua majestade,
e a terra, com sua glória.
– Seu esplendor é fulgurante como o sol,
saem raios de suas mãos.

– Nelas se oculta o seu poder como num véu,
seu poder vitorioso.
– Para salvar o vosso povo vós saístes,
para salvar o vosso Ungido.

– E lançastes pelo mar vossos cavalos
no turbilhão das grandes águas.
– Ao ouvi-lo estremeceram-me as entranhas
e tremeram os meus lábios.

– A cárie penetrou-me até os ossos,
e meus passos vacilaram.
– Confiante espero o dia da aflição,
que virá contra o opressor.

– Ainda que a figueira não floresça
nem a vinha dê seus frutos,
– a oliveira não dê mais o seu azeite,
nem os campos, a comida;

– mesmo que faltem as ovelhas nos apriscos
e o gado nos curais:
– mesmo assim eu me alegro no Senhor,
exulto em Deus, meu Salvador!

– O meu Deus e meu Senhor é minha força
e me faz ágil como a corça;
– para as alturas me conduz com segurança
ao cântico de salmos.

Glória ao Pai...

Leitura breve Ef 2,13-16
Agora, em Jesus Cristo, vós que outrora estáveis longe, vos tornastes próximos, pelo sangue de Cristo. Ele, de fato, é a nossa paz: do que era dividido, ele fez uma unidade. Em sua carne ele destruiu o muro de separação: a inimizade. Ele aboliu a Lei com seus mandamentos e decretos. Ele quis, assim, a partir do judeu e do pagão, criar em si um só homem novo, estabelecendo a paz. Quis reconciliá-los com Deus, ambos em um só corpo, por meio da cruz; assim ele destruiu em si mesmo a inimizade.

Lanço um grito ao Senhor, Deus Altíssimo, a este Deus que me dá todo bem!
Que me envie do céu sua ajuda!

BENEDICTUS
Pelo amor do coração de nosso Deus,
o Sol nascente nos veio visitar.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos a Jesus Cristo que, derramando seu sangue no sacrifício da cruz, ofereceu-se ao Pai pelo Espírito Santo, a fim de purificar nossa consciência das obras mortas do pecado; e digamos de coração sincero:

R. Em vossas mãos, Senhor, está a nossa paz!

Vós, que nos destes, em vossa bondade, o começo deste novo dia,
– dai-nos também a graça de começarmos a viver uma vida nova. R.

Vós, que tudo criastes com vosso poder, e tudo conservais com a vossa providência,
– ajudai-nos a descobrir a vossa presença em todas as criaturas. R.

Vós, que, pelo sangue derramado na cruz, selastes conosco uma nova e eterna aliança,
– fazei que, obedecendo sempre aos vossos mandamentos, permaneçamos fiéis a esta mesma aliança. R.

Vós, que, pregado na cruz, deixastes correr do vosso lado aberto sangue e água,
– por meio desta fonte de vida, lavai-nos de todo pecado e dai alegria à cidade de Deus. R.

(Intenções livres)

Pai nosso.

Oração
Ó Deus, que inspirastes a São Camilo de Lellis extraordinária caridade para com os enfermos, dai-nos o vosso espírito de amor, para que, servindo-vos em nossos irmãos e irmãs, possamos partir tranquilos ao vosso encontro na hora de nossa morte. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

Eis que vos envio como ovelhas em meio aos lobos

Salutar é o preceito de Nosso Senhor e Mestre: “aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo”. Ele diz ainda: “Se permanecerdes na minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (Jo 8,31). É preciso suportar e perseverar, irmãos bem-amados. Assim, admitidos na esperança da verdade e da libertação, podemos chegar a esta verdade e a esta liberdade, porque, se somos cristãos, é por obra da fé e da esperança. Mas, para que a esperança e a fé possam dar fruto, é necessária a paciência. […] Que não trabalhemos pois na impaciência, que não nos deixemos abater no caminho do Reino, distraídos e vencidos pelas tentações. Não jurar, não maldizer, não reclamar o que nos é tirado à força, dar a outra face, perdoar aos irmãos todos os seus defeitos, amar os inimigos e rezar pelos que nos perseguem: como chegaremos a fazer tudo isto se não formos firmes na paciência e na tolerância? É o que vemos em Estêvão. […] Ele não pede a vingança, mas o perdão para os seus algozes: “Senhor, não lhes imputes este pecado” (At 7,59). Assim, o primeiro mártir de Cristo […] não foi apenas o pregador da paixão do Senhor, mas também o imitador da sua extrema doçura. Quando o nosso coração é habitado pela paciência, não pode haver aí lugar para a cólera, a discórdia e a rivalidade. A paciência de Cristo expulsa tudo isso, para construir no coração uma morada pacífica onde o Deus da paz tem gosto em habitar.
São Cipriano
Bispo de Cartago e mártir (210-258).

Oração da tarde

Ó Deus, vinde em nosso auxílio! Socorrei-nos sem demora!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Onze horas havendo passado,
chega a tarde e o dia termina;
entoemos louvores a Cristo,
que é imagem da glória divina.

Já passaram as lutas do dia,
o trabalho por vós contratado;
dai aos bons operários da vinha
dons de glória no Reino esperado.

Ó Senhor, aos que agora chamais
e que ireis premiar no futuro,
por salário, dai força na luta,
e, na paz, um repouso seguro.

Glória a vós, Cristo, Rei compassivo,
glória ao Pai e ao Espírito também.
Unidade e Trindade indivisa,
Deus e Rei pelos séculos. Amém.

Salmo .......................120(121)

Nunca mais terão fome nem sede. Nem os molestará o sol, nem algum calor ardente (Ap 7,16).

– Eu levanto os meus olhos para os montes:
de onde pode vir o meu socorro?
– ‘Do Senhor é que me vem o meu socorro,
do Senhor que fez o céu e fez a terra!’

– Ele não deixa tropeçarem os meus pés,
e não dorme quem te guarda e te vigia.
– Oh! não! ele não dorme nem cochila,
aquele que é o guarda de Israel!

– O Senhor é o teu guarda, o teu vigia,
é uma sombra protetora à tua direita.
– Não vai ferir-te o sol durante o dia,
nem a lua através de toda a noite.

– O Senhor te guardará de todo o mal,
ele mesmo vai cuidar da tua vida!
– Deus te guarda na partida e na chegada.
Ele te guarda desde agora e para sempre!

Glória ao Pai...

Leitura breve 1Cor 2,7-10a
Falamos da misteriosa sabedoria de Deus, sabedoria escondida, que, desde a eternidade, Deus destinou para nossa glória. Nenhum dos poderosos deste mundo conheceu essa sabedoria. Pois, se a tivessem conhecido, não teriam crucificado o Senhor da glória. Mas, como está escrito, o que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum jamais pressentiu. A nós Deus revelou esse mistério através do Espírito.

O Cristo morreu pelos nossos pecados; pelos ímpios, o justo e conduziu-nos a Deus.
Foi morto na carne, mas vive no Espírito.

MAGNIFICAT
Ó Senhor, sede fiel ao vosso amor, como havíeis prometido a nossos pais.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Cristo nosso Senhor, que se compadeceu dos que choravam e enxugou suas lágrimas. Cheios de confiança lhe peçamos:

R. Senhor, tende compaixão do vosso povo!

Senhor Jesus Cristo, que consolais os humildes e os aflitos,
– olhai para as lágrimas dos pobres e oprimidos. R.

Deus de misericórdia, ouvi o gemido dos agonizantes,
– e enviai os vossos anjos para que os aliviem e confortem. R.

Fazei que todos os exilados sintam a ação da vossa providência,
– para que regressem à sua pátria e também alcancem, um dia, a pátria eterna. R.

Mostrai os caminhos do vosso amor aos que vivem no pecado,
– para que se reconciliem convosco e com a Igreja. R.

(Intenções livres)

Salvai, na vossa bondade, os nossos irmãos e irmãs que morreram,
– e dai-lhes a plenitude da redenção. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. Mateus 10,16-23.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: «Envio-vos como ovelhas para o meio de lobos. Portanto, sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas.
Tende cuidado com os homens: hão-de entregar-vos aos tribunais e açoitar-vos nas sinagogas.
Por minha causa, sereis levados à presença de governadores e reis, para dar testemunho diante deles e das nações.
Quando vos entregarem, não vos preocupeis em saber como falar nem com o que dizer, porque nessa altura vos será sugerido o que deveis dizer;
porque não sereis vós a falar, mas é o Espírito do vosso Pai que falará em vós.
O irmão entregará à morte o irmão e o pai entregará o filho. Os filhos hão-de erguer-se contra os pais e causar-lhes a morte.
E sereis odiados por todos por causa do meu nome. Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
Quando vos perseguirem numa cidade, fugi para outra. Em verdade vos digo: não acabareis de percorrer as cidades de Israel, antes de vir o Filho do homem».

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement