Aleteia
La fête du jour

Quinta-feira, 29 de junho
Santos Pedro e Paulo

Apóstolos

Para propiciar uma melhor participa√ß√£o dos fi√©is √† celebra√ß√£o dessa grande festa, a Igreja no Brasil transfere a comemora√ß√£o da mem√≥ria desses grandes ap√≥stolos para o domingo subsequente. Os dois ap√≥stolos s√£o personagens muito diferentes entre si, mas anunciaram com a mesma intrepidez o Cristo Senhor. S√£o Pedro, nascido na Galileia em data desconhecida √© o ap√≥stolo por excel√™ncia. Figura extremamente humana, √© descrito nos evangelhos como um homem impulsivo e, ao mesmo tempo, generoso. Cristo o escolheu como chefe do col√©gio apost√≥lico, com a miss√£o de confirmar na f√© seus irm√£os. Por volta do ano 60, a tradi√ß√£o o coloca em viagem para Roma, onde conhecer√° o mart√≠rio juntamente com v√°rios outros membros da comunidade crist√£ sob a persegui√ß√£o do imperador de Nero ocorrida aproximadamente entre os anos 64 ou 67. Famoso √© o epis√≥dio lend√°rio do Quo vadis: ao explodir a persegui√ß√£o em Roma, Pedro teria tentado abandonar a cidade. No caminho da fuga, Pedro teria tido uma vis√£o do Senhor que, ao contr√°rio de Pedro, rumava para Roma. Diante da pergunta: ‚ÄúPara onde vais, Senhor?‚ÄĚ Cristo teria respondido que iria morrer nos seus irm√£os perseguidos na cidade de Roma... Imediatamente Pedro compreende que deve retornar e a√≠ encontrar√° o mart√≠rio, sempre segundo a tradi√ß√£o, por meio da crucifica√ß√£o com a cabe√ßa virada para baixo. Paulo, fariseu, disc√≠pulo de Gamaliel, e que encontrara o Messias esperado pelos judeus em Jesus, ap√≥s v√°rias viagens mission√°rias, persegui√ß√Ķes e sofrimentos, √© preso numa visita que fez ao Templo de Jerusal√©m para cumprir alguns votos. Sendo cidad√£o romano, apela para ser julgado em Roma. Ap√≥s uma longa viagem, permanece na cidade por um per√≠odo aguardando julgamento. A tradi√ß√£o diz que, ao final do processo ele foi condenado e, seguindo o uso romano, foi decapitado na localidade romana de Tre Fontane e seu corpo levado para as proximidades da via ostiense, fora dos muros da cidade, onde hoje se ergue a Bas√≠lica de S√£o Paulo extra-muros. A mem√≥ria do dia 29 relativa aos dois ap√≥stolos e m√°rtires talvez fa√ßa alus√£o a uma transfer√™ncia das rel√≠quias dos corpos desses m√°rtires que a igreja antiga romana teria feito como medida de prote√ß√£o aos preciosos despojos.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Entrai diante do Senhor cantando jubilosos!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
Como era no princípio, agora e sempre.
Amém.
Hino
J√° o dia nasceu novamente.
Supliquemos, orando, ao Senhor
que nos guarde do mal neste dia
e por atos vivamos o amor.

Ponha freios à língua e a modere,
da discórdia evitando a paixão;
que nos vele o olhar e o defenda
da vaidade e de toda a ilus√£o.

Sejam puros os seres no íntimo,
dominando os instintos do mal.
Evitemos do orgulho o veneno,
moderando o impulso carnal.

Para que, no final deste dia,
quando a noite, em seu curso, voltar,
abstinentes e puros, possamos
sua glória e louvores cantar.

Glória ao Pai, ao seu Unigênito
e ao Espírito Santo também.
Suba aos Três o louvor do universo
hoje e sempre, nos séculos. Amém.
Salmo 146(147A)
A vós, ó Deus, louvamos, a vós, Senhor, cantamos.
= Louvai o Senhor Deus, porque ele é bom,
cantai ao nosso Deus, porque é suave:
ele é digno de louvor, ele o merece!

‚Äď O Senhor reconstruiu Jerusal√©m,
e os dispersos de Israel juntou de novo;
‚Äď ele conforta os cora√ß√Ķes despeda√ßados,
ele enfaixa suas feridas e as cura;
‚Äď fixa o n√ļmero de todas as estrelas
e chama a cada uma por seu nome.

‚Äď √Č grande e onipotente o nosso Deus,
seu saber n√£o tem medida nem limites.
‚Äď O Senhor Deus √© o amparo dos humildes,
mas dobra até o chão os que são ímpios.
‚Äď Entoai, cantai a Deus a√ß√£o de gra√ßas,
tocai para o Senhor em vossas harpas!

‚Äď Ele reveste todo o c√©u com densas nuvens,
e a chuva para a terra ele prepara;
‚Äď faz crescer a verde relva sobre os montes
e as plantas que s√£o √ļteis para o homem;
‚Äď ele d√° aos animais seu alimento,
e ao corvo e a seus filhotes que o invocam.

‚Äď N√£o √© a for√ßa do cavalo que lhe agrada,
nem se deleita com os m√ļsculos do homem,
‚Äď mas agradam ao Senhor os que o respeitam,
os que confiam, esperando em seu amor!

Glória ao Pai...

Leitura breve Rm 8,18-21

Eu entendo que os sofrimentos do tempo presente nem merecem ser comparados com a glória que deve ser revelada em nós. De fato, toda a criação está esperando ansiosamente o momento de se revelarem os filhos de Deus. Pois a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua livre vontade, mas por sua dependência daquele que a sujeitou; também ela espera ser libertada da escravidão da corrupção e, assim, participar da liberdade e da glória dos filhos de Deus.

Penso em vós no meu leito, de noite, nas vigílias, suspiro por vós. Para mim fostes sempre um socorro!
BENEDICTUS
Anunciai ao vosso povo a salvação, e perdoai-nos, ó Senhor, nossos pecados!

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da m√£o de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança
e o juramento a Abra√£o, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que est√° na remiss√£o de seus pecados;

pela bondade e compaix√£o de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte est√£o sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Deus, vida e salvação do seu povo; e o invoquemos, dizendo:

R. Senhor, vós sois a nossa vida!

Bendito sejais, Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que na vossa misericórdia nos fizestes renascer para uma viva esperança,
‚Äď mediante a ressurrei√ß√£o de Jesus Cristo dentre os mortos. R.

Vós, que em Cristo renovastes o homem, criado à vossa imagem,
‚Äď tornai-nos semelhantes √† imagem do vosso Filho. R.

Derramai em nossos cora√ß√Ķes, feridos pelo √≥dio e pela inveja,
‚Äď a caridade do Esp√≠rito Santo. R.

Dai trabalho aos desempregados, alimento aos famintos, alegria aos tristes,
‚Äď e a toda a humanidade gra√ßa e salva√ß√£o. R.

(Inten√ß√Ķes livres)
Pai nosso ...

Oração
Concedei-nos, ó Senhor, conhecer profundamente o mistério da salvação, para que, sem temor e livres dos inimigos, vos sirvamos na justiça e santidade, todos os dias da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

Pelos seus frutos vós os conhecereis

Com efeito, é sobre Cristo que se edifica a Igreja e a existência de todo cristão: sobre Cristo, pedra angular, o mesmo ontem, hoje e sempre, que está conosco até o fim dos tempos. Quando se vive por meio de Cristo, em Cristo e em vista de Cristo, é que se está estável sobre essa rocha. Viver por meio de Cristo, é contar com o dinamismo da sua graça; viver em Cristo, é buscar ter seus mesmos sentimentos, obedecendo incondicionalmente ao Pai e amando generosamente o próximo; viver em vista de Cristo, é se empenhar na edificação do Reino de Deus no mundo. Esta é a vossa vocação, caros irmãos e irmãs, este é vosso empenho, se quereis que a casa da vossa Nação persevere firme entre as vicissitudes da história. [...] A sólida rocha, sobre a qual é possível construir firmemente, é Cristo Senhor, caminho, verdade e vida. [...] O nome da paz é justiça, solidariedade e amor. A Nação poderá esperar num futuro melhor somente se os seus cidadãos saberão assumir as próprias responsabilidades num esforço conjunto, que tenha como objetivo o bem comum.

S√£o Jo√£o Paulo II
264¬ļ Papa da Igreja Cat√≥lica (1978-2005).

Senhor, a vós clamo, escutai-me; inclinai vossos ouvidos à minha voz!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,

como era no princípio, agora e sempre.

Amém.

 

Hino

√ď Deus, autor da luz¬†
da aurora matutina, 
mostrai-nos vossa glória, 
que o dia já declina. 

A tarde traz o ocaso, 
o sol já vai morrendo, 
e deixa o mundo às trevas, 
às leis obedecendo. 

Aos servos que vos louvam, 
cansados do labor, 
as trevas não envolvam, 
pedimos, ó Senhor. 

Assim, durante a noite, 
guardados pela graça, 
na luz da vossa luz, 
a treva se desfaça. 

Ouvi-nos, Pai bondoso, 
e vós, Jesus, também. 
A vós e ao Santo Espírito 
louvor eterno. Amém. 

Salmo 143(144)

 

As suas m√£os foram treinadas para a luta, quando venceu o mundo conforme disse: eu venci o mundo (Sto. Hil√°rio).

 

= Bendito seja o Senhor, meu rochedo,

que adestrou minhas m√£os para a luta,

e os meus dedos treinou para a guerra!

 

‚Äď Ele √© meu amor, meu ref√ļgio,

libertador, fortaleza e abrigo;

‚Äď √© meu escudo: √© nele que espero,

ele submete as na√ß√Ķes a meus p√©s.

 

= Que é o homem, Senhor, para vós?

Por que dele cuidais tanto assim,

e no filho do homem pensais?

‚Äď Como o sopro de vento √© o homem,

os seus dias s√£o sombra que passa.

 

‚Äď Inclinai vossos c√©us e descei,

tocai os montes, que eles fumeguem.

‚Äď Fulminai o inimigo com raios,

lançai flechas, Senhor, dispersai-o!

 

= L√° do alto estendei vossa m√£o,

retirai-me do abismo das √°guas,

e salvai-me da m√£o dos estranhos;

‚Äď sua boca s√≥ tem falsidade,

sua mão jura falso e engana. 

 

Glória ao Pai...

 

Leitura breve Cf. Cl 1,23

Permanecei inabaláveis e firmes na fé, sem vos afastardes da esperança que vos dá o 
evangelho, que ouvistes, que foi anunciado a toda criatura debaixo do céu. 

O Senhor é o meu Pastor: não me falta coisa alguma!

 

MAGNIFICAT

O Senhor saciou com os seus bens os famintos e sedentos de justiça.

 

A minha alma engrandece ao Senhor

e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;

pois ele viu a pequenez de sua serva,

desde agora as gera√ß√Ķes h√£o de chamar-me de bendita.¬†

O Poderoso fez por mim maravilhas

e Santo é o seu nome! 
Seu amor, de geração em geração,

chega a todos que o respeitam; 

demonstrou o poder de seu braço,

dispersou os orgulhosos;

derrubou os poderosos de seus tronos

e os humildes exaltou;

 

De bens saciou os famintos,

e despediu, sem nada, os ricos.

Acolheu Israel, seu servidor,

fiel ao seu amor,

 

como havia prometido aos nossos pais,

em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. 


Glória ao Pai...

 

Preces

Oremos a Cristo, luz dos povos e alegria de todo ser vivente; e digamos com fé:

R. Senhor, dai-nos luz, paz e salvação!


Luz sem ocaso e Palavra eterna do Pai, que viestes para salvar a humanidade inteira,

‚Ästiluminai os catec√ļmenos da Igreja com a luz da vossa verdade.¬†R.


Desviai, Senhor, o vosso olhar dos nossos pecados,

‚Ästporque em v√≥s se encontra o perd√£o. R.


Vós quereis que os seres humanos, com a sua inteligência, investiguem os segredos da natureza;

‚Ästfazei que as ci√™ncias e as artes contribuam para a vossa gl√≥ria e o bem-estar de todas as pessoas.¬†R.


Protegei aqueles que se dedicam no mundo ao serviço de seus irmãos e irmãs,

‚Ästpara que possam realizar o seu ideal com liberdade e sem atropelos.¬†R.


(Inten√ß√Ķes livres)


Senhor, que tendes as chaves da morte e da vida,

‚Ästfazei entrar na vossa luz os nossos irm√£os e irm√£s que adormeceram na esperan√ßa da ressurrei√ß√£o.¬†R.

 

Pai nosso...

 

ANT√ćFONA MARIANA

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.

A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.

Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.

Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

 

 

 

SEJAM SANTOS!

Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. Mateus 16,13-19.
Naquele tempo, Jesus foi para os lados de Cesareia de Filipe e perguntou aos seus disc√≠pulos: ¬ęQuem dizem os homens que √© o Filho do homem?¬Ľ.
Eles responderam: ¬ęUns dizem que √© Jo√£o Baptista, outros que √© Elias, outros que √© Jeremias ou algum dos profetas¬Ľ.
Jesus perguntou: ¬ęE v√≥s, quem dizeis que Eu sou?¬Ľ.
Ent√£o, Sim√£o Pedro tomou a palavra e disse: ¬ęTu √©s o Messias, o Filho de Deus vivo¬Ľ.
Jesus respondeu-lhe: ¬ęFeliz de ti, Sim√£o, filho de Jonas, porque n√£o foram a carne e o sangue que to revelaram, mas sim meu Pai que est√° nos C√©us.
Também Eu te digo: Tu és Pedro; sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
Dar-te-ei as chaves do reino dos C√©us: tudo o que ligares na terra ser√° ligado nos C√©us, e tudo o que desligares na terra ser√° desligado nos C√©us¬Ľ.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement