Aleteia
La fête du jour

Quinta-feira, 27 de julho
São Clemente de Ocrida

Missionário e arcebispo (†916)

São poucas as evidências sobre a sua vida, mas, de acordo com a hagiografia escrita por Teofilacto de Ocrida, Clemente nasceu na região sudoeste do Império Búlgaro, conhecida na época como Cutmichevitsa.

Participou da famosa missão de Cirilo e Metódio, na Grande Morávia. Depois da morte de Cirilo, Clemente acompanhou Metódio em sua viagem de Roma à Panônia e à Grande Morávia. Depois da morte de Metódio, em 885, Clemente assumiu a frente do conflito contra o clero germânico na região, juntamente com Gorazd. Depois de algum tempo preso, foi expulso da Grande Morávia e, em 885 ou 886, alcançou a fronteira búlgara juntamente com Naum de Preslav, Angelário e, possivelmente, Gorazd (que, segundo algumas fontes, já estava morto na época). Depois disso, os quatro foram enviados para a capital, Plisca, onde foram contratados por Bóris I da Bulgária para instruir o futuro clero do estado na língua eslavônica.

Depois da adoção do cristianismo, em 865, as cerimônias religiosas na Bulgária passaram a ser conduzidas em grego pelo clero enviado pelo Império Bizantino. Temendo a crescente influência bizantina enfraquecendo seu novo estado, Bóris esperava que a adoção do antigo eslavônico como uma forma de preservar a independência política e a estabilidade da Bulgária. Com este objetivo, Bóris patrocinou a criação de duas academias literárias onde a teologia pudesse ser ensinada em eslavônico. A primeira delas foi fundada na capital, Plisca, e a segunda, na região de Cutmichevitsa.

Enquanto Naum de Preslav ficou na capital trabalhando na fundação da Escola Literária de Plisca (posteriormente, Preslav), Clemente foi encarregado por Bóris de organizar a criação da escola em Kutmichevitza. Por um período de sete anos (entre 886 e 893), Clemente ensinou por volta de 3.500 discípulos na língua eslavônica utilizando o alfabeto glagolítico. Foi um dos mais prolíficos e importantes escritores do antigo eslavônico eclesiástico. Acredita-se que ele seja o autor da "Hagiografia Panônia de São Cirilo e São Metódio". Ele também traduziu a "Tríade da Flor", contendo canções litúrgicas da Páscoa até Pentecostes e acredita-se que ele tenha sido também o autor do "Serviço Sagrado" e da "Vida de São Clemente de Roma", além do mais antigo serviço dedicado a Cirilo e Metódio. A invenção do alfabeto cirílico é geralmente atribuída a ele também, embora ele tenha sido desenvolvido provavelmente na Escola Literária de Preslav no início do século X.

Em 893, foi consagrado arcebispo de Drembica (Velika).

Depois de sua morte, em 916, foi enterrado em seu mosteiro, São Pantaleão, em Ocrida.

A primeira universidade búlgara moderna, a Universidade de Sófia, foi batizada em homenagem a Clemente em 1888.

Em novembro de 2008, a Igreja Ortodoxa Macedônica doou parte das relíquias de Clemente para a Igreja Ortodoxa Búlgara como sinal de boa-fé.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Demos graças a Deus Pai
Porque eterno é seu Amor!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém

Hino
Já o dia nasceu novamente.
Supliquemos, orando, ao Senhor
que nos guarde do mal neste dia
e por atos vivamos o amor.

Ponha freios à língua e a modere,
da discórdia evitando a paixão;
que nos vele o olhar e o defenda
da vaidade e de toda a ilusão.

Sejam puros os seres no íntimo,
dominando os instintos do mal.
Evitemos do orgulho o veneno,
moderando o impulso carnal.

Para que, no final deste dia,
quando a noite, em seu curso, voltar,
abstinentes e puros, possamos
sua glória e louvores cantar.

Glória ao Pai, ao seu Unigênito
e ao Espírito Santo também.
Suba aos Três o louvor do universo
hoje e sempre, nos séculos. Amém.

Salmo 146(147A)
A vós, ó Deus, louvamos, a vós, Senhor, cantamos.

Louvai o Senhor Deus, porque ele é bom,
cantai ao nosso Deus, porque é suave:
ele é digno de louvor, ele o merece!
O Senhor reconstruiu Jerusalém,
e os dispersos de Israel juntou de novo;

ele conforta os corações despedaçados,
ele enfaixa suas feridas e as cura;
fixa o número de todas as estrelas
e chama a cada uma por seu nome.

É grande e onipotente o nosso Deus,
seu saber não tem medida nem limites.
O Senhor Deus é o amparo dos humildes,
mas dobra até o chão os que são ímpios.

Entoai, cantai a Deus ação de graças,
tocai para o Senhor em vossas harpas!
Ele reveste todo o céu com densas nuvens,
e a chuva para a terra ele prepara;

faz crescer a verde relva sobre os montes
e as plantas que são úteis para o homem;
ele dá aos animais seu alimento,
e ao corvo e a seus filhotes que o invocam.

Não é a força do cavalo que lhe agrada,
nem se deleita com os músculos do homem,
mas agradam ao Senhor os que o respeitam,
os que confiam, esperando em seu amor!

Glória ao Pai...

Leitura breve Rm 8,18-21
Eu entendo que os sofrimentos do tempo presente nem merecem ser comparados com a glória que deve ser revelada em nós. De fato, toda a criação está esperando ansiosamente o momento de se revelarem os filhos de Deus. Pois a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua livre vontade, mas por sua dependência daquele que a sujeitou; também ela espera ser libertada da escravidão da corrupção e, assim, participar da liberdade e da glória dos filhos de Deus.

Penso em vós no meu leito, de noite, nas vigílias, suspiro por vós.
Para mim fostes sempre um socorro!

BENEDICTUS
Anunciai ao vosso povo a salvação e perdoai-nos, ó Senhor, nossos pecados!

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar os quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Bendigamos a Deus, vida e salvação do seu povo; e o invoquemos, dizendo:

R. Senhor, vós sois a nossa vida!

Bendito sejais, Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que na vossa misericórdia nos fizestes renascer para uma viva esperança,
– mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos. R.

Vós, que em Cristo renovastes o homem, criado à vossa imagem,
– tornai-nos semelhantes à imagem do vosso Filho. R.

Derramai em nossos corações, feridos pelo ódio e pela inveja,
– a caridade do Espírito Santo. R.

Dai trabalho aos desempregados, alimento aos famintos, alegria aos tristes,
– e a toda a humanidade graça e salvação. R.
(Intenções livres)

Pai nosso ...

Oração
Concedei-nos, ó Senhor, conhecer profundamente o mistério da salvação, para que, sem temor e livres dos inimigos, vos sirvamos na justiça e santidade, todos os dias da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

A luz de tua face foi marcada sobre nós

Por que voltas o rosto? Julgamos que Deus vira o rosto, quando estamos em qualquer aflição, de modo que as trevas se espalham sobre nossos afetos e, assim impedidos, não conseguimos encher os olhos com o fulgor da verdade. De fato, se Deus olhar para nosso espírito e se dignar visitar nossa mente, podemos estar certos de que coisa alguma nos envolverá de escuridão. Na verdade, se o rosto do homem brilha mais do que todas as partes do corpo e, fitando-o, ficamos conhecendo alguém antes desconhecido ou reconhecemos o já conhecido, que não se furta a nosso olhar, quanto mais o rosto de Deus iluminará a quem olha!
Também nisto, como em tantas outras coisas, o Apóstolo, verdadeiro intérprete de Cristo, é muito claro para iluminar nossas mentes com melhor palavra e sentido. Assim diz: Porque Deus, que ordenou à luz resplandecer nas trevas, refulgiu em nossos corações para o esclarecimento da ciência da glória do Senhor na face do Cristo Jesus.
Sabemos, pois, onde Cristo em nós refulge. É o fulgor eterno das mentes, que o Pai enviou à terra para que em seu rosto resplandecente possamos contemplar as realidades eternas e celestes, nós que éramos antes presa da escuridão terena.
Por que falo de Cristo, quando até o apóstolo Pedro disse ao paralítico de nascimento: “Olha para nós!”. Olhou para Pedro e foi iluminado com a graça da fé; ele não teria recuperado a saúde se não fosse fiel em acreditar.
Tamanha glória já enchia os apóstolos, mas Zaqueu, tendo ouvido dizer que o Senhor Jesus passaria, subiu numa árvore, pois era pequeno e não podia vê-lo no meio da multidão. Viu Cristo e encontrou a luz. Aquele que tirava dos outros, e dá do que é seu, viu, portanto.
Por que voltas o rosto? – quer dizer: mesmo que afastes, ó Senhor, teu rosto de nós, foi marcada em nós a luz de tua face, Senhor. Guardamos tal luz em nossos corações e no íntimo da alma ela refulge. Na verdade, ninguém pode subsistir se tu desviares o teu rosto.

Santo Ambrósio (337- 397)
Bispo de Milão
Comentários sobre os Salmos Ps 43,89-90:CSEL 64,324-326

Oração da tarde

Que minha oração, como o incenso, chegue até Vós.
Que a Vossa Palavra habite em nós!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Ó Deus, autor da luz
da aurora matutina,
mostrai-nos vossa glória,
que o dia já declina.

A tarde traz o ocaso,
o sol já vai morrendo,
e deixa o mundo às trevas,
às leis obedecendo.

Aos servos que vos louvam,
cansados do labor,
as trevas não envolvam,
pedimos, ó Senhor.

Assim, durante a noite,
guardados pela graça,
na luz da vossa luz,
a treva se desfaça.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, Jesus, também.
A vós e ao Santo Espírito
louvor eterno. Amém.
Cântico Ap 11,17-18; 12,10b-12a
Chegou agora a salvação e o poder e a realeza do Senhor e nosso Deus!

Graças vos damos, Senhor Deus onipotente,
a Vós que sois, a Vós que éreis e sereis,
porque assumistes o poder que vos pertence,
e enfim tomastes posse como rei!

As nações se enfureceram revoltadas,
mas chegou a vossa ira contra elas
e o tempo de julgar vivos e mortos,
e de dar a recompensa aos vossos servos,
aos profetas e aos que temem vosso nome,
aos santos, aos pequenos e aos grandes.

Chegou agora a salvação e o poder
e a realeza do Senhor e nosso Deus,
e o domínio de seu Cristo, seu Ungido.
Pois foi expulso o delator que acusava
nossos irmãos, dia e noite, junto a Deus.

Mas o venceram pelo sangue do Cordeiro
e o testemunho que eles deram da Palavra,
pois desprezaram sua vida até à morte.
Por isso, ó céus, cantai alegres e exultai
e vós todos os que neles habitais!

Glória ao Pai...

Leitura breve Cl 1,23
Permanecei inabaláveis e firmes na fé, sem vos afastardes da esperança que vos dá o evangelho, que ouvistes, que foi anunciado a toda criatura debaixo do céu.

O Senhor é o meu Pastor: Não me falta coisa alguma.
O Senhor pelos prados me conduz.

MAGNIFICAT
O Senhor saciou com os seus bens os famintos e sedentos de justiça.

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Oremos a Cristo, luz dos povos e alegria de todo ser vivente; e digamos com fé:

R. Senhor, dai-nos luz, paz e salvação!

Luz sem ocaso e Palavra eterna do Pai, que viestes para salvar a humanidade inteira,
– iluminai os catecúmenos da Igreja com a luz da vossa verdade. R.

Desviai, Senhor, o vosso olhar dos nossos pecados,
– porque em vós se encontra o perdão. R.

Vós quereis que os seres humanos, com a sua inteligência, investiguem os segredos da natureza;
– fazei que as ciências e as artes contribuam para a vossa glória e o bem-estar de todas as pessoas. R.

Protegei aqueles que se dedicam no mundo ao serviço de seus irmãos e irmãs,
– para que possam realizar o seu ideal com liberdade e sem atropelos. R.

Senhor, que tendes as chaves da morte e da vida,
– fazei entrar na vossa luz os nossos irmãos e irmãs que adormeceram na esperança da ressurreição. R.
(Intenções livres)

Pai nosso ...

Evangelho do dia

Evangelho segundo S. Mateus 13,10-17.
Naquele tempo, os discípulos aproximaram-se de Jesus e disseram-Lhe: «Porque lhes falas em parábolas?».
Jesus respondeu: «Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos Céus, mas a eles não.
Pois àquele que tem dar-se-á e terá em abundância; mas àquele que não tem, até o pouco que tem lhe será tirado.
É por isso que lhes falo em parábolas, porque veem sem ver e ouvem sem ouvir nem entender.
Neles se cumpre a profecia de Isaías que diz: ‘Ouvindo ouvireis, mas sem compreender; olhando olhareis, mas sem ver.
Porque o coração deste povo tornou-se duro: endureceram os seus ouvidos e fecharam os seus olhos, para não acontecer que, vendo com os olhos e ouvindo com os ouvidos e compreendendo com o coração, se convertam e Eu os cure’.
Quanto a vós, felizes os vossos olhos porque veem e os vossos ouvidos porque ouvem!
Em verdade vos digo: muitos profetas e justos desejaram ver o que vós vedes e não viram e ouvir o que vós ouvis e não ouviram.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement