Aleteia
La fête du jour

Quinta-feira, 10 de agosto
São Lourenço

Diácono e mártir (†258)

É possível que Lourenço, ainda muito jovem tenha visto as grandiosas festas feitas entre os anos 237 e 238 para a comemoração dos mil anos da cidade de Roma. Apesar do brilho das comemorações, o império romano se encontrava em crise. Há uma sucessão de imperadores e há a ameaça do império persa e dos povos germânicos. O imperador Valeriano, que subiu ao trono em 253, começa uma campanha militar contra os inimigos. Para isso trabalha visando a unidade do império, e vê nos cristãos um elemento desagregador. Por isso, no ano 257 ordena uma severa perseguição contra a comunidade cristã; as lideranças (bispos, padres e diáconos) devem ser mortas, caso sejam colhidas em algum culto cristão. É nesse contexto que encontramos Lourenço: pouco sabemos de sua vida. As fontes antigas o descrevem como sendo o arcediago do papa Sisto II; dele se diz ainda que assiste o papa durante as celebrações, que distribui a eucaristia e administra as ofertas feitas à Igreja. Segundo essas fontes, na perseguição ordenada pelo imperador Valério, o papa Sisto II e outros diáconos são presos enquanto estavam numa catacumba ensinando a um grupo de cristãos. São Lourenço não estava nesse momento, e por isso não é preso; no entanto, ele chega logo em seguida e, tem ainda tempo de se despedir de seu bispo, que está se encaminhando para o suplício. Uma das autoridades percebendo-o ali, exige que ele entregue todos “os tesouros da Igreja”. São Lourenço pede-lhe apenas um pouco de tempo: enquanto administrador das ofertas, corre para distribuir entre os pobres que costumeiramente atendia, todas as ofertas que tinha consigo. Voltando até o prefeito romano, chega com uma multidão de mendigos, doentes, marginalizados e diz à autoridade: “Eis aqui os tesouros da Igreja”. Um antigo relato de sua “paixão”, narrada por Santo Ambrósio, diz que ele foi condenado à terrível morte de ser queimado vivo, assado sobre uma grade – o mais provável é que ele deva ter sido decapitado como os demais. Em todo caso, seu testemunho foi muito tocante para toda a comunidade cristã, que se encarregou de depositar o corpo de seu mártir num túmulo localizado às margens de uma importante estrada de Roma. Pouco tempo depois, o imperador cristão Constantino, mandará erigir uma basílica sobre esse local de sepultura, que será aumentada e embelezada ao longo dos séculos. Infelizmente, no século XX, após o bombardeio americano sobre a cidade de Roma, durante a IIa Guerra Mundial (19 de julho de 1943), a basílica de São Lourenço sofreu vários danos. Apesar disso, um grnade esforço de restauro restabeleceu a beleza dessa igreja que dá testemunho da fé viva dos primeiros cristãos em Roma. Ela pode ser admirada ainda hoje pelos peregrinos que visitam a cidade eterna.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Aclamemos o Senhor, Rei dos mártires!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém
Hino
No mártir São Lourenço
a fé, em luta armada,
venceu feroz batalha,
no sangue seu banhada.

Primeiro dos levitas
que servem no altar,
serviu em grau mais alto,
o mártir modelar.

Lutando com coragem,
não cinge a sua espada,
mas cinge, pela fé,
couraça mais sagrada.

Louvamos teu martírio,
Lourenço, santo irmão,
pedindo que da Igreja
escutes a oração.

Eleito cidadão
do céu, país da luz,
já cinges a coroa
da glória, com Jesus.

Louvor ao Pai e ao Filho,
e ao seu eterno Amor.
Dos Três, por tuas preces,
vejamos o fulgor.
Salmo ................................62(63) 2-9

Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)
Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!
Desde a aurora ansioso vos busco!
A minh'alma tem sede de vós,
minha carne também vos deseja,
como terra sedenta e sem água!

Venho, assim, contemplar-vos no templo,
para ver vossa glória e poder.
Vosso amor vale mais do que a vida:
e por isso meus lábios vos louvam.

Quero, pois, vos louvar pela vida,
e elevar para vós minhas mãos!
A minh'alma será saciada,
como em grande banquete de festa;
cantará a alegria em meus lábios,
ao cantar para vós meu louvor!

Penso em vós no meu leito, de noite,
nas vigílias suspiro por vós!
Para mim fostes sempre um socorro;
de vossas asas à sombra eu exulto!
Minha alma se agarra em vós;
com poder vossa mão me sustenta.

Glória ao Pai...

Leitura breve 2Cor 1,3-5

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda consolação. Ele nos consola em todas as nossas aflições, para que, coma consolação que nós mesmos recebemos de Deus, possamos consolar os que se acham em toda e qualquer aflição. Pois, à medida que os sofrimentos de Cristo crescem para nós, cresce também a nossa consolação por Cristo.

O Senhor é minha força, ele é o meu canto.
E tornou-se para mim, para mim o Salvador.

BENEDICTUS
Meu servo, não temas, contigo estou!
Tu podes passar no meio das chamas:
nem cheiro de fogo em ti ficará.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mão de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abraão, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixão de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estão sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Irmãos, celebremos nosso Salvador, a Testemunha fiel, nos mártires que deram a vida pela palavra de Deus; e digamos:
R. Com vosso sangue nos remistes, Senhor!
Por intercessão de vosso mártir São Lourenço, que abraçou livremente a morte para testemunhar a sua fé,
– dai-nos, Senhor, a verdadeira liberdade de espírito. R.

Por intercessão de vosso mártir São Lourenço, que proclamou a fé, derramando o próprio sangue,
– dai-nos, Senhor, pureza e constância na fé. R.

Por intercessão de vosso mártir São Lourenço que, carregando a cruz, seguiu vossos passos,
– dai-nos, Senhor, suportar com coragem as dificuldades da vida. R.

Por intercessão de vosso mártir São Lourenço, que lavou suas vestes no sangue do Cordeiro,
– dai-nos, Senhor, vencer todas as ciladas da carne e do mundo. R.

(Intenções livres)
Pai nosso...

Oração
Ó Deus, o vosso diácono Lourenço, inflamado de amor por vós, brilhou pela fidelidade no vosso serviço e pela glória do martírio; concedei-nos amar o que ele amou e praticar o que ensinou. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

Se o grão de trigo morre ele produz muito fruto...

Muito oportunamente a liturgia nos faz meditar este texto do Evangelho de João [...]. De fato, onde está Cristo devem encontrar-se também os seus discípulos, que são chamados a segui-lo, a ser solidários com ele no momento do combate, para serem coparticipes da sua vitória. Em que consiste a nossa associação à sua missão, explica-o o próprio Senhor. Falando da sua próxima morte gloriosa, Ele usa uma imagem simples e ao mesmo tempo sugestiva: "Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto" (Jo 12, 24). Compara-se a si mesmo com um "grão de trigo que se desfaz, para produzir muito fruto para todos", segundo uma eficaz expressão de Santo Atanásio; e só mediante a morte, a cruz, Cristo produz muito fruto por todos os séculos. De fato, não era suficiente que o Filho de Deus tivesse encarnado. Para levar a cumprimento o plano divino da salvação universal, era preciso que ele morresse e fosse sepultado: só assim toda a realidade humana teria sido aceita e, mediante a sua morte e ressurreição o triunfo da Vida e do Amor, teria se manifestado; ter-se-ia demonstrado que o amor é mais forte do que a morte.

Papa Bento XVI
Papa emérito da Igreja Católica (2005-2013).

Oração da tarde

Em vós, Senhor, encontramos nosso refúgio!
Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Louvemos a glória
do mártir de Cristo,
que os bens desprezou:
aos nus deu vestidos
e pão aos famintos,
servindo ao Senhor.

Do fogo a tortura
acende a fé pura
no seu coração.
A chama é vencida
por quem fez da vida
total doação.

O coro dos anjos
recebe sua alma
nos átrios dos céus.
De louros cingido,
de Deus ele alcance
perdão para os réus.

Com preces ardentes,
rogamos, ó mártir,
implora o perdão
da culpa dos servos
e firma em fé viva
o seu coração.

Ao Pai honra e glória,
louvor e vitória
ao Filho também,
no Espírito Santo.
Aos Três nosso canto
nos séculos. Amém.
Salmo ...............................114(116A)

É preciso que passemos por muitos sofrimentos para entrar no Reino de Deus (At 14,22).

Eu amo o Senhor, porque ouve
o grito da minha oração.
Inclinou para mim seu ouvido,
no dia em que eu o invoquei.

Prendiam-me as cordas da morte,
apertavam-me os laços do abismo;
invadiam-me angústia e tristeza:
eu então invoquei o Senhor:
'Salvai, ó Senhor, minha vida!'

O Senhor é justiça e bondade,
nosso Deus é amor-compaixão.
É o Senhor quem defende os humildes:
eu estava oprimido, e salvou-me.
Ó minh'alma, retorna à tua paz,
o Senhor é quem cuida de ti!

Libertou minha vida da morte,
enxugou de meus olhos o pranto
e livrou os meus pés do tropeço.
Andarei na presença de Deus,
junto a ele na terra dos vivos.

Glória ao Pai...

Leitura 1Pd 4,13-14
Caríssimos, alegrai-vos por participar dos sofrimentos de Cristo, para que posais também exultar de alegria na revelação da sua glória. Se sofreis injúrias por causa do nome de Cristo, sois felizes, pois o Espírito da glória, o Espírito de Deus, repousa sobre vós.

Na verdade, ó Senhor, vós nos provastes, mas finalmente vós nos destes um alívio.
Depurastes-nos no fogo como a prata

MAGNIFICAT
Dizia São Lourenço em oração:
Minha noite não conhece escuridão,
tudo nela resplandece como a luz!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Nesta hora em que o Rei dos mártires ofereceu sua vida na última Ceia e a entregou na cruz, demos-lhe graças, dizendo:

R. Nós vos louvamos e bendizemos, Senhor!

Nós vos agradecemos, ó Salvador, fonte e exemplo de todo martírio, porque nos amastes até o fim: R.

Porque viestes chamar os pecadores arrependidos para o prêmio da vida eterna: R.

Porque destes à vossa Igreja, como sacrifício para a remissão dos pecados, o Sangue da nova e eterna Aliança: R.

Porque a vossa graça nos mantém até hoje perseverantes na fé: R.

(Intenções livres)

Porque associastes à vossa morte, neste dia, muitos de nossos irmãos e irmãs: R.

Pai nosso...

ANTÍFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. João 12,24-26.
Naquele tempo, disse Jesus aos discípulos:«Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, dá muito fruto.
Quem ama a sua vida, perdê-la-á, e quem despreza a sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna.
Se alguém Me quiser servir, que Me siga, e onde Eu estiver, ali estará também o meu servo. E se alguém Me servir, meu Pai o honrará.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement