Aleteia
La fête du jour

Sábado, 30 de setembro
São Jerônimo

Confessor e Doutor da Igreja (†420)

Eusébio Sofrônio Jerônimo nasceu em Estridão (na atual Croácia) por volta de 347, mas só foi batizado entre 360 e 366, quando viajou para Roma, onde Jerônimo estudou com o gramático Hélio Donato.

Depois de muitos anos na capital imperial, Jerônimo viajou com Bonoso para a cidade de Augusta dos Tréveros, a atual Tréveris, na Alemanha. Aí, se dedicou aos estudos e travou amizade com muitos cristãos. Alguns deles o acompanharam quando ele partiu, por volta de 373, em viagem para Antioquia, onde ficou por algum tempo. Nessa cidade, dois de seus companheiros morreram e, ele próprio, ficou seriamente doente mais de uma vez. Durante uma destas enfermidades (perto do inverno de 373-374), Jerônimo teve uma visão que o levou a abandonar seus estudos seculares para dedicar-se completamente a Deus.  Tomado por um desejo de viver em penitência, Jerônimo passou um tempo no deserto de Cálcis, no sudoeste de Antioquia, uma região conhecida como a “Tebaida Síria”, onde moravam numerosos monges eremitas. Durante este período ele se dedicou a aprender pela primeira vez o hebraico, sob a tutela de um judeu convertido e é possível que ele tenha mantido correspondência com os judeus-cristãos de Antioquia. Por volta desta época, Jerônimo começa a tradução de fragmentos da bíblia.

Após o longo período em Antioquia, São Jerônimo voltou para Roma, onde permaneceu por três anos (382-385) na corte do papa Dâmaso I e da liderança cristã da cidade. Recebeu diversos encargos em Roma e realizou uma revisão da Bíblia Latina (Vetus Latina) baseando-se em manuscritos gregos do Novo Testamento. Atualizou também o saltério, o livro que contém os Salmos, e que era na época utilizado em Roma, baseando-se na tradução grega da Septuaginta. Embora não tenha ficado claro para ele na ocasião, a tradução de muito do que depois se tornaria a Vulgata latina demoraria ainda muitos anos e se tornaria seu mais importante legado.

Em agosto de 385, Jerônimo saiu definitivamente de Roma e voltou para Antioquia com seu irmão Pauliniano, diversos amigos e algumas mulheres. O grupo, acompanhado do bispo Paulino de Antioquia, peregrinou por Jerusalém e os lugares santos da Palestina antes de seguir para o Egito, onde viviam os monges do deserto.

Após uma vida dedicada aos estudos e à produção de importantes obras para o cristianismo, em 30 de setembro no ano 420, São Jerônimo morreu perto de Belém. Diz-se que seus restos, originalmente enterrados em Belém, foram transferidos para a Basílica de Santa Maria Maior, em Roma, em Roma, embora outros locais no ocidente também reivindiquem a posse de alguma relíquia relacionada a esse santo.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Por vosso amor tenhamos a alma iluminada,
e alegres aguardemos, Senhor, vossa chegada!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém

Hino
Tradutor e exegeta da Bíblia,
foste um sol que a Escritura ilumina;
nossas vozes, Jerônimo, escuta:
nós louvamos-te a vida e a doutrina.

Relegando os autores profanos,
o mistério divino abraçaste,
qual leão, derrubando os hereges,
as mensagens da fé preservaste.

Estudaste a palavra divina
nos lugares da própria Escritura,
e, bebendo nas fontes o Cristo,
deste a todos do mel a doçura.

Aspirando ao silêncio e à pobreza,
no presépio encontraste um abrigo;
deste o véu a viúvas e virgens,
Paula e Eustáquia levaste contigo.

Pelo grande doutor instruídos,
proclamamos, fiéis, o Deus trino;
e ressoem por todos os tempos
as mensagens do livro divino.

Salmo...................................................................................... 118(119),145-152
Este é o meu mandamento: Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei (Jo 15,12).

Clamo de todo o coração: Senhor, ouvi-me!
Quero cumprir vossa vontade fielmente!
Clamo a vós: Senhor, salvai-me, eu vos suplico,
e então eu guardarei vossa Aliança!

Chego antes que a aurora e vos imploro,
e espero confiante em vossa lei.
Os meus olhos antecipam as vigílias,
para de noite meditar vossa palavra.

Por vosso amor ouvi atento a minha voz
e dai-me a vida, como é vossa decisão!
Meus opressores se aproximam com maldade;
como estão longe, ó Senhor, de vossa lei!

Vós estais perto, ó Senhor, perto de mim;
todos os vossos mandamentos são verdade!
Desde criança aprendi vossa Aliança
que firmastes para sempre, eternamente.

Glória ao Pai...

Leitura breve 2Pd 1,10-11
Irmãos, cuidai cada vez mais de confirmar a vossa vocação e eleição. Procedendo assim, jamais tropeçareis. Desta maneira vos será largamente proporcionado o acesso ao reino eterno de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo.

A vós grito, ó Senhor, a vós clamo e vos digo: Sois vós meu abrigo!
Minha herança na terra dos vivos.

BENEDICTUS
Iluminai, ó Senhor, os que jazem nas trevas e na sombra da morte.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar os quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Cristo que se fez em tudo semelhante a seus irmãos para ser um sumo-sacerdote fiel e misericordioso junto de Deus, em nosso favor. Peçamos-lhe, dizendo:

R. Dai-nos, Senhor, as riquezas da vossa graça!

Sol de justiça, que no batismo nos destes a luz da vida,
nós vos consagramos este novo dia. R.

Nós vos bendiremos em cada momento deste dia, e glorificaremos vosso nome em todas as nossas ações. R.

Vós, que tivestes por mãe a Virgem Maria, sempre dócil à vossa palavra,
dirigi hoje os nossos passos segundo a vossa vontade. R.

Concedei-nos que, enquanto peregrinamos em meio às coisas deste mundo passageiro, aspiremos à imortalidade celeste,
e que, pela fé, esperança e caridade, saboreemos desde já as alegrias do vosso reino. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que destes ao presbítero São Jerônimo profundo amor pela Sagrada Escritura, concedei ao vosso povo alimentar-se cada vez mais da vossa Palavra e nela encontrar a fonte da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

Aquela linguagem estava-lhes velada...

De entre todas as grandes coisas e maravilhas que se pode dizer sobre Cristo, há uma que ultrapassa totalmente a admiração de que o espírito humano é capaz; a fragilidade da nossa inteligência mortal não consegue compreendê-la nem imaginá-la. É o fato da onipotência da majestade divina, o próprio Verbo do Pai (Jo 1,1), a própria Sabedoria de Deus (1Cor 1,24), na qual todas as coisas foram criadas — as visíveis e as invisíveis (Jo 1,3; Cl 1,16) - se ter deixado conter nos limites deste homem que se manifestou na Judeia. É este o objeto da nossa fé. E há mais: acreditamos que a Sabedoria de Deus entrou no seio de uma mulher e nasceu por entre os vagidos e os choros comuns a todos os recém-nascidos. E aprendemos que, depois, Cristo conheceu a perturbação perante a morte a ponto de exclamar: “A minha alma está numa tristeza mortal” (Mt 26,38), e que foi arrastado para uma morte vergonhosa entre os homens, embora saibamos que ressuscitou ao terceiro dia. […]
Na verdade, fazer com que os ouvidos humanos entendam estas coisas, tentar exprimi-las por palavras, ultrapassa a linguagem dos homens […] e provavelmente a dos anjos.

Orígenes (c. 185-253)
Presbítero, teólogo
Tratado dos princípios, II, 6, 2; PG 11, 210

Oração da tarde

I VÉSPERAS DO 26º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Em vós, Senhor, nós encontramos salvação.
Repouse a vossa bênção sobre vosso povo!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó Deus, autor de tudo,
que a terra e o céu guiais,
de luz vestis o dia,
à noite o sono dais.

O corpo, no repouso,
prepara-se a lutar.
As mentes já se acalmam,
se faz sereno o olhar.

Senhor, vos damos graças
no ocaso deste dia.
A noite vem caindo,
mas vosso amor nos guia.

Sonora, a voz vos louve,
vos cante o coração.
O amor vos renda amor,
e a mente, adoração.

E assim, chegando a noite,
com grande escuridão,
a fé, em meio às trevas,
espalhe o seu clarão.

Ouvi-nos, Pai piedoso,
e Filho, Sumo Bem,
com vosso Santo Espírito
reinando sempre. Amém.

Cântico................................................................................... Fl 2,6-11
O Senhor Jesus Cristo se humilhou; por isso Deus o exaltou eternamente.

Embora fosse de divina condição,
Cristo Jesus não se apegou ciosamente
a ser igual em natureza a Deus Pai.

Porém esvaziou-se de sua glória
e assumiu a condição de um escravo,
fazendo-se aos homens semelhante.

Reconhecido exteriormente como homem,
humilhou-se, obedecendo até à morte,
até à morte humilhante numa cruz.

Por isso Deus o exaltou sobremaneira
e deu-lhe o nome mais excelso, mais sublime,
e elevado muito acima de outro nome.

Para que perante o nome de Jesus
se dobre reverente todo joelho,
seja nos céus, seja na terra ou nos abismos.

E toda língua reconheça, confessando,
para a glória de Deus Pai e seu louvor:
‘Na verdade Jesus Cristo é o Senhor!’

Glória ao Pai...

Leitura breve Rm 11,33-36
Ó profundidade da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! Como são inescrutáveis os seus juízos e impenetráveis os seus caminhos! De fato, quem conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem se antecipou em dar-lhe alguma coisa, de maneira a ter direito a uma retribuição? Na verdade, tudo é dele, por ele, e para ele. A ele, a glória para sempre. Amém!

Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras e que sabedoria em todas elas!
Encheu-se a terra com as vossas criaturas

MAGNIFICAT
Ide vós, desocupados, trabalhar na minha vinha, e o que for justo, eu vos darei.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Ao Deus único, Pai e Filho e Espírito Santo, demos glória, e peçamos humildemente:
R. Ouvi, Senhor, a oração de vosso povo!
Pai santo, Senhor todo-poderoso, fazei brotar a justiça na terra,
para que o vosso povo se alegre na prosperidade e na paz. R.

Dai a todos os povos fazerem parte do vosso Reino,
para que sejam salvos. R.

Concedei aos esposos a perseverança na harmonia e no cumprimento de vossa vontade,
para que vivam sempre no amor mútuo. R.

Dignai-vos recompensar todos aqueles que nos fazem o bem,
e dai-lhes a vida eterna. R.

Olhai com bondade os que morreram vítimas do ódio, da violência ou da guerra,
e acolhei-os no repouso celeste. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho segundo S. Lucas 9,43b-45.
Naquele tempo, estavam todos admirados com tudo o que Jesus fazia. Então Ele disse aos discípulos:
«Escutai bem o que vou dizer-vos. O Filho do homem vai ser entregue às mãos dos homens».
Eles, porém, não compreendiam aquelas palavras; eram misteriosas para eles e não as entendiam. Mas tinham medo de O interrogar sobre tal assunto.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement