Aleteia
La fĂŞte du jour

Quarta-feira, 28 de junho
Santo Irineu

Padre da Igreja (†202, 207?)

Irineu nasceu em Esmirna (situada na atual Turquia) aproximadamente no ano 130. Foi um dos discípulos de São Policarpo, que por sua vez, havia sido discípulo direto do Evangelista São João. Por volta do ano 157, Policarpo o envia para a Gália, com destino à cidade romana de Lugdunum (a atual Lion) onde havia uma florescente comunidade cristã. Aí será ordenado presbítero e, em 189, será o sucessor do bispo Potino. Os escritos de Santo Irineu são de grande importância, pois permitem vislumbrar o panorama desafiador da Igreja antiga. Ele tornou-se também muito conhecido na Igreja antiga por fazer jus ao seu nome – do grego Eirene, paz. Ao mediar um conflito de grande seriedade entre os cristãos do Ocidente e do Oriente - a grande controvérsia sobre a data da celebração da Páscoa – Irineu prestou um grande serviço à Igreja de Deus. A origem da briga foi uma diferença de visão sobre a mesma realidade: as comunidades cristãs da região oriental celebravam a Páscoa cristã na mesma data em que os judeus celebravam a Páscoa. Para justificar esse comportamento, os cristãos orientais invocavam uma antiga tradição, segundo eles, herdada do próprio apóstolo João. As comunidades cristãs ocidentais, ligadas à igreja de Roma, ao invés, celebravam a Páscoa no domingo subsequente à data da Páscoa judaica. Na origem desse costume, os ocidentais invocavam a autoridade dos apóstolos Paulo e Pedro. Diante das violentas discussões sobre quem teria mais razão, a intervenção de Santo Irineu foi preciosa e conseguiu a concórdia entre as partes.

 

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Vinde, adoremos ao Cristo Senhor: admirável em seus santos!
GlĂłria ao Pai, ao Filho e ao EspĂ­rito Santo,
Como era no princĂ­pio, agora e sempre.
Amém.
Hino
Criador das alturas celestes,
vĂłs fixastes caminhos de luz
para a lua, rainha da noite,
para o sol, que de dia reluz.

Vai-se a treva, fugindo da aurora,
e do dia se espalha o clarĂŁo.
Nova força também nos desperta
e nos une num só coração.

O nascer deste dia convida
a cantarmos os vossos louvores.
Do céu jorra uma paz envolvente,
harmonia de luz e de cores.

Ao clarĂŁo desta luz que renasce,
fuja a treva e se apague a ilusĂŁo.
A discórdia não trema nos lábios,
a maldade nĂŁo turve a razĂŁo.

Quando o sol vai tecendo este dia,
brilhe a fé com igual claridade,
cresça a espera nos bens prometidos
e nos una uma sĂł caridade.

Escutai-nos, Ăł Pai piedoso,
e vĂłs, Filho, do Pai esplendor,
que reinais, como EspĂ­rito Santo,
na manhĂŁ sem ocaso do amor.
Amém.

Cântico Is 61,10-62,5
Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, vestida qual esposa enfeitada para o seu marido (cf. Ap 21,2).

–Eu exulto de alegria no Senhor,
e minh'alma rejubila no meu Deus.
– Pois me envolveu de salvação, qual uma veste,
e como manto da justiça me cobriu,
– como o noivo que coloca o diadema,
como a noiva que se enfeita com suas joias.

– Como a terra faz brotar os seus rebentos
e o jardim faz germinar suas sementes,
– o Senhor Deus fará brotar sua justiça
e o louvor perante todas as nações.

– Por ti, Sião, não haverei de me calar,
nem por ti, Jerusalém, terei sossego,
– até que brilhe tua justiça como a aurora
e a tua salvação como um farol.

– Então os povos hão de ver tua justiça,
e os reis de toda a terra, a tua glĂłria;
– todos eles te darão um nome novo:
enunciado pelos lábios do Senhor.
– Serás coroa esplendorosa em sua mão,
diadema régio entre as mãos do teu Senhor.

– Nunca mais te chamarão 'Desamparada',
nem se dirá de tua terra 'Abandonada';
– mas haverão de te chamar 'Minha querida',
e se dirá de tua terra 'Desposada'.
– Porque o Senhor se agradou muito de ti,
e tua terra há de ter o seu esposo.

– Como um jovem que desposa a bem-amada,
teu Construtor, assim também, vai desposar-te;
– como a esposa é a alegria do marido,
serás assim a alegria do teu Deus.

GlĂłria ao Pai...

Leitura breve Dt 4,39-40a
Reconhece, hoje, e grava-o em teu coração, que o Senhor é o Deus lá em cima do céu e cá embaixo na terra, e que não há outro além dele. Guarda suas leis e seus mandamentos que hoje te prescrevo.

Bendirei o Senhor Deus, bendirei em todo o tempo.
Seu louvor em minha boca, seu louvor eternamente.

BENEDICTUS
Honrando seu nome, "Irineu" dedicou sua vida Ă  paz e lutou pela paz das Igrejas.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da mĂŁo de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericĂłrdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança
e o juramento a AbraĂŁo, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nĂłs sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que está na remissão de seus pecados;

pela bondade e compaixĂŁo de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar a quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte estĂŁo sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

GlĂłria ao Pai...

Preces
Jesus Cristo, esplendor do Pai, nos ilumina com a sua palavra. Cheios de amor o invoquemos:

R. Rei da eterna glĂłria, ouvi-nos!

Sois bendito, Senhor, autor e consumador da nossa fé,
– porque nos chamastes das trevas para a vossa luz admirável. R.

VĂłs, que abristes os olhos aos cegos e fizestes os surdos ouvirem,
– aumentai a nossa fé. R.

Fazei-nos, Senhor, permanecer firmes no vosso amor,
– e que nunca nos separemos uns dos outros .R.

Dai-nos força para resistir à tentação, paciência na tribulação,
– e sentimentos de gratidão na prosperidade .R.
(Intenções livres)
Pai nosso ...

Oração
Ó Deus, vós concedestes ao bispo Santo Irineu firmar a verdadeira doutrina e a paz da Igreja; pela intercessão de vosso servo, renovai em nós a fé e a caridade, para que nos apliquemos constantemente em alimentar a união e a concórdia. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Meditação

Pelos seus frutos vĂłs os conhecereis

“Senhor” – pergunto, “Como é que se faz para saber quem deles é profeta e quem é falso profeta?”. Disse ele: “Escuta [...] é a partir da vida que discernirás o homem que possui o espírito divino. Antes de tudo, quem tem o espírito divino, que vem do alto, é manso, calmo, humilde; se afasta de toda malvadeza e dos vãos desejos deste mundo; considera-se inferior a todos”. “[...] Acerca do espírito terreno, vazio, sem poder e estulto: em primeiro lugar, aquele que pensa em ter o espírito, se exalta, quer sentar no primeiro lugar, é atrevido, imprudente, falador; leva uma vida cheia de comodidade e de muitos outros passatempos, e aceita remuneração pela sua profecia. Se não recebe, não profetiza [...] não é possível que um profeta de Deus se comporte assim, mas os espírito de quem assim se comporta, não pode ser senão terreno”.

Pastor de Hermas
Obra cristã escrita do século II.

Oração da tarde

Bendito sejas Senhor: Deus de ternura e misericĂłrdia!
GlĂłria ao Pai, ao Filho e ao EspĂ­rito Santo,
como era no princĂ­pio, agora e sempre.
Amém.

Hino
Devagar, vai o sol se escondendo,
deixa os montes, o campo e o mar,
mas renova o presságio da luz,
que amanhĂŁ vai de novo brilhar.

Os mortais se admiram do modo
pelo qual, generoso Senhor,
destes leis ao transcurso do tempo,
alternância de sombra e fulgor.

Quando reina nos céus o silêncio
e declina o vigor para a lida,
sob o peso das trevas a noite
nosso corpo ao descanso convida.

De esperança e de fé penetrados,
saciar-nos possamos, Senhor,
de alegria na glĂłria do Verbo
que Ă© do Pai o eterno esplendor.

Este Ă© o sol que jamais tem ocaso
e também o nascer desconhece.
Canta a terra, em seu brilho envolvida,
nele o céu em fulgor resplandece.

Dai-nos, Pai, gozar sempre da luz
que este mundo ilumina e mantém,
e cantar-vos, e ao Filho, e ao EspĂ­rito,
canto novo nos séculos. Amém.

Cântico Cf Cl 1,12-20

Cristo, o PrimogĂŞnito de toda a criatura e o PrimogĂŞnito dentre os mortos.

= Demos graças a Deus Pai onipotente,
que nos chama a partilhar, na sua luz,
da herança a seus santos reservada!

(R. GlĂłria a vĂłs, primogĂŞnito dentre os mortos!)

= Do império das trevas arrancou-nos
e transportou-nos para o reino de seu Filho,
para o reino de seu Filho bem-amado,
– no qual nós encontramos redenção,
dos pecados remissĂŁo pelo seu sangue. (R.)

– Do Deus, o Invisível, é a imagem,
o PrimogĂŞnito de toda criatura;
= porque nele Ă© que tudo foi criado,
o que há nos céus e o que existe sobre a terra,
o visível e também o invisível. (R.)

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus,
sejam eles Principados, Potestades:
por ele e para ele foram feitos.
– Antes de toda criatura ele existe,
e Ă© por ele que subsiste o universo.(R.)

= Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo,
Ă© o princĂ­pio, o PrimogĂŞnito entre os mortos,
a fim de ter em tudo a primazia.
– Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude
habitasse no seu Cristo inteiramente. (R.)

– Aprouve-lhe também, por meio dele,
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
= pacificando pelo sangue de sua cruz
tudo aquilo que por ele foi criado,
o que há nos céus e o que existe sobre a terra. (R.)

GlĂłria ao Pai...

Leitura breve 1Jo 2,3-6
Para saber que o conhecemos, vejamos se guardamos os seus mandamentos. Quem diz: “Eu conheço a Deus”, mas não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e a verdade não está nele. Naquele, porém, que guarda a sua palavra, o amor de Deus é plenamente realizado. O critério para saber se estamos com Jesus é este: quem diz que permanece nele, deve também proceder como ele procedeu.
Protegei-nos, Senhor, como a pupila dos olhos. Guardai-nos, defendei-nos, sob a vossa proteção.

MAGNIFICAT
Por seu Deus, Santo Irineu lutou até a morte; superou as provações, pois Jesus foi sua força.
A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espĂ­rito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo Ă© o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de AbraĂŁo e de seus filhos, para sempre.

GlĂłria ao Pai...

Preces
Aclamemos ao Eterno Pai, cuja misericórdia para com o seu povo é sem limites; e digamos com alegria de coração:

R. Senhor, alegrem-se todos os que em vĂłs esperam!

Senhor, que enviastes o vosso Filho não para julgar o mundo mas para salvá-lo,
– concedei que a sua morte gloriosa produza em nós muitos frutos. R.

Vós, que constituístes os sacerdotes como ministros de Cristo e dispensadores dos vossos mistérios,
– dai-lhes um coração fiel, ciência e caridade. R.

Àqueles que chamastes para uma vida de castidade perfeita por amor do reino dos céus,
– concedei-lhes a graça de seguirem fiel e generosamente as pegadas de vosso Filho. R.

VĂłs, que no princĂ­pio criastes o homem e a mulher,
– conservai todas as famílias no amor sincero. R.

(Intenções livres)

VĂłs, que, pelo sacrifĂ­cio de Cristo, tirastes o pecado do mundo,
– perdoai os pecados de todos os que morreram. R.

Pai nosso...

ANTĂŤFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nĂłs volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, Ăł clemente, Ăł piedosa Ăł doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. Mateus 7,15-20.
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Acautelai-vos dos falsos profetas, que andam vestidos de ovelhas, mas por dentro são lobos ferozes.
Pelos frutos os conhecereis. PoderĂŁo colher-se uvas dos espinheiros ou figos dos cardos?
Assim, toda a árvore boa dá bons frutos e toda a árvore má dá maus frutos.
Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má dar bons frutos.
Toda a árvore que não dá bom fruto é cortada e lançada ao fogo.
Portanto, pelos frutos os conhecereis».

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement