Aleteia
La fête du jour

Segunda-feira, 16 de outubro
Santa Edviges ou Santa Margarida Maria Alacoque

Virgem (†1690)

Santa Margarida Maria Alacoque nasceu na Borgonha, uma regi√£o da Fran√ßa, no ano de 1647. Teve uma juventude muito dif√≠cil, eu pai morreu muito cedo, de modo que ela e a m√£e tiveram que viver do favor de parentes, que na maior parte das vezes eram pouco generosos. Seu sofrimento tamb√©m se estendia √† n√£o compreens√£o por parte desses parentes que n√£o queriam permitir que ela, Margarida, entrasse num convento, como era seu desejo. Mas, com o passar do tempo, Margarida, agora com vinte e quatro anos de idade, entrou na Ordem da Visita√ß√£o, uma congrega√ß√£o fundada por S√£o Francisco de Sales. Ali assumiu o nome de Maria e viveu por vinte anos. Desde o in√≠cio de sua entrada no convento, Santa Margarida Maria se ofereceu como ‚Äúv√≠tima ao Cora√ß√£o de Jesus‚ÄĚ. De fato, essa intui√ß√£o foi um pren√ļncio de sua dif√≠cil trajet√≥ria de vida religiosa: foi incompreendida pelas coirm√£s e pelos Superiores. At√© mesmo seus diretores espirituais chegaram a pensar que ela fosse alguma fan√°tica vision√°ria ou mesmo louca. Em contrapartida, recebeu numerosas gra√ßas: logo em seguida √† sua entrada no convento, Santa Margarida Maria teve uma vis√£o de Jesus que lhe mostrava o peito aberto e indicava seu cora√ß√£o e dizendo-lhe: ‚ÄúEis o cora√ß√£o que tem amado tanto aos homens a ponto de nada poupar at√© exaurir-se e consumir-se para demonstra-lhes o seu amor. E em reconhecimento n√£o recebo sen√£o ingratid√£o da maior parte deles‚ÄĚ.

De fato, essa visão assinalaria um traço característico ligado à memória de Santa Margarida Maria: a propagação da devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

Essa forma piedosa de culto foi uma devo√ß√£o t√≠pica dos tempos modernos; seu surgimento e propaga√ß√£o est√£o ligados a diversos fatores, mas, um deles se sobressai: o problema do Jansenismo, uma corrente dentro da Igreja que propalava, dentre outras coisas, um rigorismo exacerbado. Falar do cora√ß√£o misericordioso de Jesus e das gra√ßas que ele concederia aos seus devotos, foi um adequado contraponto a essa doutrina err√īnea. Tamb√©m os papas incentivaram essa devo√ß√£o: o papa Le√£o XIII, no ano de 1889, consagrou o mundo inteiro ao Sagrado Cora√ß√£o de Jesus, e o papa Pio XII, al√©m de seus ensinamentos sobre o Sagrado Cora√ß√£o, recomendou fortemente essa devo√ß√£o aos fi√©is.

Santa Margarida Maria faleceu no dia 17 de outubro de 1690 e foi canonizada pelo papa Bento XV em 1920. A comemoração de sua memória foi antecipada de um dia, para não coincidir com a memória de Santo Inácio de Antioquia.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Exultemos de alegria no Senhor, e com cantos de louvor o celebremos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Doador da luz esplêndida,
pelo vosso resplendor,
ao passar da noite o tempo,
surge o dia em seu fulgor.

Verdadeira Estrela d'alva,
n√£o aquela que anuncia
de outro astro a luz chegando
e a seu brilho se anuvia,

mas aquela luminosa,
mais que o sol em seu clar√£o,
mais que a luz e mais que o dia,
aclarando o coração.

Casta, a mente vença tudo,
que os sentidos pedem tanto;
vosso Espírito guarde puro
nosso corpo, templo santo.

A vós, Cristo, Rei clemente,
e a Deus Pai, Eterno Bem,
com o Espírito Paráclito,
honra e glória eterna. Amém.
Salmo 134(135),1-12

Povo que ele conquistou, proclamai as obras admir√°veis daquele que vos chamou das trevas para a sua luz maravilhosa (cf. 1Pd 2,9).

Louvai o Senhor, bendizei-o;
louvai o Senhor, servos seus,
que celebrais o louvor em seu templo
e habitais junto aos √°trios de Deus!

Louvai o Senhor, porque é bom;
cantai ao seu nome suave!
Escolheu para si a Jacó,
preferiu Israel por herança.

Eu bem sei que o Senhor é tão grande,
que é maior do que todos os deuses.
Ele faz tudo quanto lhe agrada,
nas alturas dos céus e na terra,
no oceano e nos fundos abismos.

Traz as nuvens do extremo da terra,
transforma os raios em chuva,
das cavernas libera os ventos.

No Egito feriu primogênitos,
desde homens até animais.
Fez milagres, prodígios, portentos,
perante Faraó e seus servos.
Abateu numerosas na√ß√Ķes
e matou muitos reis poderosos:

A Seon que foi rei amorreu,
e a Og que foi rei de Bas√£,
como a todos os reis cananeus.
Ele deu sua terra em herança,
em herança a seu povo, Israel.

Glória ao Pai...

Leitura breve .................. ...............Jt 8,25-26a.27

Demos gra√ßas ao Senhor nosso Deus, que nos submete a prova√ß√Ķes, como fez com nossos pais. Lembrai-vos de tudo o que Deus fez a Abra√£o, de como provou Isaac, de tudo o que aconteceu a Jac√≥. Assim como os provou pelo fogo, para lhes experimentar o cora√ß√£o, assim tamb√©m ele n√£o se est√° vingando de n√≥s. √Č antes para advert√™ncia que o Senhor a√ßoita os que dele se aproximam.

√ď justos, alegrai-vos no Senhor! Aos retos fica bem glorific√°-lo.
Cantai para o Senhor um canto novo.

BENEDICTUS
Bendito seja o Senhor Deus, que visitou e libertou
a nós que somos o seu povo!

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da m√£o de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abra√£o, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que est√° na remiss√£o de seus pecados;

pela bondade e compaix√£o de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte est√£o sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos a Cristo, que ouve e salva os que nele esperam; e o aclamemos:

R. Nós vos louvamos, Senhor, e em vós esperamos!

Nós vos damos graças, Senhor, que sois rico em misericórdia,
‚Äď pela imensa caridade com que nos amastes. R.

Vós, que estais sempre agindo no mundo em união com o Pai,
‚Äď renovai todas as coisas pelo poder do Esp√≠rito Santo. R.

Abri os nossos olhos e os de nossos irm√£os e irm√£s,
‚Äď para que contemplemos hoje as vossas maravilhas. R.

Vós, que neste dia nos chamais para o vosso serviço,
‚Äď tornai-nos fi√©is servidores da vossa gra√ßa em favor de nossos irm√£os e irm√£s. R.

(Inten√ß√Ķes livres)

Pai nosso ...

Oração
Senhor nosso Deus, que confiastes ao ser humano a missão de guardar e cultivar a terra, e colocastes o sol a seu serviço, dai-nos a graça de neste dia trabalhar com ardor pelo bem dos nossos irmãos e irmãs para o louvor de vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

Nenhum sinal será dado a esta geração a não ser o sinal de Jonas.

Os filhos de N√≠nive jejuaram com um jejum puro quando Jonas lhes pregou a convers√£o. Deus, quando viu suas obras, e como se convertiam de sua m√° conduta, se compadeceu e se arrependeu da cat√°strofe com que lhes havia amea√ßado, e n√£o a executou. N√£o disse: ‚ÄúViu Deus o jejum de p√£o e de √°gua, com saco e cinza‚ÄĚ, mas sim que viu suas obras e como se convertiam de sua m√° conduta. Esse foi o jejum puro que foi aceito quando se converteram de seus maus caminhos e da rapacidade de suas m√£os. Quando se jejua, a abstin√™ncia da maldade sempre √© o melhor jejum. √Č melhor que a abstin√™ncia de p√£o e √°gua, melhor que mover a cabe√ßa como um junco, deitar-se sobre saco e cinza, tal como diz Isaias. Com efeito, quando o homem se abst√©m de p√£o, de √°gua ou de qualquer outro alimento, se cobre de saco e de cinza e est√° compungido, √© amado e agrad√°vel. Mas o que √© mais agrad√°vel √© que se humilhe a si pr√≥prio, que fa√ßa saltar os grilh√Ķes dos cepos da impiedade e que quebre os cepos do engano. Ent√£o nascer√° uma luz como a autora, te abrir√° caminho a justi√ßa, por detr√°s seguir√° a gl√≥ria do Senhor. Ser√° como um jardim exuberante, como uma fonte de √°gua que n√£o se esgota.

Santo Afraates
Monge e bispo de Nínive (270?-345?).

Oração da tarde

Dai vivas ao Senhor que é nossa força!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Fonte da luz, da luz origem,
as nossas preces escutai:
da culpa as trevas expulsando,
com vossa luz nos clareai.

Durante a faina deste dia
nos protegeu o vosso olhar.
De coração damos graças
em todo tempo e lugar.

Se o p√īr do sol nos trouxe as trevas,
outro sol fulge, coruscante,
e envolve até os próprios anjos
com o seu brilho radiante.

Todas as culpas deste dia
apague o Cristo bom e manso,
e resplandeça o coração
durante as horas do descanso.

Glória a vós, Pai, louvor ao Filho,
poder ao Espírito também.
No resplendor do vosso brilho,
regeis o céu e a terra. Amém.
C√Ęntico Ef 1,3-10

O plano divino da salvação

Bendito e louvado seja Deus,
o Pai de Jesus Cristo, Senhor nosso,
que do alto céu nos abençoou em Jesus Cristo
com bênção espiritual de toda sorte!

Foi em Cristo que Deus Pai nos escolheu,
j√° bem antes de o mundo ser criado,
para que f√īssemos, perante a sua face,
sem m√°cula e santos pelo amor.

Por livre decis√£o de sua vontade,
predestinou-nos, através de Jesus Cristo,
a sermos nele os seus filhos adotivos,
para o louvor e para a glória de sua graça,
que em seu Filho bem-amado nos doou.

√Č nele que n√≥s temos reden√ß√£o,
dos pecados remiss√£o pelo seu sangue.
Sua graça transbordante e inesgotável
Deus derrama sobre n√≥s com abund√Ęncia,
de saber e inteligência nos dotando.

E assim, ele nos deu a conhecer
o mistério de seu plano e sua vontade,
que propusera em seu querer benevolente,
na plenitude dos tempos realizar:
o desígnio de, em Cristo, reunir
todas as coisas: as da terra e as do céu.

Glória ao Pai...

Leitura ..1Ts 3,12-13

O Senhor vos conceda que o amor entre v√≥s e para com todos aumente e transborde sempre mais, a exemplo do amor que temos por v√≥s. Que assim ele confirme os vossos cora√ß√Ķes numa santidade sem defeito aos olhos de Deus, nosso Pai, no dia da vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos.

√ď Senhor, suba √† vossa presen√ßa a minha ora√ß√£o, como incenso.
Minhas m√£os como oferta da tarde.

MAGNIFICAT
A minh'alma vos engrandece
eternamente, Senhor, meu Deus!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gera√ß√Ķes h√£o de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abra√£o e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos a Jesus Cristo, que nunca abandona os que nele confiam; e digamos humildemente:

R. Senhor Deus, ouvi a nossa oração!

Senhor Jesus Cristo, nossa luz, iluminai a vossa Igreja,
‚Äď a fim de que ela anuncie a todos os povos o grande mist√©rio da piedade manifestado na vossa encarna√ß√£o. R.

Protegei os sacerdotes e ministros da vossa Igreja,
‚Äď para que, pregando aos outros, sejam tamb√©m eles fi√©is ao vosso servi√ßo. R.

Vós, que, pelo vosso sangue, destes a paz ao mundo,
‚Äď afastai o pecado da disc√≥rdia e o flagelo da guerra. R.

Dai a riqueza da vossa gra√ßa aos que vivem no matrim√īnio,
‚Äď para que sejam mais perfeitamente um sinal do mist√©rio de vossa Igreja. R.

(Inten√ß√Ķes livres)

Concedei a todos os que morreram o perd√£o dos pecados,
‚Äď a fim de que por vossa miseric√≥rdia vivam na companhia dos santos. R.

Pai nosso...

ANT√ćFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

Evangelho segundo S. Lucas 11,29-32.
Naquele tempo, aglomerava-se uma grande multid√£o √† volta de Jesus e Ele come√ßou a dizer: ¬ęEsta gera√ß√£o √© uma gera√ß√£o perversa: pede um sinal, mas nenhum sinal lhe ser√° dado, sen√£o o sinal de Jonas.
Assim como Jonas foi um sinal para os habitantes de Nínive, assim o será também o Filho do homem para esta geração.
No juízo final, a rainha do sul levantar-se-á com os homens desta geração e há de condená-los, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão; e aqui está quem é maior do que Salomão.
No ju√≠zo final, os homens de N√≠nive levantar-se-√£o com esta gera√ß√£o e h√£o de conden√°-la, porque fizeram penit√™ncia ao ouvir a prega√ß√£o de Jonas; e aqui est√° quem √© maior do que Jonas¬Ľ.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement