Aleteia
La fête du jour

Quinta-feira, 5 de outubro
São Benedito

Religioso († 1589)

Benedito nasceu em 1526 em Messina, no Sul da Itália. Sua mãe, Diana Larcari e seu pai, Cristóvão Manassari, eram descendentes de escravos que foram trazidos da África. Era uma família muito cristã e Benedito, apesar de sofrer com o preconceito de ser negro, desde muito jovem, já apresentava grandes virtudes. Com efeito, com apenas 21 anos de idade ele entra numa comunidade de eremitas que existia nas proximidades de sua aldeia natal. O fundador dessa comunidade, Jerônimo Lanza, seguia a regra de São Francisco, e a certo momento, junto com a comunidade, decidiu que deveriam se transferir para um local ainda mais ermo. Com a morte de Jerônimo, os irmãos se reuniram e elegeram Benedito como o superior da comunidade. Porém, logo em seguida no ano de 1562, o papa Pio IV convidou a todos os monges dessa comunidade a ingressarem em outra Ordem religiosa, à escolha de cada um. Benedito escolheu os Frades Menores, e entrou em seu convento, localizado na cidade italiana de Palermo. Inicialmente exercitou o humilde ofício de cozinheiro, mas suas virtudes de caridade e abnegação – sem contar os grandes sinais milagrosos que o povo foi lhe atribuindo - fizeram com que, de simples leigo analfabeto que era, se tornasse o superior do convento, guiando toda a comunidade com sabedoria, caridade e prudência. Sua fama cresceu notavelmente: muitas pessoas queriam conhecê-lo e conversar com ele para se consultar – segundo se dizia, ele tinha o particular dom de discernir os corações. Apesar da fama – até o Vice-Rei da Sicília foi procurá-lo – voltou a desempenhar seu papel de simples cozinheiro. Sua morte ocorreu no dia 4 de abril de 1589, com fama de grande santidade.

Curiosamente, sua beatificação ocorreu apenas em 1743, e a canonização, em 1807, essa, por obra do papa Pio VIII. Apesar disso, o culto popular a São Benedito é, em muito, anterior à declaração oficial da Igreja.

No Brasil, São Benedito é particularmente estimado. Sendo negro, seu culto foi muito apreciado pela comunidade brasileira: são inúmeras as localidades que tem alguma capela dedicada a São Benedito. Seus festejos, muitas vezes são acompanhados por músicas e danças. Outra curiosidade: enquanto em outros países a sua festa é no dia 4 de abril, apenas no Brasil, desde 1983, a pedido da CNBB, a Santa Sé concedeu a mudança de data para o dia 05 de outubro; desse modo sua comemoração ficou próxima de outra data importante para a comunidade católica negra: a comemoração de Nossa Senhora do Rosário

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Adoremos o Senhor, admirável em seus santos.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
Já o dia nasceu novamente.
Supliquemos, orando, ao Senhor
que nos guarde do mal neste dia
e por atos vivamos o amor.

Ponha freios à língua e a modere,
da discórdia evitando a paixão;
que nos vele o olhar e o defenda
da vaidade e de toda a ilusão.

Sejam puros os seres no íntimo,
dominando os instintos do mal.
Evitemos do orgulho o veneno,
moderando o impulso carnal.

Para que, no final deste dia,
quando a noite, em seu curso, voltar,
abstinentes e puros, possamos
sua glória e louvores cantar.

Glória ao Pai, ao seu Unigênito
e ao Espírito Santo também.
Suba aos Três o louvor do universo
hoje e sempre, nos séculos. Amém.

Salmo .......................... 79(80)

Vinde, Senhor Jesus! (Ap 22,20).

Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos.
Vós, que a José apascentais qual um rebanho!
Vós, que sobre os querubins vos assentais,
aparecei cheio de glória e esplendor
ante Efraim e Benjamim e Manassés!
Despertai vosso poder, ó nosso Deus,
e vinde logo nos trazer a salvação!

Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo,
e sobre nós iluminai a vossa face!
Se voltardes para nós, seremos salvos!

Até quando, ó Senhor, vos irritais,
apesar da oração do vosso povo?
Vós nos destes a comer o pão das lágrimas,
e a beber destes um pranto copioso.
Para os vizinhos somos causa de contenda,
de zombaria para os nossos inimigos.

Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo,
e sobre nós iluminai a vossa face!
Se voltardes para nós, seremos salvos!

Arrancastes do Egito esta videira,
e expulsastes as nações para plantá-la;
diante dela preparastes o terreno,
lançou raízes e encheu a terra inteira.

Os montes recobriu com sua sombra,
e os cedros do Senhor com os seus ramos;
até o mar se estenderam seus sarmentos,
até o rio os seus rebentos se espalharam.

Por que razão vós destruístes sua cerca,
para que todos os passantes a vindimem,
o javali da mata virgem a devaste,
e os animais do descampado nela pastem?

Voltai-vos para nós, Deus do universo!
Olhai dos altos céus e observai.
Visitai a vossa vinha e protegei-a!

Foi a vossa mão direita que a plantou;
protegei-a, e ao rebento que firmastes!
E aqueles que a cortaram e a queimaram,
vão perecer ante o furor de vossa face.

Pousai a mão por sobre o vosso Protegido,
o filho do homem que escolhestes para vós!
E nunca mais vos deixaremos Senhor Deus!
Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome!

Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo,
e sobre nós iluminai a vossa face!
Se voltardes para nós, seremos salvos!

Glória ao Pai...

Leitura breve ....................... ........... Rm 14,17-19
O Reino de Deus não é comida nem bebida, mas é justiça e paz e alegria no Espírito Santo. É servindo a Cristo, dessa maneira, que seremos agradáveis a Deus e teremos a aprovação dos homens. Portanto, busquemos tenazmente tudo o que contribui para a paz e a edificação de uns pelos outros.

Penso em vós no meu leito, de noite, nas vigílias, suspiro por vós.
Para mim fostes sempre um socorro!

BENEDICTUS
Eu te louvo e bendigo, meu Pai, dos céus e da terra Senhor,
Porque revelaste aos pequenos os mistérios ocultos do Reino!

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Deus, nosso Pai, que protege os seus filhos e filhas e não despreza as suas súplicas; e peçamos-lhe humildemente:

R. Iluminai, ó Senhor, nossos caminhos!

Nós vos damos graças, Senhor, porque nos iluminastes por meio de vosso Filho Jesus Cristo;
– concedei-nos a sua luz ao longo de todo este dia. R.

Que a vossa Sabedoria hoje nos conduza,
– para que andemos sempre pelos caminhos de uma vida nova. R.

Ajudai-nos a suportar com paciência as dificuldades por amor de vós,
– a fim de vos servirmos cada vez melhor na generosidade de coração. R.

Dirigi e santificai nossos pensamentos, palavras e ações deste dia,
– e dai-nos um espírito dócil às vossas inspirações. R.

(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, que em São Benedito, o Negro, manifestais as vossas maravilhas, chamando à vossa Igreja homens de todos os povos, raças e nações, concedei por sua intercessão, que todos, feitos vossos filhos e filhas pelo batismo, convivam como verdadeiros irmãos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

O Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois...
Se não for orientada pela caridade, isto é, se não brotar de um profundo ato de amor divino, a missão corre o risco de se reduzir a uma mera atividade filantrópica e social. Com efeito, o amor que Deus nutre por cada pessoa constitui o coração da experiência e do anúncio do Evangelho e, por sua vez, quantos o acolhem tornam-se suas testemunhas. O amor de Deus, que dá vida ao mundo, é o amor que nos foi concedido em Jesus, Palavra de salvação, ícone perfeito da misericórdia do Pai celeste. Então, a mensagem salvífica poderia ser oportunamente resumida com as palavras do Evangelista João: "E o amor de Deus manifestou-se desta forma no meio de nós: Deus enviou ao mundo o seu Filho unigénito para que, por Ele, tivéssemos a vida" (1 Jo 4,9). O mandamento de difundir o anúncio deste amor foi confiado por Jesus aos Apóstolos depois da sua ressurreição, e os Apóstolos, interiormente transformados no dia do Pentecostes pelo poder do Espírito Santo, começaram a dar testemunho do Senhor morto e ressuscitado. A partir de então, a Igreja continua esta mesma missão, que constitui para todos os fiéis um compromisso irrenunciável e permanente. Por conseguinte, cada comunidade cristã é chamada a fazer conhecer Deus, que é Amor. [...] Com efeito, servir o Evangelho não deve se considerar como uma aventura solitária, mas um compromisso compartilhado por todas as comunidades. Ao lado daqueles que se encontram na linha de vanguarda nas fronteiras da evangelização e aqui penso com reconhecimento nos missionários e nas missionárias muitos outros, crianças, jovens e adultos, com a sua oração e a sua cooperação, contribuem de várias maneiras para a propagação do Reino de Deus na terra.
Papa emérito Bento XVI
Papa de 2005 a 2013.
Mensagem para a Jornada Missionária Mundial, 2006

Oração da tarde

Senhor, clamo por vós durante o dia;
à noite sobe a vós o meu clamor.
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó Deus, autor da luz
da aurora matutina,
mostrai-nos vossa glória,
que o dia já declina.

A tarde traz o ocaso,
o sol já vai morrendo,
e deixa o mundo às trevas,
às leis obedecendo.

Aos servos que vos louvam,
cansados do labor,
as trevas não envolvam,
pedimos, ó Senhor.

Assim, durante a noite,
guardados pela graça,
na luz da vossa luz,
a treva se desfaça.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, Jesus, também.
A vós e ao Santo Espírito
louvor eterno. Amém.

Salmo ..................... 71(72)

Abriram seus cofres e ofereceram-lhe presentes: ouro, incenso e mira (Mt 2,11).

Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus,
vossa justiça ao descendente da realeza!
Com justiça ele governe o vosso povo,
com equidade ele julgue os vossos pobres.

Das montanhas venha a paz a todo o povo,
e desça das colinas a justiça!
Este Rei defenderá os que são pobres,
os filhos dos humildes salvará,
e por terra abaterá os opressores!

Tanto tempo quanto o sol há de viver,
quanto a lua através das gerações!
Virá do alto, como o orvalho sobre a relva,
como a chuva que irriga toda a terra.

Nos seus dias a justiça florirá
e grande paz, até que a lua perca o brilho!
De mar a mar estenderá o seu domínio,
e desde o rio até os confins de toda a terra!

Seus inimigos vão curvar-se diante dele,
vão lamber o pó da terra os seus rivais.
Os reis de Társis e das ilhas hão de vir
e oferecer-lhes seus presentes e seus dons;

e também os reis de Seba e de Sabá
hão de trazer-lhe oferendas e tributos.
Os reis de toda a terra hão de adorá-lo,
e todas as nações hão de servi-lo.

Glória ao Pai...

Leitura 1Pd 1,22-23
Pela obediência à verdade, purificastes as vossas almas, para praticar um amor fraterno sem fingimento. Amai-vos, pois, uns aos outros, de coração e com ardor. Nascestes de novo, não de uma semente corruptível, mas incorruptível, mediante a palavra de Deus, viva e permanente.

O Senhor é o meu Pastor: Não me falta coisa alguma.
Pelos prados me conduz.

MAGNIFICAT
Servo bom e fiel, vem entrar na alegria
De Jesus, teu Senhor!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Elevemos os corações cheios de gratidão a nosso Senhor e Salvador, que abençoa o seu povo com toda sorte de bênçãos espirituais; e peçamos com fé:

R. Abençoai, Senhor, o vosso povo!

Deus de misericórdia, protegei o Santo Padre, o Papa Francisco, e o nosso Bispo N.,
– e fortalecei-os para que guiem fielmente a vossa Igreja. R.

Protegei, Senhor, o nosso país,
– e afastai para longe dele todos os males. R.

Multiplicai, como rebentos de oliveira ao redor de vossa mesa, os filhos que querem se consagrar ao serviço do vosso reino,
– a fim de vos seguirem mais de perto na castidade, pobreza e obediência. R.

Conservai o propósito de vossas filhas que vos consagraram sua virgindade,
– para que sigam a vós, Cordeiro divino, aonde quer que vades. R.

(Intenções livres)

Que os nossos irmãos e irmãs falecidos descansem na vossa eterna paz,
– e confirmai a sua união conosco por meio da comunhão de bens espirituais. R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. Mateus 13,24-30.
Naquele tempo, Jesus disse às multidões mais esta parábola: «O reino dos Céus pode comparar-se a um homem que semeou boa semente no seu campo.
Enquanto todos dormiam, veio o inimigo, semeou joio no meio do trigo e foi-se embora.
Quando o trigo cresceu e começou a espigar, apareceu também o joio.
Os servos do dono da casa foram dizer-lhe: ‘Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde vem então o joio?’.
Ele respondeu-lhes: ‘Foi um inimigo que fez isso’. Disseram-lhe os servos: ‘Queres que vamos arrancar o joio?’.
‘Não! – disse ele – não suceda que, ao arrancardes o joio, arranqueis também o trigo.
Deixai-os crescer ambos até à ceifa e, na altura da ceifa, direi aos ceifeiros: Apanhai primeiro o joio e atai-o em molhos para queimar; e ao trigo, recolhei-o no meu celeiro’».

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement