Aleteia
La fête du jour

Sexta-feira, 11 de Agosto
Santa Clara de Assis

Virgem e fundadora (†1253)

A hist√≥ria de Santa Clara de Assis √© ainda capaz de inspirar a muitas pessoas. Sua vida no caminho da santidade come√ßa quando ainda era muito jovem, ao conhecer outro jovem inspirador: S√£o Francisco de Assis. Movida pela generosidade das atitudes de Francisco, Clara sente o irresist√≠vel convite de deixar-se abandonar √† Provid√™ncia de Deus. Na noite do Domingo de Ramos do ano 1211, sem ter completado ainda vinte anos, Clara se enche de coragem e foge de sua casa paterna ‚Äď a rica fam√≠lia dos Offreducci - para encontrar Francisco e seus companheiros frades na igrejinha da Porci√ļncula. A√≠ chegando, Francisco em pessoa corta seus cabelos e lhe oferece uma veste religiosa e, junto com os primeiros companheiros, a conduz at√© um mosteiro beneditino da regi√£o. O pai, por diversas vezes tenta fazer com que ela deixe essa ‚Äúloucura‚ÄĚ e volte para casa, mas foi em v√£o. Clara se manteve firme em seu desejo de seguir o Cristo na pobreza e na ora√ß√£o. Mais tarde ela buscar√° ref√ļgio na famosa igreja de S√£o Dami√£o e a√≠ fundar√° a Ordem feminina das pobres reclusas ‚Äď mais tarde assumir√£o o nome mais conhecido de ‚ÄúClarissas‚ÄĚ. Seguindo seu exemplo, muitas mulheres se sentem atra√≠das por esse ideal de uma vida simples, votada aos pobres e √† ora√ß√£o. De fato, tamb√©m sua m√£e entrar√° a fazer parte dessa primeira pequena comunidade. A vida de Santa Clara est√° constelada de epis√≥dios de grande ternura e amor por Deus e pelo pr√≥ximo. Tamb√©m dela se narram grandes milagres. Um deles fez com que o Papa Pio XII a proclamasse a ‚ÄúPadroeira da televis√£o‚ÄĚ: se diz que numa noite de Natal, impossibilitada de participar da celebra√ß√£o, era t√£o grande seu desejo de nela tomar parte, que Deus permitiu √† Santa Clara a contempla√ß√£o, na parede da sua pequena cela, do pres√©pio e dos ritos solenes que aconteciam, √† dist√Ęncia, na igreja de Santa Maria dos Anjos. Outro milagre de Santa Clara est√° associado √† sua devo√ß√£o pelo Sant√≠ssimo Sacramento: diante da amea√ßa de uma invas√£o de seu convento por tropas de mercen√°rios sarracenos, ao aben√ßoar com o Sant√≠ssimo os muros da cidade, imediatamente as tropas bateram em retirada.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

√Č suave o Senhor: bendizei o seu nome!.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Deus, que criastes a luz,
sois luz do céu radiosa.
O firmamento estendestes
com vossa m√£o poderosa.

A aurora esconde as estrelas,
e o seu clar√£o vos bendiz.
A brisa espalha o orvalho,
a terra acorda feliz.

A noite escura se afasta,
as trevas fogem da luz.
A estrela d’alva fulgura,
sinal de Cristo Jesus.

√ď Deus, sois dia dos dias,
sois luz da luz, na Unidade,
num só poder sobre os seres,
numa só glória, Trindade.

Perante vós, Salvador,
a nossa fronte inclinamos.
A vós, ao Pai e ao Espírito
louvor eterno cantamos.

Salmo                                .....................................50(51)

Renovai o vosso espírito e a vossa mentalidade. Revesti o homem novo (Ef 4,23-24).

Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia!
Na imensid√£o de vosso amor, purificai-me!
Lavai-me todo inteiro do pecado,
e apagai completamente a minha culpa!

Eu reconheço toda a minha iniquidade,
o meu pecado está sempre à minha frente.
Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei,
e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

Mostrais assim quanto sois justo na sentença,
e quanto é reto o julgamento que fazeis.
Vede, Senhor, que eu nasci na iniquidade
e pecador j√° minha m√£e me concebeu.

Mas v√≥s amais os cora√ß√Ķes que s√£o sinceros,
na intimidade me ensinais sabedoria.
Aspergi-me e serei puro do pecado,
e mais branco do que a neve ficarei.

Fazei-me ouvir cantos de festa e de alegria,
e exultar√£o estes meus ossos que esmagastes.
Desviai o vosso olhar dos meus pecados
e apagai todas as minhas transgress√Ķes!

Criai em mim um coração que seja puro,
dai-me de novo um espírito decidido.
√ď Senhor, n√£o me afasteis de vossa face,
nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

Dai-me de novo a alegria de ser salvo
e confirmai-me com espírito generoso!
Ensinarei vosso caminho aos pecadores,
e para vós se voltarão os transviados.

Da morte como pena, libertai-me,
e minha língua exaltará vossa justiça!
Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar,
e minha boca anunciar√° vosso louvor!

Pois não são de vosso agrado os sacrifícios,
e, se oferto um holocausto, o rejeitais.
Meu sacrifício é minha alma penitente,
não desprezeis um coração arrependido!

Sede benigno com Sião, por vossa graça,
reconstruí Jerusalém e os seus muros!
E aceitareis o verdadeiro sacrifício,
os holocaustos e obla√ß√Ķes em vosso altar!

Glória ao Pai...

Leitura breve                                                    Ef 2,13-16
Agora, em Jesus Cristo, vós que outrora estáveis longe, vos tornastes próximos, pelo sangue de Cristo. Ele, de fato, é a nossa paz: do que era dividido, ele fez uma unidade. Em sua carne ele destruiu o muro de separação: a inimizade. Ele aboliu a Lei com seus mandamentos e decretos. Ele quis, assim, a partir do judeu e do pagão, criar em si um só homem novo, estabelecendo a paz. Quis reconciliá-los com Deus, ambos em um só corpo, por meio da cruz; assim ele destruiu em si mesmo a inimizade.

Lanço um grito ao Senhor, Deus Altíssimo, este Deus que me dá todo bem.
Que me envie do céu sua ajuda!

BENEDICTUS
Pelo amor do coração de nosso Deus,
o Sol nascente nos veio visitar.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos, 

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam. 

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança 

e o juramento a Abra√£o, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo, 

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino, 
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos, 

anunciando ao seu povo a salvação,
que est√° na remiss√£o de seus pecados;

pela bondade e compaix√£o de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados 

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz. 

Glória ao Pai...

Preces
Adoremos a Jesus Cristo que, derramando seu sangue no sacrifício da cruz, ofereceu-se ao Pai pelo Espírito Santo, a fim de purificar nossa consciência das obras mortas do pecado; e digamos de coração sincero:

R. Em vossas m√£os, Senhor, est√° a nossa paz!

Vós, que nos destes, em vossa bondade, o começo deste novo dia,
‚Äď dai-nos tamb√©m a gra√ßa de come√ßarmos a viver uma vida nova. R.

Vós, que tudo criastes com vosso poder, e tudo conservais com a vossa providência,
‚Äď ajudai-nos a descobrir a vossa presen√ßa em todas as criaturas. R.

Vós, que, pelo sangue derramado na cruz, selastes conosco uma nova e eterna aliança,
‚Äď fazei que, obedecendo sempre aos vossos mandamentos, permane√ßamos fi√©is a esta mesma alian√ßa. R.

Vós, que, pregado na cruz, deixastes correr do vosso lado aberto sangue e água,
‚Äď por meio desta fonte de vida, lavai-nos de todo pecado e dai alegria √† cidade de Deus. R.

(Inten√ß√Ķes livres)
Pai nosso ...

Oração
√ď Deus, que na vossa miseric√≥rdia atra√≠stes Santa Clara ao amor da pobreza, concedei, por sua intercess√£o, que, seguindo o Cristo com um cora√ß√£o de pobre, vos contemplemos um dia em vosso Reino. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Esp√≠rito Santo.

Meditação do dia

Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo...

Muitos encontram Jesus agora apreciadores de seu reino celestial; mas poucos que queiram levar a sua cruz. H√° muitos sequiosos de consola√ß√£o, mas poucos da tribula√ß√£o; muitos companheiros √† sua mesa, mas poucos de sua abstin√™ncia. Todos querem gozar com ele, poucos sofrer por ele alguma coisa. Muitos seguem a Jesus at√© ao partir do p√£o, poucos at√© beber o c√°lice da paix√£o. Muitos veneram seus milagres, mas poucos abra√ßam a ignom√≠nia da cruz. Muitos amam a Jesus, enquanto n√£o encontram adversidades. Muitos o louvam e bendizem, enquanto recebem dele algumas consola√ß√Ķes; se, por√©m, Jesus se oculta e por um pouco os deixa, caem logo em queixumes e des√Ęnimo excessivo. Aqueles, por√©m, que amam a Jesus por Jesus mesmo e n√£o por pr√≥pria satisfa√ß√£o, tanto o louvam nas tribula√ß√Ķes e ang√ļstias, como na maior consola√ß√£o. E posto que nunca lhes fosse dada a consola√ß√£o, sempre o louvariam e lhe dariam gra√ßas. Oh! Quanto pode o amor puro de Jesus, sem mistura de interesse ou amor-pr√≥prio!

Tom√°s de Kempis
Autor do livro ‚ÄúImita√ß√£o de Cristo‚ÄĚ (1379?-1471).

Oração para esta tarde

Nossa voz sobe a Deus, clamamos por ele;
nossa voz sobe a Deus: que ele nos escute!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Onze horas havendo passado,
chega a tarde e o dia termina;
entoemos louvores a Cristo,
que é imagem da glória divina.

J√° passaram as lutas do dia,
o trabalho por vós contratado;
dai aos bons oper√°rios da vinha
dons de glória no Reino esperado.

√ď Senhor, aos que agora chamais
e que ireis premiar no futuro,
por salário, dai força na luta,
e, na paz, um repouso seguro.

Glória a vós, Cristo, Rei compassivo,
glória ao Pai e ao Espírito também.
Unidade e Trindade indivisa,
Deus e Rei pelos séculos. Amém.

Salmo                                    ............................... 114(116A)

√Č preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus (At 14,22).

Eu amo o Senhor, porque ouve
o grito da minha oração.
Inclinou para mim seu ouvido,
no dia em que eu o invoquei.

Prendiam-me as cordas da morte,
apertavam-me os laços do abismo;
invadiam-me ang√ļstia e tristeza:
eu ent√£o invoquei o Senhor:
‚ÄėSalvai, √≥ Senhor, minha vida!‚Äô

O Senhor é justiça e bondade,
nosso Deus é amor-compaixão.
√Č o Senhor quem defende os humildes:
eu estava oprimido, e salvou-me.
√ď minh‚Äôalma, retorna √† tua paz,
o Senhor é quem cuida de ti!

Libertou minha vida da morte,
enxugou de meus olhos o pranto
e livrou os meus pés do tropeço.
Andarei na presença de Deus,
junto a ele na terra dos vivos.

Glória ao Pai...

Leitura                                                                                                           1Cor 2,7-10a
Falamos da misteriosa sabedoria de Deus, sabedoria escondida, que, desde a eternidade, Deus destinou para nossa glória. Nenhum dos poderosos deste mundo conheceu essa sabedoria. Pois, se a tivessem conhecido, não teriam crucificado o Senhor da glória. Mas, como está escrito, o que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum jamais pressentiu. A nós Deus revelou esse mistério através do Espírito.

O Cristo morreu pelos nossos pecados; Pelos ímpios, o justo e conduziu-nos a Deus.
Foi morto na carne, mas vive no Espírito.

MAGNIFICAT
√ď Senhor, sede fiel ao vosso amor,
como havíeis prometido a nossos pais.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gera√ß√Ķes h√£o de chamar-me de bendita.¬†

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome! 
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam; 

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Cristo nosso Senhor, que se compadeceu dos que choravam e enxugou suas lágrimas. Cheios de confiança lhe peçamos:

R. Senhor, tende compaix√£o do vosso povo!

Senhor Jesus Cristo, que consolais os humildes e os aflitos,
‚Äď olhai para as l√°grimas dos pobres e oprimidos. R.

Deus de misericórdia, ouvi o gemido dos agonizantes,
‚Äď e enviai os vossos anjos para que os aliviem e confortem. R.

Fazei que todos os exilados sintam a ação da vossa providência,
‚Äď para que regressem √† sua p√°tria e tamb√©m alcancem, um dia, a p√°tria eterna. R.

Mostrai os caminhos do vosso amor aos que vivem no pecado,
‚Äď para que se reconciliem convosco e com a Igreja R.

(Inten√ß√Ķes livres)

Salvai, na vossa bondade, os nossos irm√£os e irm√£s que morreram,
‚Äď e dai-lhes a plenitude da reden√ß√£o. R.

Pai nosso...

ANT√ćFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho do dia

Evangelho segundo S. Mateus 16,24-28.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus disc√≠pulos: ¬ęSe algu√©m quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me.
Pois quem quiser salvar a sua vida há-de perdê-la; mas quem perder a sua vida por minha causa, há-de encontrá-la.
Na verdade, que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua vida? Que poder√° dar o homem em troca da sua vida?
O Filho do homem h√°-de vir na gl√≥ria de seu Pai, com os seus Anjos, e ent√£o dar√° a cada um segundo as suas obras¬Ľ.
Em verdade vos digo: Alguns dos que est√£o aqui presentes n√£o morrer√£o, antes de verem chegar o Filho do homem na gl√≥ria do seu reino¬Ľ.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement