Aleteia
La fête du jour

Domingo, 16 de julho
Nossa Senhora do Carmo

Invocação mariana

Dia 16 de julho √© a data de uma festa mariana muito importante: Nossa Senhora do Carmelo. Essa √© uma das devo√ß√Ķes a Nossa Senhora das mais antigas e muito amada pelos crist√£os. A invoca√ß√£o √† Nossa Senhora do Monte Carmelo est√° profundamente ligada √† hist√≥ria e aos valores espirituais da Ordem dos Frades da Bem-aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo, ou, como s√£o mais conhecidos, os Carmelitas. Na liturgia, essa festa foi institu√≠da para comemorar a apari√ß√£o de Nossa Senhora ocorrida em 16 de julho de 1251 a S√£o Sim√£o Stock, na √©poca Prior Geral dos carmelitas. Nessa apari√ß√£o, a Virgem entregou a S√£o Sim√£o um escapular (de esc√°pula= as costas) em tecido e mostrou-lhe os privil√©gios para quem usasse o objeto com devo√ß√£o, isto √©, procurando agir como Nossa Senhora agiu em sua vida. O monte Carmelo (jardim, em aramaico) aparece ligado √† figura do profeta Elias; segundo o primeiro livro dos Reis, Elias teria reunido a√≠ uma comunidade de profetas e trabalhou pela pureza da f√© do povo em Deus, vencendo os desafios dos falsos profetas de Baal. Desde os in√≠cios da igreja antiga, nesse monte houve comunidades mon√°sticas crist√£s. No s√©culo XI, os cruzados encontraram uma comunidade de religiosos crist√£os, provavelmente maronitas, que se definiam como herdeiros dos disc√≠pulos de Elias. Ainda no s√©culo XI, alguns europeus ‚Äď Bertoldo e Aim√©rio ‚Äď come√ßaram a√≠ uma pequena comunidade de monges. No centro da comunidade, edificaram uma igrejinha dedicada √† Nossa Senhora, e tomaram o nome de Frades de Santa Maria do Monte Carmelo. Dessa forma, o Carmelo adquiriu os seus dois elementos caracter√≠sticos: a refer√™ncia ao profeta Elias e a liga√ß√£o √† Virgem Maria Sant√≠ssima. Uma antiga tradi√ß√£o afirma que nesse monte, a Sagrada Fam√≠lia descansou, ao voltar da fuga do Egito. A invoca√ß√£o √† Nossa Senhora do Carmo √© uma das devo√ß√Ķes mais populares no Brasil.

Vous voulez découvrir d’autres histoires de saints ? Cliquez ici

Oração da manhã

Vinde, exultemos de alegria no Senhor,
ao Seu encontro caminhemos com louvores,
com cantos de alegria o celebremos!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém

Hino

√ď Criador do universo,
a sombra e a luz alternais,
e, dando tempos ao tempo,
dos seres todos cuidais

Qual pregoeiro do dia,
canta nas noites o galo.
Separa a noite e a noite,
brilhando a luz no intervalo.

Também por ele acordada,
a estrela d'alva, brilhante,
expulsa o erro e a treva
com sua luz radiante.

Seu canto os mares acalma,
ao navegante avigora;
a própria Pedra da Igreja
ouvindo o c√Ęntico chora.

Jesus, olhai os que tombam.
O vosso olhar nos redime:
se nos olhais, nos erguemos,
e prantos lavam o crime.

√ď luz divina, brilhai,
tirai do sono o torpor.
O nosso alento primeiro
entoe o vosso louvor.

√ď Cristo, Rei piedoso,
a vós e ao Pai, Sumo Bem,
glória e poder, na unidade
do Espírito Santo. Amém.

C√Ęntico de Louvor das Criaturas ao Senhor Dn 3,57-88.56
Sois digno de louvor e de glória eternamente.
Obras do Senhor, bendizei o Senhor,
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Céus do Senhor, bendizei o Senhor!
Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!

√Āguas do alto c√©u, bendizei o Senhor!
Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
Lua e sol, bendizei o Senhor!
Astros e estrelas, bendizei o Senhor!

Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!
Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
Fogo e calor, bendizei o Senhor!
Frio e ardor, bendizei o Senhor!

Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!
Geada e frio, bendizei o Senhor!
Gelos e neves, bendizei o Senhor!
Noites e dias, bendizei o Senhor!

Luzes e trevas, bendizei o Senhor!
Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
Ilhas e terra, bendizei o Senhor!
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

Montes e colinas, bendizei o Senhor!
Plantas da terra, bendizei o Senhor!
Mares e rios, bendizei o Senhor!
Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!

Baleias e peixes, bendizei o Senhor!
Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!
Filhos dos homens, bendizei o Senhor!

Filhos de Israel, bendizei o Senhor!
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!
Servos do Senhor, bendizei o Senhor!

Almas dos justos, bendizei o Senhor!
Santos e humildes, bendizei o Senhor!
Jovens Misael, Ananias e Azarias,
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!

Ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!
Sois digno de louvor e de glória eternamente!

Leitura breve Ez 37,12b-14
Assim fala o Senhor Deus: √≥ meu povo, vou abrir as vossas sepulturas e conduzir-vos para a terra de Israel; e quando eu abris as vossas sepulturas e vos fizer sair delas, sabereis que eu sou o Senhor. Porei em v√≥s o meu esp√≠rito para que vivais e vos colocarei em vossa terra. Ent√£o sabereis que eu, o Senhor, digo e fa√ßo ‚Äď or√°culo do Senhor.

Cristo, filho do Deus vivo, tende pena e compaix√£o!

BENEDICTUS

Jesus Disse aos discípulos: Foi a vós concedido conhecer os mistérios do Reino dos céus; aos outros, porém, não é concedido, senão em parábolas.

Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
porque a seu povo visitou e libertou;

e fez surgir um poderoso Salvador
na casa de Davi, seu servidor,

como falara pela boca de seus santos,
os profetas desde os tempos mais antigos,

para salvar-nos do poder dos inimigos
e da m√£o de todos quantos nos odeiam.

Assim mostrou misericórdia a nossos pais,
recordando a sua santa Aliança

e o juramento a Abra√£o, o nosso pai,
de conceder-nos que, libertos do inimigo,

a ele nós sirvamos sem temor
em santidade e em justiça diante dele,
enquanto perdurarem nossos dias.

Serás profeta do Altíssimo, ó menino,
pois irás andando à frente do Senhor
para aplainar e preparar os seus caminhos,

anunciando ao seu povo a salvação,
que est√° na remiss√£o de seus pecados;

pela bondade e compaix√£o de nosso Deus,
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,

para iluminar os quantos jazem entre as trevas
e na sombra da morte est√£o sentados

e para dirigir os nossos passos,
guiando-os no caminho da paz.

Glória ao Pai...

Preces
Roguemos a Deus que enviou o Espírito Santo para ser Luz santíssima do coração de todos os fiéis; e digamos:

R. Iluminai, Senhor, o vosso povo!

Bendito sejais, Senhor Deus, nossa luz,

‚Äď que para vossa gl√≥ria nos fizestes chegar a este novo dia. R.

Vós, que iluminastes o mundo com a ressurreição do vosso Filho,
‚Äď fazei brilhar, pelo minist√©rio da Igreja, esta luz pascal sobre a humanidade inteira. R.

Vós, que, pelo Espírito da verdade, esclarecestes os discípulos de vosso Filho,
‚Äď enviai √† vossa Igreja este mesmo Esp√≠rito, para que ela permane√ßa sempre fiel √† vossa mensagem. R.

Luz dos povos, lembrai-vos daqueles que ainda vivem nas trevas,
‚Äď e abri-lhes os olhos do cora√ß√£o para que vos reconhe√ßam como √ļnico Deus verdadeiro. R.
(Inten√ß√Ķes livres)

Pai nosso ...

Oração
√ď Deus, que mostrais a luz da verdade aos que erram para retomarem o bom caminho, dai a todos os que professam a f√© rejeitar o que n√£o conv√©m ao crist√£o e abra√ßar tudo o que √© digno deste nome. Por nosso Senhor Jesus Cristo na unidade do Esp√≠rito Santo. Am√©m.

Meditação

Caíram em boa terra e deram fruto

‚ÄúSaiu o semeador a semear.‚ÄĚ Donde saiu ele, Aquele que est√° presente em toda a parte, que enche todo o universo? Como saiu? N√£o materialmente, mas por uma disposi√ß√£o da sua provid√™ncia a nosso respeito: aproximou-se de n√≥s, revestindo-se da nossa carne. Uma vez que n√£o pod√≠amos ir at√© ele, porque os nossos pecados nos impediam o acesso, foi ele que veio at√© n√≥s. E porque foi que saiu? Para destruir a terra onde abundavam os espinhos? Para castigar os cultivadores? De modo nenhum. Ele veio cultivar essa terra, tratar dela e nela semear a palavra da santidade. Porque a semente de que fala √©, na verdade, a sua doutrina; o campo √© a alma do homem; o semeador √© Ele pr√≥prio. [‚Ķ]
Ter√≠amos raz√£o em censurar um cultivador que semeasse com tanta abund√Ęncia. [‚Ķ] Mas, quando se trata das coisas da alma, as pedras podem transformar-se em terra f√©rtil, o caminho pode deixar de ser pisado pelos transeuntes e tornar-se um campo fecundo, os espinhos podem ser arrancados e permitir aos gr√£os que cres√ßam com toda a tranquilidade. Se isso n√£o fosse poss√≠vel, ele n√£o teria lan√ßado a semente. E, se a transforma√ß√£o n√£o se realizou, n√£o √© por culpa do semeador, mas daqueles que n√£o quiseram deixar-se transformar. O semeador fez o seu trabalho. Se a semente se perdeu, o autor de t√£o grande benef√≠cio n√£o √© respons√°vel por isso.
Nota bem que h√° v√°rias maneiras de perder a semente. [‚Ķ] Uma coisa √© deixar a semente da palavra de Deus secar sem tribula√ß√Ķes e sem cuidados, outra √© v√™-la sucumbir sob o choque das tenta√ß√Ķes. [‚Ķ] Para que tal n√£o nos aconte√ßa, gravemos a palavra na nossa mem√≥ria, com ardor e seriedade. Assim, por muito que o diabo arranque √† nossa volta, teremos for√ßa para evitar que ele arranque o que quer que seja dentro de n√≥s.

São João Crisóstomo
Padre da Igreja (c. 345-407)

Oração da tarde

Bendito seja o Senhor que semeia a Palavra em nossos cora√ß√Ķes,
Demos graças pelos benefícios de seu Amor!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,
como era no princípio, agora e sempre.
Amém.

Hino

Santíssimo Deus do céu,
que o céu encheis de cor
e dais à luz beleza
de ígneo resplendor;

criais no quarto dia
a rota chamejante
do sol e das estrelas,
da lua fulgurante.

Assim, à luz e às trevas
limites vós fixais.
Dos meses o começo
marcastes com sinais.

Fazei a luz brilhar
em nosso coração.
Tirai da mente as trevas,
da culpa a servid√£o.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e v√≥s, √ļnico Filho,
reinando com o Espírito
na luz de eterno brilho.
Salmo 22(23) 1-6
O Cordeiro será o seu pastor e os conduzirá às fontes da água da vida (Ap 7,17).

O Senhor é o pastor que me conduz;
n√£o me falta coisa alguma.
Pelos prados e campinas verdejantes
ele me leva a descansar.
Para as √°guas repousantes me encaminha,
e restaura as minhas forças.

Ele me guia no caminho mais seguro,
pela honra do seu nome.
Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso,
nenhum mal eu temerei;
estais comigo com bast√£o e com cajado;
eles me dão a segurança!

Preparais à minha frente uma mesa,
bem à vista do inimigo,
e com óleo vós ungis minha cabeça;
o meu c√°lice transborda.

Felicidade e todo bem h√£o de seguir-me
por toda a minha vida;
e, na casa do Senhor, habitarei
pelos tempos infinitos.

Glória ao Pai...

Leitura breve 1Pd 1,3-5
Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Em sua grande miseric√≥rdia, pela ressurrei√ß√£o de Jesus Cristo dentre os mortos, ele nos fez nascer de novo, para uma esperan√ßa viva, para uma heran√ßa incorrupt√≠vel, que n√£o estraga, que n√£o se mancha nem murcha, e que √© reservada para v√≥s nos c√©us. Gra√ßas √† f√©, e pelo poder de Deus, v√≥s fostes guardados para a salva√ß√£o que deve manifestar-se nos √ļltimos tempos.

√ď Senhor, v√≥s sois bendito no celeste firmamento!

MAGNIFICAT
A semente é a palavra de Deus; quem semeia, porém, é o Cristo; todo aquele que ouvir o Senhor, viverá para sempre, aleluia!

A minha alma engrandece ao Senhor
e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
pois ele viu a pequenez de sua serva,
desde agora as gera√ß√Ķes h√£o de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas
e Santo é o seu nome!
Seu amor, de geração em geração,
chega a todos que o respeitam;

demonstrou o poder de seu braço,
dispersou os orgulhosos;
derrubou os poderosos de seus tronos
e os humildes exaltou;

De bens saciou os famintos,
e despediu, sem nada, os ricos.
Acolheu Israel, seu servidor,
fiel ao seu amor,

como havia prometido aos nossos pais,
em favor de Abra√£o e de seus filhos, para sempre.

Glória ao Pai...

Preces
Com alegria, invoquemos a Deus Pai que, tendo no princípio criado o mundo, recriou-o pela redenção e não cessa de renová-lo por seu amor; e digamos:

R. Renovai, Senhor, as maravilhas do vosso amor!

Nós vos damos graças, Senhor Deus, porque revelais o vosso poder na criação inteira,
‚Äď e manifestais a vossa provid√™ncia nos acontecimentos da hist√≥ria. R.

Por vosso Filho, que no triunfo da cruz anunciou a paz ao mundo,
‚Äď livrai-nos do desespero e do v√£o temor. R.

A todos os que amam a justiça e por ela trabalham,
‚Äď ajudai-os a colaborar com sinceridade na constru√ß√£o de uma sociedade renovada na verdadeira conc√≥rdia. R.

Socorrei os oprimidos, libertai os prisioneiros, consolai os aflitos, dai p√£o aos famintos, fortalecei os fracos,
‚Äď para que em todos eles se manifeste a vit√≥ria da cruz. R.

(Inten√ß√Ķes livres)
Vós, que ressuscitastes gloriosamente vosso Filho depois de morto e sepultado,
‚Äď concedei aos que morreram entrar juntamente com ele na vida eterna. R.

Pai nosso ...

ANT√ćFONA MARIANA
Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida e doçura esperança nossa salve! A vós bradamos degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois advogada nossa, esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro, mostrai-nos Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó clemente, ó piedosa ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa mãe de Deus, para que sejamos dignos da promessa de Cristo. Amém

SEJAM SANTOS!
Na escola da santidade.

Evangelho

Evangelho segundo S. Mateus 13,1-23.
Naquele dia, Jesus saiu de casa e foi sentar-Se à beira-mar.
Reuniu-se à sua volta tão grande multidão que teve de subir para um barco e sentar-Se, enquanto a multidão ficava na margem.
Disse muitas coisas em par√°bolas, nestes termos: ¬ęSaiu o semeador a semear.
Quando semeava, caíram algumas sementes ao longo do caminho: vieram as aves e comeram-nas.
Outras caíram em sítios pedregosos, onde não havia muita terra, e logo nasceram, porque a terra era pouco profunda;
mas depois de nascer o sol, queimaram-se e secaram, por n√£o terem raiz.
Outras caíram entre espinhos, e os espinhos cresceram e afogaram-nas.
Outras caíram em boa terra e deram fruto: umas, cem; outras, sessenta; outras, trinta por um.
Quem tem ouvidos, oi√ßa¬Ľ.
Os disc√≠pulos aproximaram-se de Jesus e disseram-Lhe: ¬ęPorque lhes falas em par√°bolas?¬Ľ.
Jesus respondeu: ¬ęPorque a v√≥s √© dado conhecer os mist√©rios do reino dos C√©us, mas a eles n√£o.
Pois √†quele que tem dar-se-√° e ter√° em abund√Ęncia; mas √†quele que n√£o tem, at√© o pouco que tem lhe ser√° tirado.
√Č por isso que lhes falo em par√°bolas, porque v√™em sem ver e ouvem sem ouvir nem entender.
Neles se cumpre a profecia de Isa√≠as que diz: ‚ÄėOuvindo ouvireis, mas sem compreender; olhando olhareis, mas sem ver.
Porque o coração deste povo tornou-se duro: endureceram os seus ouvidos e fecharam os seus olhos, para não acontecer que, vendo com os olhos e ouvindo com os ouvidos e compreendendo com o coração, se convertam e Eu os cure’.
Quanto a vós, felizes os vossos olhos porque vêem e os vossos ouvidos porque ouvem!
Em verdade vos digo: muitos profetas e justos desejaram ver o que vós vedes e não viram e ouvir o que vós ouvis e não ouviram.
Escutai, ent√£o, o que significa a par√°bola do semeador:
Quando um homem ouve a palavra do reino e não a compreende, vem o Maligno e arrebata o que foi semeado no seu coração. Este é o que recebeu a semente ao longo do caminho.
Aquele que recebeu a semente em sítios pedregosos é o que ouve a palavra e a acolhe de momento com alegria,
mas não tem raiz em si mesmo, porque é inconstante, e, ao chegar a tribulação ou a perseguição por causa da palavra, sucumbe logo.
Aquele que recebeu a semente entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo e a sedução da riqueza sufocam a palavra, que assim não dá fruto.
E aquele que recebeu a palavra em boa terra √© o que ouve a palavra e a compreende. Esse d√° fruto e produz ora cem, ora sessenta, ora trinta por um¬Ľ.

Newsletter
Recevez Aleteia chaque jour. Abonnez-vous gratuitement